15 benefícios do óleo de menta – Para que serve e dicas

Especialista da área:
atualizado em 31/08/2021

Conhecido principalmente por sua ação refrescante, o óleo de menta pode trazer diversos benefícios para a saúde, e vem ganhando cada vez mais espaço no mercado.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso se deve às propriedades medicinais dos seus compostos, como o mentol e o eucaliptol, que auxiliam no tratamento de uma série de problemas de saúde.

Então, a seguir vamos conhecer melhor esse óleo, além de entender como ele pode ajudar na manutenção da saúde e da boa forma. 

O que é o óleo de menta?

óleo de menta

A menta, também conhecida como menta piperita ou hortelã, é uma erva aromática bastante utilizada no Brasil, principalmente na forma de chá.

Mas as suas principais propriedades medicinais se encontram em seu óleo, que é extraído das folhas. Ele pode ser encontrado em várias formas, como:

  • Óleo essencial, que é bastante concentrado e por isso pode causar irritação na pele e em mucosas;
  • Extrato, uma formulação mais diluída e comumente usada em alimentos;
  • Cápsulas, usadas de forma parecida a alguns suplementos alimentares.

Composição do óleo de menta

O componente mais conhecido do óleo de menta é o mentol, mas outros compostos também estão presentes, como:

  • Minerais, como manganês, ferro, magnésio, cálcio, potássio e cobre;
  • Vitaminas A, C e ácido fólico;
  • Outros biocompostos, como limoneno e eucaliptol.

Muitos desses compostos possuem um aroma que faz com que o óleo possa ser utilizado como agente aromatizante, que agrada a maioria das pessoas.

  Continua Depois da Publicidade  

15 Benefícios do óleo de menta para a saúde

O óleo de menta é amplamente utilizado para o tratamento de uma série de problemas de saúde, e por isso seu uso vem sendo estudado em várias partes do mundo.

Este óleo é muito versátil, e pode ser usado na fabricação de sabão, shampoo, cigarros, creme dental, goma de mascar, chá e sorvetes, além de ser encontrado na forma de cápsulas, comprimidos e óleo concentrado.

De acordo com algumas culturas, o óleo de menta possui uma série de propriedades, como:

  • Efeito antibiótico;
  • Repelente natural;
  • Ajuda a reduzir dores;
  • Previne e reduz náuseas;
  • Ajuda na eliminação de muco no trato respiratório;
  • Contribui para uma melhor circulação;
  • Trata da flatulência.

Mas alguns desses efeitos não foram comprovados pela ciência, e outros ainda estão sendo estudados. Então, a seguir vamos entender como os princípios ativos deste óleo beneficiam a saúde e o bem estar:

1. Alívio para problemas do intestino e estômago

O óleo de menta tem sido bastante usado como uma alternativa segura e eficaz para alguns medicamentos utilizados no tratamento de desconforto gástrico, pois parece ajudar a aliviar a dor abdominal, relaxando os músculos do intestino e permitindo a passagem dos gases.

Inclusive, existem algumas pesquisas que demonstraram alguns benefícios do óleo de menta na melhora dos sintomas da síndrome do intestino irritável, ajudando a reduzi-los em mais da metade dos pacientes analisados.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Benéfico no tratamento de infecções 

Os compostos presentes no óleo de menta possuem propriedades antimicrobianas e antivirais, e podem ajudar no tratamento de algumas infecções, principalmente de pele.

Algumas infecções que estão sendo estudadas são:

Mas, o uso do óleo não deve substituir os tratamentos convencionais prescritos pelo seu médico, mas sim pode ser usado como um tratamento auxiliar.

3. Ajuda na saúde das vias respiratórias

O óleo de menta possui propriedades expectorante e descongestionante, e por isso pode ser de grande ajuda para pessoas com problemas respiratórios. 

Ele pode ser usado no vaporizador caseiro ou ainda ser misturado com óleo de coco e óleo essencial de eucalipto para fazer massagem nas têmporas e no peito para ajudar a reduzir os sintomas da asma, tosse, sinusite e da bronquite.

  Continua Depois da Publicidade  

5. Alívio de dores musculares

Dor muscular

O uso de cremes à base de óleo de menta pode ajudar a aliviar dores musculares, especialmente após a prática de exercícios físicos.

Então, para usufruir deste benefício, basta massagear a área dolorida com cremes e loções que contenham o óleo, mas sem exageros.

4. Melhora de problemas relacionados ao estresse

Devido aos seus efeitos calmantes, algumas pessoas podem se beneficiar do uso do óleo de menta, que pode ajudar a reduzir os efeitos do estresse e do cansaço mental

6. Benéfico para a saúde da boca e dos dentes

Devido ao seu efeito antisséptico e refrescante, o óleo de menta pode contribuir para a higiene bucal, além de ajudar a combater o mau hálito.

Então, para refrescar o hálito misture o óleo de menta ao creme dental, ou faça bochechos com algumas gotas do óleo diluído em água.

  Continua Depois da Publicidade  

7. Pode ajudar no crescimento e saúde dos cabelos 

Alguns estudos, ainda em fase inicial e com modelos animais, sugerem que o óleo essencial de menta pode ser um ótimo aliado dos seus cabelos.

Nesses estudos os pesquisadores afirmam que o óleo essencial melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo, além de possuir um efeito anti-inflamatório.

Entretanto, para garantir que esse efeito possa realmente ajudar no crescimento dos cabelos, mais estudos são necessários. 

8. Alivia os sintomas da má digestão

Um estudo publicado no periódico Alimentary Pharmacology and Therapeutics demonstrou que o uso de cápsulas de óleo de menta pode ajudar a aliviar os sintomas da má digestão.

Mas é importante lembrar que algumas pessoas apresentam azia ao utilizar o óleo, e por isso deve-se ficar atento aos sintomas que surgirem após a ingestão do suplemento.

9. Pode ajudar a te deixar mais alerta

Inalar vapores de menta é uma alternativa não tóxica para pessoas que precisam se manter acordadas por longos períodos de tempo, como:

  • Viagens longas;
  • Sessões de estudo;
  • Qualquer outro momento que você precise permanecer alerta por um longo tempo.

Alguns profissionais indicam inclusive para quem sofre com a síndrome da fadiga crônica, para ajudar a melhorar o foco e a concentração. 

10. Pode ajudar no alívio de dores de cabeça

mulher com dor de cabeça

Alguns estudos sugerem que o mentol, presente no óleo de menta, pode ajudar a reduzir a severidade e a duração de dores de cabeça e enxaquecas.

Entretanto, como se tratam de estudos de pequeno porte, pesquisas mais abrangentes e robustas ainda precisam ser feitas para avaliar este efeito.

11. Ajuda na redução da febre

Alguns especialistas recomendam o uso de formulações que contenham óleo de menta para o tratamento da febre.

Mas, de acordo com estudos, não se sabe ainda se esse efeito está relacionado aos compostos presentes no óleo, ou se ele se deve à sua evaporação, que ajuda a reduzir a temperatura.

Então, em caso de febre, o ideal é utilizar medicamentos específicos para tratar o problema, seguindo sempre a orientação de um profissional.

12. É um repelente natural de insetos

Alguns insetos, assim como aranhas e carrapatos, podem ser afastados pelo cheiro do óleo de menta. Para isso, basta adicionar algumas gotas do óleo essencial em um difusor, ou espalhar alguns pedaços de algodão embebidos no óleo pela casa.

Outra opção é adicionar algumas gotas de óleo essencial de menta em um frasco de spray com água e pulverizar a mistura em torno de portas e janelas, no jardim e em qualquer superfície onde as aranhas e insetos possam se esconder. 

Dica: Para aliviar a coceira causada por picadas de insetos, use uma combinação de óleo de menta e óleo de lavanda no local.

13. Pode ajudar a reduzir a coceira na pele

Outro benefício do óleo de menta é o alívio da coceira na pele, principalmente em casos nos quais o problema se tornou crônico.

Mas, para evitar o agravamento do problema e a irritação da pele, deve-se usar formulações específicas para aplicação tópica, como cremes, e não utilizar o óleo diretamente sobre a área a ser tratada.

14. Ajuda a diminuir as náuseas 

Estudos recentes descobriram que o óleo de menta pode ajudar a reduzir a intensidade e a duração de náuseas e vômitos, embora a substância não deva ser ingerida. 

Então, para obter este benefício, basta colocá-lo em um difusor no quarto da pessoa com o problema, como demonstrado em um artigo publicado no periódico Complementary Therapies in Clinical Practice.

15. Pode diminuir a fome

Certos aromas, incluindo o óleo de menta, podem ajudar a controlar o apetite e a fome porque desencadeiam uma sensação de saciedade.

Esse efeito foi demonstrado em um estudo de 2008 realizado pela Universidade Jesuíta Wheeling, que avaliou o nível de fome dos participantes após a inalação de óleo de menta a cada 2 horas durante cinco dias. Os participantes que inalaram o óleo de menta sentiram menos fome e desejo de comer do que aqueles que não usaram o óleo. 

Possíveis efeitos colaterais 

Na maioria dos adultos, as pequenas doses de óleo de menta contidas nos suplementos e preparações para a pele parecem ser seguras. Mas, alguns efeitos colaterais já foram relatados após o uso do óleo, como:

  • Azia;
  • Irritação da pele e mucosas;
  • Dor de cabeça.

Além disso, mulheres grávidas ou que estejam amamentando e crianças pequenas não devem utilizar o óleo de menta não diluído devido à toxicidade do produto, e devem buscar orientação médica antes de iniciar o tratamento.

Por fim, pessoas com refluxo gastroesofágico, hérnia de hiato e aquelas com problemas de vesícula devem consultar um médico antes de usar o óleo de menta. 

Como preparar óleo de menta caseiro

óleo de menta caseiro

Existem várias maneiras de fazer o seu próprio óleo de menta em casa. Veja esta receita:

Ingredientes:

  • Folhas de frescas de hortelã;
  • Um frasco de vidro com tampa;
  • Meio transportador para infundir o óleo, no caso, azeite de oliva extra virgem.

Modo de preparo:

  • Lave as folhas de hortelã e corte ou esmague-as para liberar seu óleo natural;
  • Depois, coloque as folhas em um frasco e despeje o azeite, cobrindo-as completamente;
  • Então, feche o frasco firmemente e espere 24 horas sem abri-lo;
  • Após esse tempo, abra o frasco, coe o óleo e adicione mais folhas de hortelã picadas e mais azeite e feche novamente.
  • Repita este processo por cinco dias.
  • Por fim, coe bem e despeje o óleo pronto em outro recipiente e armazene-o em local fresco.

Dicas e cuidados

Embora as cápsulas revestidas de óleo de menta reduzam o risco de azia, alguns problemas gástricos, assim como a alimentação, podem romper o revestimento protetor. Por isso, caso sinta algum desconforto gástrico com o uso da substância, procure um profissional de saúde.

Outro ponto a ser analisado com cuidado é o uso do óleo de menta em bebês, para aliviar cólicas, que só deve ser feito com orientação do pediatra. Isso é importante porque a pele pode absorver substâncias, além do risco de irritação e outros efeitos colaterais, que podem ser bastante graves em crianças pequenas.

Fontes e referências adicionais

Você já conhecia todos esses benefícios do óleo de menta para a sua saúde? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (87 votos, média 4,03)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

39 comentários em “15 benefícios do óleo de menta – Para que serve e dicas”