Benefícios da Jurubeba – Para que serve e propriedades

Especialista:
atualizado em 23/02/2021

A jurubeba, ou Solanum paniculatum, é uma planta medicinal que pode ser encontrada em diversas regiões do Brasil e que pode trazer vários benefícios para a saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Dona de um gosto amargo, ela pode chegar aos três metros de altura e apresenta folhas lisas, espinhos curvos no tronco, pequenos frutos amarelos e flores de coloração lilás ou branca.

Usa-se bastante ela na medicina tradicional brasileira para tratar uma série de problemas de saúde, que vão desde a anemia até doenças inflamatórias.

Então, vamos agora conhecer melhor essa planta típica de nosso país, e descobrir quais são os benefícios que ela pode trazer para a saúde.

O que é a jurubeba?

A jurubeba é um arbusto espinhoso, também conhecida como jubebe, jurubeba-verdadeira, jupeba, juribeba e jurupeba, dotada de propriedades medicinais e nutricionais.

Seus efeitos se devem principalmente ao óleo essencial, que é rico em substâncias com atividade antioxidante, antimicrobiana e antitumoral.

Seus benefícios são muitos, e vamos ver cada um deles a seguir.

Jurubeba

1. Efeito antioxidante

De acordo com o Ministério da Saúde, a jurubeba é rica em compostos antioxidantes, como os flavonoides, que são essenciais no combate aos danos causados pelos radicais livres.

Por isso, seu uso pode ajudar a prevenir e a tratar problemas de saúde diversos, como:

  • Câncer: O efeito da jurubeba sobre alguns tipos de câncer se deve principalmente ao fato de seus compostos protegerem o DNA das células, evitando assim as mutações genéticas que dão origem ao câncer. Mas algumas substâncias presentes na planta também agem eliminando as células cancerígenas, embora este efeito ainda precise ser mais bem estudado;
  • Inflamações e doenças autoimunes: Os antioxidantes, de forma geral, ajudam a regular o funcionamento do sistema imunológico, e assim contribuem para a prevenção de problemas relacionados às inflamações;
  • Envelhecimento da pele: O estresse oxidativo, causado pelo acúmulo de radicais livres no organismo, é um dos responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. Por isso, o uso da jurubeba pode ajudar a manter a aparência jovem da pele por mais tempo;
  • Problemas cardíacos: Outro efeito dos antioxidantes é a proteção contra o acúmulo de placas de gordura no interior das artérias, contribuindo assim para a prevenção de doenças cardiovasculares.

2. Efeito antimicrobiano

O extrato da jurubeba tem um efeito antibacteriano importante, e age contra diversas espécies de bactérias, como:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Pseudomonas aeruginosa;
  • Escherichia coli;
  • Klebsiella pneumoniae.

Além disso, o extrato também possui ação antiviral, especialmente contra o vírus da herpes.

3. Anemia

A medicina tradicional usa a ajurubeba como remédio para anemia, embora as concentrações de ferro em sua composição não sejam muito altas.

Por isso, caso você tenha sido diagnosticado com anemia, o ideal é perguntar a um médico se a jurubeba pode ou não ajudar no seu tratamento.

4. Problemas gástricos

Outro uso popular da jurubeba é para o tratamento de problemas gástricos. Mas, nesse caso, comprovou-se esse efeito por estudos com modelos animais, que demonstram uma ação protetora da mucosa gástrica.

Assim, o extrato da jurubeba pode ajudar a tratar e prevenir problemas estomacais e intestinais, embora mais estudos ainda sejam necessários para determinar as doses adequadas.

5. Ação analgésica

Outro benefício comprovado da jurubeba é o seu efeito analgésico, ou seja, de alívio da dor.

Mas o extrato ou o chá dessa planta não podem tratar todo tipo de dor, e por isso deve-se sempre consultar um médico. Além disso, a dor pode ser um sintoma de algum problema de saúde mais sério, e o uso de analgésicos pode acabar mascarando o problema.

Efeitos colaterais da jurubeba

Apesar dos benefícios que vimos acima, a jurubeba pode causar alguns problemas, principalmente quando consumida em excesso ou por um tempo muito prolongado.

  Continua Depois da Publicidade  

São eles:

  • Aumento das enzimas hepáticas;
  • Diarreia;
  • Gastrite;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Cólicas abdominais;
  • Confusão mental;
  • Edema (inchaço) cerebral e mesmo morte, embora esses casos sejam bastante raros.

Caso experimente alguma dessas reações ou qualquer outro efeito colateral por conta do uso da jurubeba, procure rapidamente ajuda médica, mesmo que o sintoma em questão não aparente ser tão grave.

Isso é importante para checar a real seriedade do problema, receber o tratamento adequado e saber se pode continuar ou não a usar a planta.

Dicas e cuidados

  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem usar a jurubeba;
  • Além disso, a utilização da jurubeba não pode ser prolongada porque isso pode resultar em intoxicação;
  • É importante buscar a orientação de um profissional de saúde antes de iniciar o uso da jurubeba, principalmente em crianças, adolescentes, idosos e pessoas que sofrem com doenças ou condições crônicas de saúde;
  • Por fim, quando for comprar a jurubeba é necessário certificar-se de que se trata realmente da planta, checando o nome científico do produto que será levado para casa.
Fontes e referências adicionais

Você já conhecia os benefícios da jurubeba? Pretende experimentar essa fruta agora? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário