Como Fazer Leite Fermentado – Receitas e Dicas

Especialista:
atualizado em 27/05/2020

Aprenda como fazer leite fermentado em casa com algumas receitas diferentes e dicas para os melhores resultados.

O leite fermentado é um dos principais veículos de bactérias bifidobactérias e ácido-lácticas, e o seu consumo tem sido associado à saúde e à redução do risco de doenças.

Muitas pessoas têm produzido leite fermentado caseiro, iogurte e outros produtos lácteos, há milhares de anos. Esses alimentos são surpreendentemente rápidos e simples de se fazer em casa. Veja também como fazer iogurte grego caseiro, por exemplo.

Os produtos caseiros podem ter um gosto muito melhor do que muitas marcas presentes no mercado, que são excessivamente açucaradas. Além disso, você pode adicionar seus ingredientes favoritos, como castanhas, frutas e adoçantes.

Como fazer leite fermentado caseiro

Se você já usou levedura, fermento biológico ou culturas de levedura para fazer pão, por exemplo, já deve estar familiarizado com a produção de produtos lácteos cultivados, e dependendo do que irá fazer, poderá usar leitelho ou iogurte para desenvolver sua cultura inicial ou comprar uma para iniciar a sua.

Muitas vezes é preciso comprar apenas uma, pois com um pouco de cuidado, poderá manter a sua família de micróbios em atividade nos próximos anos.

Eles não são muito exigentes quanto ao teor de gordura no leite, então você poderá fazer iogurte com leite integral ou desnatado, por exemplo. Sempre que possível, use leite orgânico, e se tiver acesso a leite de vacas alimentadas com capim, o sabor e a nutrição serão ainda melhores.

Receitas de leite fermentado

Veja agora receitas e aprenda como fazer leite fermentado caseiro.

1. Receita de leite fermentado tradicional

Ingredientes:

  • Água filtrada;
  • 1 litro de leite;
  • De 50 a 100ml de leite fermentado;
  • Pote de vidro de 1 litro;
  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavo ou demerara.

Como fazer:

Para começar, limpe e esterilize todo o equipamento que irá utilizar.

O leite fermentado que você irá usar deve estar em temperatura ambiente, para isso, deixe ele fora da geladeira por um tempo.

Aqueça o leite (1 litro de leite) a 50ºC e deixe esfriar um pouco para transferir para o pote de vidro e espere até que atinja a temperatura de 35ºC, em seguida, adicione o leite fermentado, tampe e misture.

Deixe essa mistura descansar por cerca de 12 a 14 horas em um lugar quentinho e não movimente o pote.

Após esse tempo, abra o pote e sinta o cheiro que deve ser parecido com o de iogurte, com um sabor levemente ácido e suave.

Use a água e o açúcar para fazer uma calda de açúcar e adicionar ao seu leite se quiser adoçá-lo. Ele poderá ser consumido em até 5 dias.

2. Receita de leite fermentado caseiro estilo Yakult

Ingredientes:

  • 2 unidades de Yakult;
  • 1 litro de leite desnatado.

Como fazer:

Assim como na outra receita, ferva o leite e espere esfriar até que esteja a uma temperatura de 35ºC ou até conseguir tocar o leite por 5 segundos sem que se queime.

Em seguida, misture as duas unidades de Yakult e coloque em um recipiente com tampa e deixe descansar por 6 horas. Após esse período, seu leite já estará pronto para ser consumido.

Como usar

Os produtos lácteos fermentados, como o leite fermentado, são tradicionalmente usados como bebidas ou como ingredientes no preparo de pratos, sobremesas e temperos para saladas, por exemplo.

Também poderá adicionar frutas, castanhas, chocolate, fazer vitaminado, entre várias outras coisas, usando a sua criatividade na cozinha.

Benefícios do leite fermentado

O processo de fermentação torna o leite fermentado mais fácil de digerir, especialmente no caso das pessoas que têm alergia ao leite ou são intolerantes à lactose. Além disso, esse processo também aumenta o prazo de validade do produto.

Pesquisas sugerem que o leite fermentado também pode ajudar a baixar a pressão sanguínea, a prevenir o crescimento do câncer e diminuir o colesterol, isso devido aos efeitos antioxidantes ou imunoestimulantes dos produtos lácteos fermentados.

1. Pressão alta

Algumas evidências mostram que tomar comprimidos contendo leite em pó fermentado por via oral durante 4 semanas reduz a pressão arterial sistólica, mas não a diastólica.

Outra pesquisa mostra que tomar um produto com leite fermentado contendo ácido gama-aminobutírico (GABA) por via oral durante 12 semanas diminui a pressão arterial em mulheres com pressão arterial levemente alta.

2. Febre do feno causada pela ambrósia

Algumas pesquisas mostraram que tomar leite fermentado contendo lactobacillus acidophilus pode reduzir os sintomas nasais que estão associados à febre do feno em pessoas adultas.

Uma outra pesquisa sugere que beber o leite contendo outros tipos de Lactobacillus, bem como os termófilos Streptococcus, pode diminuir a ocorrência de febre do feno em crianças e adolescentes, porém algumas evidências são conflitantes.

3. Diarreia

Pesquisas iniciais sugerem que tomar leite fermentado que contém Lactobacillus casei por um mês reduz a gravidade da diarreia em bebes e crianças, porém há evidências contraditórias.

4. Diarreia causada por rotavírus

Algumas evidências sugerem que beber um produto lácteo fermentado contendo Lactobacillus GG por cerca de 5 dias reduz a duração da diarreia causada por rotavírus em crianças.

5. Diarreia causada por antibióticos

Algumas evidências mostram que o consumo desse leite que contém espécies de Lactobacillus e Bifidobacterium via oral diariamente reduz o risco de desenvolver diarreia quando uma pessoa está tomando antibióticos.

Uma outra pesquisa sugere que o consumo de leite fermentado contendo duas espécies de Lactobacillus diariamente por via oral até final do tratamento com antibiótico reduz o risco de desenvolver diarreia em pessoas que estão hospitalizadas. 

6. Efeitos colaterais da radiação gastrointestinal

Pesquisas sugerem que beber leite fermentado contendo Lactobacillus acidophilus diariamente por 5 dias durante a radioterapia e continuar por 10 dias após o procedimento reduz a diarreia e outros efeitos colaterais do estômago causados pela radiação.

Uma outra pesquisa sugere que beber leite contendo espécies de Lactococcus pode melhorar o desconforto estomacal após a radiação da área pélvica.

7. Intolerância a lactose

Algumas pesquisas mostram que tomar leite fermentado que contém Lactobacillus casei e Lactobacillus acidophilus reduz o inchaço, diarreia e dor em pessoas com intolerância à lactose.

Outra pesquisa sugere efeitos semelhantes quando os produtos lácteos fermentados são consumidos por pessoas com deficiência de lactase junto com refeições que contém lactose.

8. Úlceras causadas pela bactéria Helicobacter pylori (H. pylori)

Pesquisas mostram que consumir bebidas lácteas fermentadas que contenham Streptococcus thermophiles e Bifidobacterium bifidum ou Lactobacillus johnsonii diariamente por cerca de 12 a 16 semanas melhora os sintomas do estômago causados pela infecção com H. pylori.

9. Doença inflamatória intestinal (colite ulcerativa)

Algumas pesquisas mostram que beber leite fermentado contendo Bifidobacterium breve, Bifidobacterium bifidum e Lactobacillus acidophilus diariamente por até um ano diminui os sintomas de colite ulcerativa.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia como fazer leite fermentado? Pretende fazer o seu próprio em casa? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário