Os 10 Piores Apetrechos de Ginástica e Perda de Peso

Especialista:
atualizado em 14/01/2020

De olho nas milhares de pessoas por todo o mundo que precisam emagrecer ou desejam ter o corpo dos sonhos, as empresas que comercializam acessórios para serem usados na ginástica ou que auxiliam a perda de peso estão constantemente lançando novos apetrechos. O problema é que alguns desses produtos podem ser um tanto quanto bizarros, engraçados e até improváveis de resultarem em algum efeito positivo.

Conheça 10 deles na lista a seguir que mostram os piores apetrechos inventados para a ginástica e emagrecimento.

1. Cadeira do Havaí

A cadeira do Havaí (Hawaii Chair) é anunciada como útil para aquelas pessoas que trabalham o dia inteiro sentadas em uma cadeira no escritório e praticamente não exercitam o corpo durante o período. Como você pode observar no vídeo acima, a promessa é que com o movimento do assento da cadeira e o balanço do usuário, os seus músculos sejam trabalhados.

Mas já pensou trabalhar com uma cadeira dessas? Deve ser meio desconfortável ficar balançando enquanto escreve um relatório no computador ou conversa com um cliente pelo telefone. Além disso, imagina só uma reunião com todo mundo se mexendo sem parar na cadeira. Como manter a concentração, não se distrair ou não cair na risada?

Para você ver como pode ser difícil trabalhar sentando em uma cadeira dessas e não cascar o bico, dê uma olhada no vídeo abaixo em que a apresentadora americana Ellen DeGeneres testa o produto junto com uma moça de sua plateia:

2. Colete gelado

3aboaforma

Desenvolvido por um cientista da Nasa, a ideia por trás do colete gelado é que o corpo queima mais calorias quando a temperatura está mais fria. Assim, ele criou um colete revestido com gelo que promete queimar as gordurinhas com 70% maior rapidez do que simplesmente seguir uma dieta.

Para surtir efeito, o produto precisa ser usado durante três horas por dia, em duas sessões de 90 minutos cada. O difícil provavelmente será aguentar ficar esse tempo todo com gelo no corpo, principalmente nos dias mais frios.

3. Óculos da dieta

3bboaforma

O conceito desses óculos de lentes azuis é que ao usá-los a pessoa achará os alimentos menos apetitosos, comerá em menor quantidade, evitará se alimentar sem necessidade e, por consequência, perderá peso.

4. Roupa de sauna

3cboaforma

Enquanto uns criam roupas geladas para emagrecer, outros acreditam que o melhor jeito para perder peso é suando. É o caso do traje de sauna, que afirma que ao usar a vestimenta é possível perder alguns quilos por meio do suor. O problema é que quando uma pessoa sua, o que ele perde é água e não gordura.

Quer suar e queimar gordura? O melhor jeito ainda é se exercitar na academia.

5. Grãos de café verde

3dboaforma

A promessa é que os polifenois encontrados nos grãos de café verde e usados na produção de suplementos alimentares ajudam a queimar gordura. O problema é que além de não haver evidência científica suficiente para sustentar tal afirmação, um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry (Jornal de Química Agricultural e Alimentar, tradução livre) colocou essa afirmação em cheque.

Na pesquisa, um dos ingredientes chaves presentes nos grãos de café verde – o ácido clorogênico – foi dado a ratos que tinham uma dieta rica em gordura. Verificou-se ao final do experimento que esses bichinhos estavam tão obesos quanto os que não tinham ingerido a substância e eles ainda tinham armazenado gordura nos fígados e desenvolvido sinais de diabetes do tipo 2. 

6. Shake Weight

Como o próprio nome já diz e você pode conferir no vídeo acima, o shake weight é um aparelho em que a pessoa deve agitar o peso com as mãos para, supostamente, definir os músculos superiores. A promessa é que seis minutos utilizando o acessório equivale a malhar 42 minutos com halteres e que ele melhora a atividade desses músculos em até 300%.

Parece vantajoso, não? O problema é que não é verdade e pesquisas científicas já provaram que o produto não cumpre o que promete. Uma delas, publicada em 2012 no Jornal of Sports Science & Medicine (Jornal de Ciência Esportiva e Medicina, tradução livre) concluiu que o uso do shake weight no treinamento não traz aumentos significativos na atividade dos músculos se comparado com o uso de pesos tradicionais.

7. Cinto de vibração

3eboaforma

Você já deve ter visto alguma vez na vida o comercial daqueles cintos que fazem a região da barriga vibrar e prometem tonificar o abdômen. A questão é que apesar de eles realmente contraírem os músculos, não conseguem remover a gordura da barriga.

Como não é um cinto que faz o seu corpo vibrar que irá mandar a gordura para longe, é necessário ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos.

8. O telefone pesado

3fboaforma

Para quem trabalha como telefonista, parece uma boa forma de levantar peso. Trata-se de um telefone que vem com um haltere acoplado e força a pessoa a levantá-lo toda vez em que tiver que atender ou realizar uma chamada.

9. iGallop

3gboaforma

Partindo do princípio de que andar a cavalo pode fazer bem para os abdômens e os glúteos, foi criado o iGallop, um equipamento de ginástica que imita os movimentos feitos naturalmente pelo bicho, que pode ser usado para quem não consegue montar com tanta frequência.

Um estudo de 2011 revelou que esse tipo de exercício gasta a mesma quantidade de energia do que pedalar ou andar de patins em linha.

10. Kangoo Jumps

kangoo-jumps

Para quem não tem medo de parecer meio doido pulando com um sapato excêntrico ou de cair, o kangoo jumps é uma opção para queimar até 800 calorias por hora e proteger as articulações. É que o calçado lembra uma bota de esqui e vem com uma espécie de mola, que atua como um sistema de propulsão, o que justamente diminui o impacto causado pelos exercícios.

Você já caiu em algum produto maluco relacionado à boa forma e perda de peso? Conhecia algum destes acima? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário