Como fazer óleo de linhaça caseiro

Especialista:
atualizado em 12/02/2021

É após triturar e prensar as sementes de linhaça para liberar o seu óleo natural que é possível obter o óleo de linhaça. Entretanto, no artigo de hoje, vamos aprender como fazer óleo de linhaça caseiro.

  Continua Depois da Publicidade  

Para que serve o óleo de linhaça?

Como fazer óleo de linhaça caseiro

No entanto, antes de aprendermos como fazer óleo de linhaça caseiro, que tal conhecermos para que serve o produto?

Pois bem, o óleo de linhaça é usado tanto em preparações culinárias quanto em cuidados com os cabelos. Além disso, acredita-se que ele pode ajudar a saúde cardíaca, a saúde da pele e o tratamento da diarreia e prisão de ventre.

Entretanto, essas vantagens ainda requerem mais pesquisas científicas para que possam ser mais bem avaliadas e comprovadas. Isso porque as evidências a respeito da efetividade do uso do produto para essas finalidades são consideradas insuficientes.

Como fazer óleo de linhaça caseiro

Para quem ficou com vontade de testar o produto, separamos algumas receitas que ensinam como fazer óleo de linhaça caseiro. Dá só uma conferida:

Receita 1

Ingredientes:

  • 1 litro de azeite de oliva extra virgem prensado a frio;
  • 100 gramas de sementes de linhaças frescas e bem selecionadas – as sementes não podem estar quebradas ou apresentar aspecto duvidoso;
  • 1 colher de sopa de alecrim seco ou duas gotas de óleo essencial de alecrim;
  • 1 colher de sopa de orégano seco ou duas gotas de óleo essencial de orégano.

Modo de preparo:

1. Colocar as sementes de linhaça no liquidificador e triturá-las levemente;

2. Então, adicionar as sementes que triturou em um recipiente esterilizado de vidro escuro. Logo depois, tampar bem e reservar, deixando-o em um local fresco e com sombra.

3. Depois de 30 dias, coar o produto que se formou com o auxílio de um pano de algodão limpo e seco, transferindo o óleo para um frasco de vidro escuro. Mas, atenção: lembre-se de manter o frasco tampado.

Receita 2

Ingredientes:

  • 1 litro de óleo de girassol prensado a frio;
  • 100 granas de sementes de linhaças frescas – não podem estar quebradas ou apresentar qualquer outro tipo de problema;
  • 1 colher de sopa de alecrim seco ou 2 gotas de óleo essencial de alecrim;
  • 1 colher de sopa de orégano seco ou 2 gotas de óleo essencial de orégano.

Modo de preparo:

1. Levar as sementes de linhaça ao liquidificador e triturar levemente.

2. Acrescentar as sementes de linhaça que triturou, o óleo de girassol e as ervas secas ou óleos essenciais em um recipiente de vidro esterilizado, que deve ser escuro ou estar coberto por papel pardo.

  Continua Depois da Publicidade  

3. Então, tampar bem o frasco e deixá-lo em um ambiente fresco e com sombra.

4. Após 30 dias, coar o óleo que se formou com um pano limpo e seco, transferindo o produto para outro recipiente escuro de vidro, que deve ter sido previamente esterilizado. Por fim, tampar bem.

Outras dicas

O óleo de linhaça caseiro tem duração de seis meses. Isso se você armazenar em local seco, fresco e escuro.

Adicionalmente, especialistas recomendam não utilizar mais do que uma colher de chá do produto por dia.

Além disso, deve-se usar o óleo de linhaça caseiro in natura. Ou seja, não pode aquecer e centrifugar. A saber, isso é importante para garantir a conservação das suas propriedades.

Como usar o óleo de linhaça?

Como fazer óleo de linhaça caseiro

Agora que aprendemos como fazer óleo de linhaça caseiro, precisamos saber como usar, não é mesmo? Então, o óleo de linhaça pode aparecer em saladas e molhos ou ser adicionado em receitas de shakes e smoothies.

Tenha em mente que o óleo de linhaça não deve ser usado para cozinhar, já que ele não tem um ponto de fumaça alto e pode formar compostos perigosos quando exposto ao calor alto.

Além disso, algumas pessoas também aplicam o óleo de linhaça na pele para melhorar a saúde e a hidratação do órgão.

  Continua Depois da Publicidade  

Enquanto isso, outras utilizam o produto dentro de máscaras para os fios capilares em uma tentativa de promover o crescimento e o brilho dos cabelos.

Entretanto, é importante ressaltar que não se conhece o suficiente a respeito da segurança da aplicação do óleo de linhaça na pele. Entenda também sobre o uso do óleo de linhaça nos cabelos.

Efeitos colaterais do óleo de linhaça

Precisamos ficar atentos aos seus possíveis efeitos colaterais.

Embora o Centro Nacional de Saúde Complementar e Integrativa (NCCIH, sigla em inglês) dos Estados Unidos considere que o uso do óleo de linhaça costuma ser seguro em teores baixos, ele pode provocar reações adversas como gases, inchaço e diarreia.

Esses efeitos colaterais dependem da dosagem e da reação individual de cada pessoa ao produto. Entretanto, também é possível apresentar reações alérgicas ao óleo de linhaça.

Além disso, o produto pode elevar o risco de sangramento severo em pessoas que sofrem com distúrbios hemorrágicos. Assim, torna-se necessário que os pacientes que sofrem com esse problema conversem com o médico antes de começar a utilizar o óleo de linhaça.

Contraindicações

O NCCIH também aconselha que as grávidas evitem o óleo de linhaça porque o produto pode ter leves efeitos hormonais.

Provavelmente, também é uma boa ideia deixar o óleo de linhaça de lado durante a amamentação porque, segundo a organização, existem poucas informações confiáveis a respeito da segurança do produto ao longo do aleitamento.

Além disso, o médico pode recomendar que o paciente interrompa o uso do óleo de linhaça algumas semanas antes de realizar uma cirurgia.

Aproveite que está por aqui e não perca os vídeos da nossa nutricionista sobre a linhaça!

Fontes e Referências Adicionais:

Você usa o óleo de linhaça no seu dia a dia? Então, nos conte como utiliza os produtos nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário