Ter diabetes dá sono? Motivos e dicas

Especialista da área:
atualizado em 23/02/2021

Veja se é verdade que ter diabetes dá sono ou se a doença não provoca nenhum aumento na sonolência e no cansaço durante o dia a dia.

  Continua Depois da Publicidade  

A diabetes é uma condição que ocorre porque o corpo se torna incapaz de produzir insulina de maneira adequada, causando níveis excessivos de glicose no sangue.

Quando uma pessoa tem diabetes tipo 1, o pâncreas simplesmente não produz insulina, e por isso ela deve tomar insulina diariamente. Já para quem tem o tipo 2, o corpo até pode produzir insulina, mas a quantidade produzida não é suficiente.

Os sintomas de níveis elevados de açúcar no sangue a curto prazo podem incluir fome, sede e micção frequente, e não é incomum que esses sintomas tenham um impacto na maneira como a pessoa dorme. Por isso, é um dos motivos pelos quais muitos pensam que a diabetes dá sono.

Além disso, diabetes e problemas de sono geralmente andam de mãos dadas, e assim como a condição pode causar a perda de sono, há evidências de que não dormir bem pode aumentar o risco de desenvolver diabetes, formando assim um ciclo.   

Estudo examina a associação entre distúrbios do sono e diabetes

Diabetes

Em 2012, foi realizado um estudo em que os pesquisadores examinaram as associações entre distúrbios do sono e diabetes. Esses distúrbios incluíam dificuldade em adormecer, permanecer dormindo ou dormir demais.

O estudo encontrou uma relação clara entre distúrbios do sono e diabetes, e os pesquisadores dizem que a privação do sono é um fator de risco significativo para a diabetes, e que às vezes isso pode ser controlado.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso não significa necessariamente que a diabetes dá sono ou que o sono de fato será afetado. O mais importante é saber quais são os sintomas da diabetes e como gerenciá-los, já que alguns são mais propensos a causar problemas quando você está tentando descansar. São eles:

  1. Quando o seu corpo tem glicose demais, ele extrai água dos seus tecidos, e isso pode então fazer com que você fique desidratado e que precise se levantar para beber água regularmente durante o sono;
  2. Ao mesmo tempo, níveis elevados de açúcar no sangue podem causar uma vontade frequente de ir ao banheiro, fazendo com que você se levante com frequência no meio da noite.
  3. Os sintomas de baixa taxa de açúcar no sangue, como tontura, tremores e sudorese, também podem afetar o seu sono.

Uma outra condição médica pode ser a raiz desse problema, já que alguns distúrbios do sono, entre outros, são mais comuns em pacientes com diabetes. Sãos eles:

1. Insônia

A insônia é caracterizada por problemas recorrentes em pegar no sono e permanecer dormindo. Se você tem altos níveis de açúcar no sangue junto com altos níveis de estresse, sofre um risco maior de ter insônia.

Mas tomar medicamentos para dormir sem receita médica não irá solucionar o seu problema. Procure entender o motivo pelo qual não está conseguindo dormir, como por exemplo, estresse, trabalho, estudo ou problemas familiares.

Busque então tratamento médico para poder te ajudar a determinar o que está provocando esse problema.

2. Síndrome das Pernas Inquietas (SPI)

A síndrome das pernas inquietas (SPI) é caracterizada por um desejo constante de mover as pernas, sendo mais comum durante a noite, o que pode causar dificuldades para pegar no sono.

  Continua Depois da Publicidade  

A SPI pode ocorrer devido a uma deficiência de ferro, e os fatores de risco incluem problemas renais, níveis altos de glicose no sangue e distúrbios da tireoide.

Se você acha que tem SPI, marque uma consulta com o seu médico para que ele possa avaliar os seus sintomas. Isso é importante especialmente para quem tem um histórico de anemia.

O cigarro também pode desencadear a SPI. Se você é fumante, tente parar de fumar, pois além de te ajudar a cuidar dessa condição, irá melhorar a sua saúde em vários aspectos.

3. Apneia obstrutiva do sono

A apneia do sono é o distúrbio do sono mais comum em pessoas com diabetes. Ela ocorre quando a sua respiração para repetidamente durante a noite.

Em um estudo realizado em 2009, os pesquisadores descobriram que 86% dos participantes sofriam com diabetes e apneia do sono. Deste grupo, 44% sofria desta condição de forma grave e necessitavam de tratamento médico.

  Continua Depois da Publicidade  

A apneia do sono é mais comum em pessoas com diabetes tipo 2, e isso ocorre porque elas costumam ter excesso de peso, o que pode restringir a passagem de ar.

Sentir cansaço durante o dia e roncar à noite são alguns dos sintomas mais comuns, e por isso muitas pessoas percebem que a diabetes dá sono.

Como a falta de sono afeta a diabetes

Se você tem diabetes, enfrenta um círculo desafiador. É comum compensar a falta de sono comendo uma quantidade excessiva de comida para tentar ganhar mais energia através das calorias.

Isso pode causar o aumento dos níveis de açúcar no sangue e dificultar ter uma quantidade razoável de sono. Consequentemente, isso faz com que você se encontre na mesma situação, sofrendo com a falta de sono.

A falta de sono também aumenta o risco de obesidade, e ser obeso pode aumentar o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

  Continua Depois da Publicidade  

Dicas para melhorar a qualidade do seu sono

Sono

Siga essas dicas para descansar melhor durante a noite e não sofrer com noites mal dormidas.

  • Fique longe de estimulantes durante a noite: evite bebidas com cafeína, fazer exercício físico e tarefas domésticas simples.
  • Evite dispositivos eletrônicos antes de se deitar como celular, televisão e computador.
  • Crie padrões de sono: vá se deitar todas as noites no mesmo horário e acorde também sempre na mesma hora, inclusive aos finais de semana.
  • Não consuma bebidas alcoólicas antes de dormir.
  • Crie um ruído branco: como por exemplo um ventilador para remover sons de pessoas na rua, caminhão de lixo, carros e motos.

Embora sejam sintomas ou condições, de fato a diabetes dá sono para a maioria das pessoas. Se você tiver sofrendo com problemas persistentes de sono, consulte o seu médico, já que não receber tratamento pode tornar difícil seguir com as suas obrigações e atividades diárias.

A curto prazo, considere uma ou mais mudanças em seu estilo de vida para melhorar a qualidade do seu sono.

Por fim, vale a pena conferir esse vídeo da nossa nutricionista em que ela enumera os sintomas da diabetes tipo 1 e tipo 2 e os sinais de alerta:

Fontes e Referências Adicionais

Você já percebeu que a diabetes dá sono porque sofre com isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Ter diabetes dá sono? Motivos e dicas”

  1. Valeu, Dra. Patrícia !
    Otimas informações !
    Sou pré-diabético e suas informações me ajudarão a combater esse mal.
    Grato
    Marcelino

    Responder