Diabético Pode Tomar Água de Coco?

Especialista:
atualizado em 27/01/2020

Confira se um diabético pode tomar água de coco sem maiores preocupações ou se essa é uma bebida que ele deve evitar em sua dieta.

Não existe coisa mais gostosa e refrescante do que tomar uma água de coco bem fresquinha e gelada em um dia de calor. Mas será que uma pessoa que sofre com a diabetes precisa evitar a água de coco? Ou, na realidade, o diabético pode tomar água de coco tranquilamente?

Aproveite e confira todos os benefícios da água de coco para a saúde e boa forma, veja se tomar muita água de coco faz mal e veja também qual é o melhor açúcar para diabéticos.

A diabetes

Para que sigamos em frente na busca para saber se o diabético pode tomar água de coco, precisamos conhecer a doença melhor, não é verdade?

Pois bem, um quadro de diabetes envolve níveis muito elevados de glicose (açúcar) no sangue. Essa substância é a maior fonte de energia para o nosso organismo e é oriunda dos alimentos que consumimos nas refeições.

Uma pessoa desenvolve a doença quando o seu corpo não dá conta de produzir uma quantidade suficiente ou qualquer quantia de insulina ou não consegue utilizar o hormônio adequadamente.

Isso faz com que a glicose permaneça no sangue e não atinja as células do organismo, já que a insulina é justamente responsável por auxiliar a glicose obtida através da dieta a chegar até as nossas células e ser utilizada como energia.

Ao descobrir que sofre com a condição, é fundamental que o paciente não perca tempo e obedeça a todas as orientações que forem passadas pelo médico para o seu tratamento.

Até porque, com o passar do tempo, ter níveis elevados de glicose no sangue pode gerar uma série de complicações como doença no coração, acidente vascular cerebral (AVC), doença nos rins, problemas nos olhos, doenças dentárias, danos nos nervos e problemas nos pés.

E então, será que o diabético pode tomar água de coco?

Embora possamos realmente falar que o diabético pode tomar água de coco, ele precisa ter moderação e deve limitar o consumo a um copo por vez.

Ao consumir a bebida, o diabético precisa se atentar aos seus limites de consumo de carboidratos.

Cuidado com o açúcar

A água de coco é composta por carboidratos facilmente digeríveis na forma de açúcar e eletrólitos. A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) noticiou que uma porção de 240 ml de água de coco pode conter 10 g de carboidratos.

Se mesmo a água de coco natural já requer cuidado e moderação por parte dos diabéticos, quando falamos das versões mais industrializadas do produto, que podem conter açúcares adicionados, é necessário ter uma cautela ainda mais especial com a bebida.

Lilian Cheung, uma nutricionista e coautora de ‘Savor: Mindful Eating, Mindful Life’ (Saborear: Alimentação Consciente, Vida Consciente, tradução livre) sugere ser consciente em relação às escolhas de bebidas e ler os rótulos para escolher a água de coco natural e evitar aqueles com açúcares adicionados ou suco, que não são diferentes de outras bebidas açucaradas.

Outro truque que pode ajudar bastante na hora de escolher uma água de coco com a menor quantidade de açúcar possível é olhar a lista de ingredientes, que deve ser exibida na embalagem do produto, e apresenta a sua composição em ordem crescente. Ou seja, as substâncias que aparecem primeiro na lista são as que estão presentes em maior quantidade na bebida.

Portanto, se o açúcar aparecer entre os primeiros da lista de ingredientes da água de coco, então a bebida realmente possui uma proporção significativa do composto. Mas é preciso ficar atento ao fato de que nem sempre o açúcar aparece com o nome “açúcar” na lista de ingredientes de um produto.

Ele também pode ser apresentado sob outras nomenclaturas como sacarose, frutose, maltodextrina, lactose, dextrose, xarope de milho, xarope de malte e açúcar invertido.

Caso você encontre algum outro nome esquisito na lista de ingredientes no rótulo de um produto, especialmente se tiver a terminação “ose” ou for xarope de alguma coisa, jogue o termo no Google e pesquise para se certificar de que não se trata do açúcar escondido sob outro nome.

Se esse cuidado já é importante para qualquer pessoa, ele é ainda mais necessário para aqueles que sofrem com a diabetes e precisam tomar cuidado com a ingestão de carboidratos como o açúcar.

Tanto que a Associação Diabética Britânica (Diabetes UK) adverte que embora o diabético possa consumir a água de coco, a bebida carrega calorias, carboidratos e açúcares livres, que devem ter a sua ingestão diminuída na dieta do paciente com diabetes.

Além disso, peça a orientação do médico e/ou nutricionista que acompanha o seu quadro para saber como deve incluir a versão natural da bebida nas suas refeições, tendo em vista o limite de carboidratos que você pode ingerir. É importante lembrar que esse limite varia de pessoa para pessoa, conforme as necessidades de cada paciente e as recomendações médicas.

Pesquisas em animais e o efeito da água de coco em relação à diabetes

A nutricionista e educadora em diabetes Franziska Spritzler mencionou alguns estudos que apontaram uma possível vantagem da água de coco em relação à diabetes.

“Pesquisas mostraram que a água de coco pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e melhorar outros marcadores de saúde em animais diabéticos. Em um estudo, ratos diabéticos tratados com água de coco mantiveram melhores níveis de açúcar no sangue do que o grupo de controle”, afirmou Spritzler.

A educadora em diabetes mencionou ainda outra pesquisa, que também notou que dar água de coco a ratos gerou melhora nas taxas sanguíneas de açúcar dos bichinhos.

“Entretanto, estudos controlados são necessários para confirmar os efeitos em humanos”, advertiu a nutricionista. Ou seja, os estudos apresentados por Spritzler ainda não nos permitem afirmar que a água de coco melhora os níveis de glicose no sangue em seres humanos.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se diabético pode tomar água de coco? Possui essa condição e evita toamr água de coco? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário