Comer Ovo à Noite Faz Mal?

Especialista:
atualizado em 18/05/2020

Algumas pessoas acreditam que comer ovo a noite faz mal, mas é importante saber o que os especialistas falam sobre isso.

Aquela fome que bate no meio da noite, ou madrugada, ocorre devido a várias causas, como por exemplo um jantar muito cedo, desidratação e baixos níveis de açúcar no sangue.

E, ao contrário do que muitas pessoas pensam, mesmo durante as altas horas da madruga os lanches saudáveis são ótimas opções para satisfazer a fome sem sabotar a sua dieta, e alguns deles podem te ajudar a ter uma boa noite de sono.

Os ovos estão entre os alimentos mais saudáveis ​​que uma pessoa pode comer.

Eles oferecem vários benefícios à saúde, são ricos em proteínas de alta qualidade, gorduras saudáveis ​​e muitas vitaminas e minerais essenciais, além de apresentar algumas propriedades em sua clara para a boa forma, bem como em sua casca, que pode ser usada para fazer farinha.

Porém, existem muitos mitos do que se pode ou não comer, principalmente durante a noite, e muitas pessoas falam que comer ovo a noite faz mal. Será que isso é verdade?

O colesterol do ovo

Uma pesquisa realizada em 2019 explica que, no final da década de 1960, os pesquisadores afirmaram que o alto nível de colesterol na dieta, devido aos ovos e outras fontes, eram considerados a causa de níveis altos de colesterol no sangue e um maior risco de doença cardiovascular.

No entanto, de acordo com as Diretrizes Dietéticas 2015-2020 para os americanos, atualmente os ovos são considerados parte de um padrão de alimentação saudável que inclui uma variedade de alimentos ricos em proteínas.

Embora as gemas sejam mais ricas em colesterol alimentar, ainda de acordo com as Diretrizes Dietéticas, elas são ricas em gorduras saturadas e, por isso, você pode incluir com segurança ovos em sua dieta.

Além disso, o colesterol do ovo não é bem absorvido e, portanto, não afetam significativamente os níveis de colesterol no sangue.

De fato, os ovos contribuem para a sensação de saciedade e podem contribuir para a saúde geral das pessoas.

Nutrição dos ovos

Os ovos também são ricos em outros nutrientes – incluindo vitamina A, zinco, ferro, vitamina B12, riboflavina, cálcio e colina, acrescenta nutrientes.

De acordo com o Egg Nutrition Center, a maior parte da nutrição dos ovos, e cerca de 40% da proteína, está na gema.

A gema também contém nutrientes lipossolúveis, como as vitaminas A, D e E, além dos antioxidantes luteína e zeaxantina. Já a gordura presente na gema, ajuda na absorção desses nutrientes.

Comer ovo a noite

Embora o ovo seja um alimento bastante saudável, muitas pessoas ainda se perguntam se comer ovo a noite faz mal, por isso, é importante saber que muitos especialistas defendem o seu consumo durante a noite.

Nick Bitz, médico naturopata e principal autor científico da YouTheory, defende fortemente a ingestão de um ovo (cozido ou escalfado) durante a noite, já que comer um ovo como fonte de proteína antes de dormir pode ajudá-lo a dormir melhor, diz ele.

“Descobri que se você ingerir um pouco de proteína à noite antes de dormir – talvez cerca de 6 gramas de proteína, que é o equivalente a um ovo – proporciona um bom equilíbrio de açúcar no sangue durante a maior parte do tempo”, disse o Dr. Bitz da cidade de Nova York.

As mulheres são particularmente suscetíveis à desregulação da glicose, continuou explicando o especialista. Em resposta, o corpo produz cortisol (hormônio do estresse), que pode acordar a pessoa durante a noite.

Porções pequenas impedem que você coma demais, e as proteínas e fibras ajudam a prolongar a sensação de saciedade e a mantê-lo satisfeito até a manhã seguinte.

Ovos podem ajudar a uma melhor qualidade de sono

Muitas pessoas sofrem com distúrbios do sono, no entanto, o ovo pode ser um ótimo aliado nessa luta.

Isso porque a clara do ovo ajuda o corpo a se preparar para dormir, produzindo melatonina, que produz aquela sensação de sono.

Recheado com 11 vitaminas e minerais, os ovos também são uma fonte rica no aminoácido triptofano, que te ajuda a dormir melhor e por mais tempo, dizendo ao cérebro para se desligar durante a noite.

“Os ovos são amplamente reconhecidos como uma fonte de proteína de alta qualidade; portanto, a simples inclusão de um ovo em uma refeição pode aumentar a duração e a qualidade do sono para uma saúde mental e física completa”, disse Sharon Natoli, nutricionista australiana.

O sono de qualidade ajuda na reparação dos tecidos e reduz o risco de doenças cardíacas, pressão alta, diabetes e colesterol alto.

Na vida cotidiana, uma boa noite de sono melhora o aprendizado, a atenção e a solução de problemas, preparando as pessoas para sua rotina.

Pessoas que não devem comer ovo a noite

No caso das pessoas com doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), é possível que os ovos interrompam o sono.

De acordo com a Fundação Internacional para Distúrbios Gastrointestinais (IFFGD), embora a proteína magra nos ovos possa ajudar a aliviar os sintomas, o maior teor de gordura das gemas pode exacerbá-los e fazer com que você acorde.

Se os ovos causarem problemas digestivos para você, o IFFGD recomenda que você coma apenas as claras, diz o IFFGD.

O recomendado pelo IFFGD é o aumento da ingestão de frutas não cítricas, proteínas magras, carboidratos complexos (como grãos integrais, batatas e vegetais de raiz) e gorduras insaturadas de plantas e peixes, e que você evite comer imediatamente antes de dormir e termine sua última refeição três a quatro horas antes de dormir.

Ou seja, pode ser que comer ovo a noite faz mal apenas para as pessoas que sofrem com a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) ou são alérgicas, caso contrário, ele pode ser um ótimo aliado para uma boa noite de sono.

Fontes e Referências adicionais:

Você já se perguntou se comer ovo a noite faz mal? Come com frequência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário