Biscoito Recheado Engorda?

Especialista:
atualizado em 23/12/2019

Tanto para os adultos quanto para as crianças, não é tarefa muito fácil resistir a um docinho, não é mesmo? Ainda mais naquela hora do dia em que a fome aperta e temos por perto uma guloseima como um biscoito recheado, que além de ser super prático (afinal é só abrir e comer), é uma delícia.

Na hora em que estamos faminto, pode ser que nem todo mundo pense nos efeitos que ele pode causar na cintura. Mas depois, a culpa pode bater e a gente se perguntar: será que esse biscoito recheado engorda? É o que vamos descobrir na análise abaixo.

As calorias dos biscoitos recheados 

Vamos começar a entender se o biscoito recheado engorda verificando a quantidade de calorias que o produto pode conter. A tabela a seguir apresenta o teor calórico de diferentes marcas e modelos de biscoitos recheados, dê uma olhada:

Biscoito Calorias por porção
Bono sabor chocolate 138 calorias em 3 unidades ou 30 g
Bono sabor doce de leite 137 calorias em 3 unidades ou 30 g
Bono sabor morango 141 calorias em 3 unidades ou 30 g
Negresco 132 calorias em 3 unidades ou 30 g
Oreo 142 calorias em 3 unidades ou 30 g
Passatempo sabor chocolate 136 calorias em 3 unidades ou 30 g
Passatempo sabor morango 140 calorias em 3 unidades ou 30 g
Trakinas meio a meio 145 calorias em 3 unidades ou 30 g
Trakinas sabor morango 148 calorias em 3 unidades ou 30 g
Trakinas chocolate mais recheio 146 calorias em 2 ½ unidades ou 30 g
Biscoito recheado de chocolate Lowçucar 112 calorias em 3 unidades ou 30 g
Prestígio 139 calorias em 3 unidades ou 30 g

Como podemos observar, a quantidade de calorias presentes nos biscoitos recheados não pode ser considerada baixa, já que uma porção de somente 30 g já traz mais de 100 calorias. Isso se torna mais evidente quando fazemos uma comparação com uma fruta como o morango, que em uma porção bem maior, de 100 g, carrega somente 32 calorias.

Sem contar que os morangos são bem mais nutritivos do que os biscoitos recheados, não é mesmo? Com isso, podemos concluir que para quem deseja e/ou necessita emagrecer ou manter a boa forma de maneira saudável, esse tipo de comida definitivamente não é a mais vantajosa.

Quer dizer que porque o biscoito recheado engorda, a pessoa nunca mais pode comê-lo? Não necessariamente. Se ela segue uma dieta regularmente saudável, nutritiva, controlada e equilibrada, até pode comer um biscoitinho ou outro de maneira moderada uma vez ou outra sem esperar que tenha grandes problemas.

Pesquisa indicou que o biscoito recheado é viciante 

A ideia de que o biscoito recheado engorda ganha ainda mais força quando ele é consumido de maneira exagerada. Com base nos dados da tabela acima, se a pessoa comer 10 unidades, estará ingerindo de uma só vez de aproximadamente 373 calorias até cerca de 493 calorias.

E não é tão difícil assim se descontrolar e acabar se empanturrando com a guloseima – uma pesquisa mostrou que o biscoito recheado é tão viciante para o cérebro quanto a cocaína ou a morfina.

O estudo foi feito por pesquisadores de uma instituição de ensino de Connecticut, nos Estados Unidos, que utilizaram o biscoito Oreo em seus experimentos.

Durante o experimento, os cientistas colocaram 10 ratos de laboratório em um labirinto, em que de um lado estavam os biscoitos Oreo e, do outro, bolinhos de arroz. Verificou-se que os bichinhos ficaram muito mais tempo do lado do biscoito recheado.

Os pesquisadores compararam também esses resultados com testes feitos com os animais na presença de morfina ou cocaína e identificaram que nos casos das três substâncias, os ratos ficaram o mesmo período de tempo no lado em que o produto em questão havia sido colocado.

Quando os animais comiam o biscoito, uma proteína chamada c-Fos foi ativada em uma área do cérebro que é conhecida como o centro do prazer. Isso indica quantas células foram ativadas em determinada área do cérebro na presença das drogas ou do Oreo, explicou o professor da instituição de ensino que coordenou a pesquisa, Joseph Schroeder.

No final das contas, o biscoito recheado ativou mais células nessa região do cérebro do que a cocaína e a morfina, sugerindo que uma combinação de gorduras e açúcar pode agradar mais o cérebro do que as drogas.

A página também relatou que ainda que o estudo tenha sido realizado com ratos, os pesquisadores alegaram que é provável que ele tenha relevância para os seres humanos e poderia explicar por que algumas pessoas não conseguem comer somente um biscoito por vez.

Isso nos serve de indicativo de que é necessário ter muito autocontrole para resistir e comer o biscoito recheado com moderação.

A farinha branca 

Os biscoitos são fonte de carboidratos refinados, que não ajudam em nada o processo de emagrecimento – pelo contrário, atrapalham.

Esse carboidrato refinado é a farinha branca, um ingrediente que está presente na composição de todas os biscoitos, tenha eles recheios ou não. Essa farinha é pobre em fibras (aquele nutriente que ajuda a promover a saciedade no corpo, lembra?) e está associada a efeitos como o aumento do peso e a prisão de ventre.

As gorduras trans

A maior parte dos biscoitos recheados possui gorduras trans, que são adicionadas para oferecer consistência e aumentar o prazo de validade.

Esse é o pior tipo de gordura, que pode aumentar o colesterol ruim e diminuir o bom. Para um emagrecimento ou manutenção da boa forma de maneira saudável, isso não é nada bom.

Mas não é só isso – as gorduras trans engordam mais do que outras comidas mesmo quando o mesmo número de calorias é consumido.

Pesquisadores da Universidade Wake Forest, nos Estados Unidos, concluíram que esse tipo de gordura aumenta a quantidade de gordura presente ao redor da barriga, não somente por meio da adição de novas gorduras, mas também movendo gorduras de outras áreas do corpo para a região abdominal.

O pesquisador da instituição de ensino e PhD, Lawrence Rudel, disse que dietas ricas em gorduras trans provocam uma redistribuição de tecido de gordura para o abdômen e levam a um peso corporal maior, mesmo quando há o controle de calorias.

O açúcar 

Não é novidade para ninguém que as bolachas recheadas são cheias de açúcar, não é mesmo? Segundo o Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino (FAE), de São João da Boa Vista em São Paulo – SP, duas unidades de biscoito recheado carregam uma quantidade correspondente a duas colheres de sopa de açúcar.

Por isso, essa é mais uma evidência de que o biscoito recheado engorda, já que o consumo exagerado de açúcar está associado ao aumento do peso. Conforme o Serviço Nacional de Saúde (NHS, sigla em inglês) do Reino Unido, comidas ricas em açúcar costumam ser também ricas em calorias e o consumo frequente desses alimentos pode contribuir com o desenvolvimento do sobrepeso.

A organização também afirmou que existem evidências de que dietas ricas em açúcar estão associadas com a elevação do teor energético da alimentação de uma maneira geral, o que pode provocar o aumento de peso ao longo do tempo.

Cuidados importantes

Vimos aqui que o biscoito recheado engorda mesmo. Porém, não podemos considerá-los os únicos culpados pelo aumento de peso – isso é fruto de toda uma dieta ruim e de baixa qualidade. Até porque, se a pessoa cortar os biscoitos, porém, continuar a comer fast food e comidas e bebidas ricas em calorias e pobres em nutrientes, ainda assim será bem provável que engorde.

Por isso, para quem precisa emagrecer ou manter-se no peso adequado, é necessário que toda a alimentação seja saudável, controlada, equilibrada e nutritiva. Também vale a pena praticar exercícios físicos que fazem bem à saúde e ajudam a gastar mais calorias.

Você já imaginava que o consumo de biscoito recheado engorda? Tem costume de comer esse tipo de lanchinho com frequência, mesmo sabendo dos malefícios? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 4,38 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário