8 erros que acabam com o seu progresso nos treinos

Especialista:
atualizado em 01/10/2020

Quem treina com o foco de construir massa muscular, emagrecer ou melhorar a saúde sabe dos esforços que precisa fazer em cada sessão de exercícios. Por isso, é muito frustrante quando os resultados deixam de aparecer.

Entretanto, melhor do que desanimar e desistir é identificar o que impede o progresso nos treinamentos e corrigir o problema. Pode ser que o empecilho seja um desses erros que acabam com o progresso nos treinos:

1. Pensar demais

Às vezes, na ânsia de ter os resultados dos sonhos, o praticante passa mais tempo pesquisando, planejando e pensando das estratégias de treinamento, do que treinando em si.

Além disso, pode ser que essas táticas sejam muito complexas, não deem certo para a pessoa e ela quase perca a cabeça tentando pensar em uma solução. Nesses casos, pode ser melhor parar de pensar tanto e voltar ao simples.

Assim, a dica é conversar com um educador físico para começar do básico. Com estratégias simples, mas que o praticante consegue fazer e que podem levá-lo aos pouquinhos a atingir o objetivo lá da frente.

2. Não reduzir volumes e cargas

Pesos

Recomenda-se tirar uma semana a cada quatro ou cinco para reduzir pela metade os volumes e as cargas (pesos) usadas no treino. Acredita-se que isso reinicializa o sistema nervoso central, permitindo que as articulações tenham tempo de se recuperar.

3. Treinar com fome

Não é à toa que chamam o treino de estômago vazio de receita para o desastre. Afinal, é preciso ter energia para gastar no treino. Isso sem contar que há o risco de perder massa muscular e de passar mal ao se exercitar com fome.

Quem treina com uma intensidade e volume suficientes precisa de uma proteína e um carboidrato 60 minutos antes do treinamento. Além disso, um shake para o meio da sessão também pode ajudar. Conheça ideias de lanche pré-treino.

4. Tomar muitos suplementos energéticos

Recomenda-se passar pelo menos dois dias sem cafeína ou outros estimulantes. Muita cafeína pode causar estragos no sistema nervoso central e travar a recuperação. Um conselho é deixar os estimulantes para os dias em que for treinar as partes mais fracas do corpo.

Além disso, antes de tomar suplementos com cafeína ou outros estimulantes, é fundamental consultar o médico ou nutricionista. Isso para se certificar de que o produto em questão é realmente eficaz e seguro.

5. Não ter acompanhamento na recuperação dos treinos

Massagem

Especialmente para os praticantes mais velhos, um acompanhamento na recuperação dos treinos ajuda bastante. Estamos falando de acupuntura e massagens semanais, se o bolso permitir, é claro.

6. Fazer treinos em pirâmide

Claro que você deve consultar seu treinador para tomar a decisão final, mas vale saber que uma das críticas aos treinos em pirâmides é que eles envolvem muitas repetições.

Outro argumento é que treinar até a falha por 15 repetições frita o sistema nervoso antes que o praticante consiga chegar à série mais pesada. Em vez da pirâmide, uma opção é o ramp up, em que aumenta-se a carga em cada série até chegar ao peso que o praticante está apto a usar.

7. Achar que os carboidratos são inimigos

Em um mundo em que as dietas low carb ganharam muita fama, alguns podem achar que não há nada de bom nos carboidratos. Mas isso não é verdade: eles são essenciais para uma boa performance no treinamento.

Um treino com uma intensidade suficiente precisa de cinco gramas de carboidratos para cada duas séries de exercícios. Porém, para saber a quantia exata de carboidratos que o seu pré-treino em particular precisa, consulte um nutricionista.

8. Abusar no dia do lixo

O dia do lixo é aquele momento em que a pessoa sai da dieta e come o que normalmente não pode no dia a dia.

Entretanto, quando ela não consegue se controlar e ingere calorias demais no dia do lixo, corre um sério risco de pôr a perder os esforços de toda uma semana.

Portanto, se você é adepto do dia do lixo, lembre-se de manter o controle e não abusar demais para não anular seus esforços de dieta e treinamento.

Você comete algum desses erros? Acha que um deles pode ser o motivo da sua falta de resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário