O que acontece se eu comer alho todos os dias?

Especialista da área:
atualizado em 07/04/2021

Não, não estamos falando de comer o alho sozinho e cru. Mas, do seu uso nos alimentos do dia a dia. É muito difícil encontrar uma cozinha que não contenha alho em sua despensa.

  Continua Depois da Publicidade  

Afinal, o alimento é muito versátil e pode ser utilizado em uma série de receitas. Por exemplo, temperos, sopas, molhos de alho, pão de alho e chá de alho. Além disso, há ainda o clássico e saboroso macarrão ao alho e óleo.

Assim, para muitas pessoas pode ser bem comum consumir o alho todos os dias ou quase todos os dias sem nem ao menos perceber, uma vez que ele pode se esconder nos temperos dos pratos principais.

Mas você já parou para pensar no que pode acontecer quando alguém consome o alimento com tamanha frequência? É justamente isso o que vamos aprender a seguir:

1. Imunidade

Imunidade

O alho faz parte de uma família de vegetais chamada Allium, que também é composta por outros alimentos como cebola, alho-poró e cebolinha. Os componentes dessa família são bastante nutritivos e interessantes para a imunidade.

Estudos já comprovaram que o consumo de alho todos os dias provoca um aumento da imunidade. Atribui-se o efeito é à presença da substância alicina no alimento.

Para aproveitar os benefícios do alho em relação à imunidade, recomenda-se esmagar o alho 15 minutos antes de utilizá-lo. Desse modo, a disponibilidade da alicina ao organismo melhora. Então, feito isso, dá para consumir o alho cru ou refogá-lo.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, um truque muito interessante em prol da imunidade pode ser temperar os alimentos que reconhecidamente aumentam a imunidade com o alho amassado.

2. Resfriado

Uma pesquisa que se propôs a analisar as cápsulas de alho verificou que os participantes que as tomaram tiveram até 63% menos resfriados em comparação aos outros que não tomaram o suplemento.

Como resultado, observou-se que entre os participantes que pegaram resfriado, aqueles que tomaram as cápsulas de alho, apresentaram sintomas menores.

Enquanto no grupo das pessoas que não usaram o suplemento a duração do resfriado foi de cinco dias, para aqueles que ingeriram as cápsulas de alho o resfriado persistiu apenas um dia a um dia e meio.

No entanto, é necessário destacar que a pesquisa utilizou cápsulas de alho, e não o alho na forma de alimento.

3. Pressão arterial

Pressão arterial

Acredita-se que o consumo diário de alho também pode contribuir com a diminuição da pressão arterial. Alguns estudos já apontaram que o alho promove um efeito de relaxamento das paredes dos vasos sanguíneos, colaborando assim com o controle da pressão.

  Continua Depois da Publicidade  

Ou seja, o alho pode ser uma adição muito saudável para a dieta do hipertenso quando o paciente consome o alimento 15 minutos após amassar. A quantidade deve ser de aproximadamente quatro dentes de alho por dia.

4. Colesterol

Alguns estudos já mostraram que o consumo diário de alho contribui com a diminuição os níveis totais de colesterol e as taxas do colesterol ruim, chamado ainda de LDL.

Entretanto, embora as evidências mais confiáveis realmente apontem que o alho pode reduzir o colesterol total e o LDL em pessoas com colesterol elevado, não são todas as pesquisas que concordam com isso.

Além disso, qualquer benefício que possa ocorrer provavelmente será pequeno. Isso sem contar que o alho não colabora com a elevação do colesterol bom (HDL)

Portanto, as pessoas que sofrem com problemas de colesterol não devem trocar os medicamentos e o tratamento prescritos pelo médico apenas pelo uso do alho.

  Continua Depois da Publicidade  

5. Cérebro

O alho é considerado um bom alimento para a parte neurológica e para o cérebro por uma combinação de fatores.

O fato de melhorar a imunidade, o seu efeito de diminuição da pressão arterial, a sua ação de redução do colesterol ruim e por favorecer que os antioxidantes a circulem melhor e se regenerem no organismo.

Aliás, alguns estudos já apontaram que a ingestão diária de alho pode auxiliar a evitar o aparecimento de demência e perda de memória ou pelo menos atrasar o início desses processos.

Mas isso não significa que basta comer alho para nunca sofrer com demência porque existem fatores de risco associados à doença que não podem se alterar, como idade, histórico familiar e síndrome de Down.

6. Ossos

Por fim, acredita-se que o alho pode contribuir com a melhoria da saúde dos ossos, especialmente das mulheres que já passaram pela menopausa.

  Continua Depois da Publicidade  

Alguns estudos já indicaram que quando a mulher consome pelo menos dois dentes de alho frescos há uma melhora nos seus níveis de estrogênio. Isso tem como consequência a melhoria da quantidade de cálcio disponível para ser acumulado nos ossos.

Além disso, pode favorecer a densidade óssea e contribuir com a prevenção da osteoporose e osteopenia (perda de massa óssea) a médio e longo prazo.

Mais uma vez, embora o alho possa contribuir, ele não vai resolver sozinho o problema e a mulher que passa pela menopausa precisa ter um acompanhamento médico para se proteger contra os problemas nos ossos.

Vídeos

No vídeo abaixo a nossa nutricionista também explica o que ocorre quando alguém come alho todos os dias. Por isso, não perca:

Fontes e Referências Adicionais

Você costuma consumir alho com frequência? Acha que ele faz bem para a sua saúde? Conte para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média 4,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “O que acontece se eu comer alho todos os dias?”

  1. Difícil vai ser encontrar uma pessoa que não utilize o alho diariamente em seu cardápio trivial, a não ser aquelas que o detestam, aí tem jeito não. Agora para ser saudável de verdade, inserido no contexto do Planeta atual, focado no ecologicamente correto, só abolindo do prato a chamada “proteína animal” o nome com que douraram a pílula para denominar o consumo da carne de animais, estes sencientes que não nasceram para ser fatiados, cozidos, grelhados, assados e mastigados por “majestades humanas” nem sempre merecedoras de que uma vida seja sacrificada para elas saborearem um simples sanduíche. Sou vegetariana há 40 anos e vegana há seis, com tudo nos trinks, exames regulares normais, apenas suplementando a Vitamina B 12, só isso. Animais são amigos, não comida com ou sem alho.

    Responder