Ashwagandha: o que é, como tomar, efeitos colaterais e qual comprar

Especialista da área:
atualizado em 14/07/2021

A ashwagandha é uma planta que vem ganhando atenção de pessoas em busca de formas naturais de melhorar a saúde, e por isso é importante entender o que ela é e como utilizá-la.

  Continua Depois da Publicidade  

Ela é usada na Medicina Ayurvédica, e seus efeitos começaram a ser estudados na medicina ocidental, devido à presença de fitocompostos com potencial medicinal.

Então, a seguir vamos conhecer melhor a ashwagandha, as formas como ela pode ajudar o corpo, bem como seus efeitos colaterais. 

O que é Ashwagandha?

ashwagandha

A Ashwagandha, ou Withania somnifera, é uma planta utilizada para fins medicinais em diversas partes do mundo para o tratamento das mais diversas condições de saúde.

As partes utilizadas para estas finalidades são as raízes e as bagas, usadas na forma de chá, cápsulas ou extrato, e podem ser encontradas em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e mesmo em sites especializados na internet.

Para que serve?

O uso da ashwagandha é bastante difundido, principalmente na Índia. Entretanto, apenas nos últimos anos a planta medicinal começou a ser estudada pela medicina ocidental, e vem demonstrando resultados promissores em diversas áreas, como veremos a seguir:

1. Pode ajudar a reduzir o açúcar no sangue

Alguns estudos preliminares, com modelos animais, demonstram que a ashwagandha pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Isso acontece porque ela parece melhorar a sensibilidade à insulina, o que ajuda o corpo a controlar os níveis de glicose de forma mais eficiente.

Mas como as pesquisas nessa área ainda estão no início, novos estudos são necessários para entender como será o efeito em humanos, além de definir melhor a forma de utilizar a planta.

2. Pode ajudar no tratamento de insônia e ansiedade

Um estudo recente, de 2019, demonstrou que o extrato da ashwagandha pode vir a se tornar um ótimo tratamento para problemas como insônia e ansiedade, melhorando a qualidade de vida de pessoas que sofrem com esses problemas.

  Continua Depois da Publicidade  

Mas, devido ao pequeno tamanho do estudo, os pesquisadores alertam que novas pesquisas são necessárias para confirmar esses efeitos, e garantir o melhor resultado possível do tratamento.

3. Efeito antioxidante

pele bonita
Os efeitos antioxidantes da ashwagandha ajudam a combater o envelhecimento precoce

A ashwagandha é rica em compostos com ação antioxidante, e por isso pode ajudar o organismo a combater os efeitos dos radicais livres.

Assim, a planta contribui para a prevenção e o tratamento de uma série de problemas, como:

  • Inflamações: Os antioxidantes atuam na regulação do sistema imunológico, ajudando a evitar reações exageradas, como as que são vistas nas inflamações. Então, o uso da ashwagandha pode ajudar a combater e mesmo prevenir o problema;
  • Protege o DNA: Outro efeito dos antioxidantes é a proteção do DNA das células contra a ação do estresse oxidativo, o que pode ajudar a prevenir alguns tipos de câncer;
  • Envelhecimento precoce da pele: A pele é o órgão mais sensível aos efeitos dos radicais livres, que causam o aparecimento precoce dos sinais de envelhecimento, como rugas e flacidez. Assim, usar alimentos e plantas medicinais ricos em compostos antioxidantes pode ajudar a combater e prevenir o problema.

4. Reduzir o estresse e o cansaço físico

Por ter um efeito ansiolítico e ajudar a melhorar o sono, o uso da ashwagandha contribui para a redução do estresse e da fadiga, uma vez que o organismo consegue descansar e repor as energias de forma mais eficiente.

5. Outras finalidades

Embora a ashwagandha seja utilizada na medicina tradicional para o tratamento de outros problemas de saúde, ainda não existem estudos que confirmem esses efeitos. São eles:

  • Melhora dos sintomas de Parkinson;
  • Tratamento de problemas no fígado;
  • Melhora dos sintomas de fibromialgia;
  • Tratamento de infecções e ferimentos.

Como usar?

ashwagandha em capsulas
Ashwagandha em cápsulas

A ashwagandha pode ser usada na forma de chás, caso queira desfrutar do sabor amargo e também do poder termogênico que essa bebida oferece. Nesse caso, o ideal é usar apenas uma xícara ao dia. Uma dica é combinar a planta junto a outras ervas, para que assim o seu sabor fique menos evidente. 

Mas, caso prefira utilizar na forma de cápsula ou extrato, é importante verificar a dosagem e as instruções do fabricante, para evitar o uso exagerado.

Efeitos colaterais

De forma geral, o consumo a curto prazo da Ashwagandha é considerado seguro, embora a segurança do uso a longo prazo não seja conhecida. 

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, dosagens excessivas da planta podem causar problemas como:

  • Dores no estômago;
  • Náuseas e vômitos;
  • Diarreia;
  • Problemas no fígado;
  • Irritação na pele, quando usado de forma direta.

Contraindicações

O uso da ashwagandha não é recomendado para gestantes e mulheres em fase de amamentação, pois não existem estudos sobre a segurança para esse grupo.

Além disso, diabéticos que estejam em tratamento com medicamentos convencionais devem tomar bastante cuidado com o uso dessa planta, para evitar episódios de hipoglicemia, que é a redução rápida dos níveis de açúcar no sangue.

Por fim, pessoas com outros problemas de saúde devem sempre procurar a orientação de um profissional de saúde, para evitar a piora do quadro clínico e a interação com outros medicamentos que estejam utilizando.

Qual comprar?

A escolha da forma da ashwagandha a ser comprada vai depender dos seus objetivos e gostos pessoais, uma vez que a forma natural da planta pode ter um sabor que não agrade a todos, além de ter uma concentração menor dos compostos medicinais.

Então, para aqueles que desejam usar uma dose maior, ou que não apreciem o sabor da planta, pode ser melhor comprar as cápsulas, para assim evitar o sabor amargo do produto.

Fontes e referências adicionais

Você já tinha ouvido falar na Ashwagandha? Conhece alguém que já a tenha utilizado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (398 votos, média 3,84)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

46 comentários em “Ashwagandha: o que é, como tomar, efeitos colaterais e qual comprar”

  1. Sim, inclusive já me foi muito recomendada. Eu preciso comprar na verdade. Muito obrigada pelo texto. Inclusive compartilhei no meu grupo do Telegram.

    Responder