Especialista da Área:

Melhores Farinhas Low Carb Alternativas à Farinha de Trigo e Como Usar

🕐 11/03/2020

Veja quais são as melhores opções de farinhas low carb que você pode usar na cozinha em diferentes receitas substituindo a farinha de trigo.

Quer seja uma dieta low carb com o objetivo de emagrecer, quer seja uma dieta com controle do consumo de carboidratos na dieta por questões de saúde, como no caso da diabetes do tipo 2, as pessoas que diminuem a sua ingestão diária de carboidratos certamente sabem que a farinha de trigo é um dos alimentos mais perigosos para o seu programa alimentar.

Também, pudera: uma porção de 50 gramas da farinha de trigo apresenta aproximadamente 36 gramas de carboidratos. Entretanto, isso não significa que aqueles que consomem menos ou bem pouco carboidratos nas suas refeições precisam ficar sem as receitas em que a farinha de trigo é empregada como um dos ingredientes principais, como pães, biscoitos e bolos, por exemplo.

Existem diversas alternativas de farinhas low carb que podem ser usadas para substituir a farinha de trigo tradicional e, consequentemente, diminuir a quantidade final de carboidratos dentro de uma receita.

Porém, vale destacar que em alguns casos é necessário fazer adaptações na receita em relação às proporções de farinha utilizada na receita ou à quantidade de ovo, por exemplo, porque algumas farinhas absorvem mais água. Existem ainda as receitas que podem pedir mais de um tipo de farinha na preparação.

Por isso, uma dica de ouro para aqueles que estão começando a buscar pratos com farinhas low carb para a dieta é pesquisar receitas originalmente preparadas com essas farinhas com teor reduzido de carboidratos, que já indiquem em que quantidade elas precisam ser utilizadas.

Isso vai evitar que a preparação dê errado em virtude de uma substituição feita na proporção equivocada e vai garantir que a receita não seja simplesmente low carb, mas também fique saborosa. Afinal, não é porque se segue uma dieta low carb ou um programa alimentar com quantidade controlada de carboidratos que os pratos precisam ter um sabor sem graça ou desagradável, não é mesmo?

5 farinhas low carb para substituir a farinha de trigo na dieta

1. Farinha de amêndoas

Uma porção de 30 gramas da farinha de amêndoas apresenta 160 calorias, ao mesmo tempo em que contém somente seis gramas de carboidratos e três gramas de fibras, resultando em um teor líquido de carboidratos de apenas três gramas.

Mas por que precisamos descontar o teor de fibras da quantidade total de carboidratos para chegar à quantia líquida de carboidratos presente em um alimento? É que as fibras são classificadas como carboidratos, mas são um tipo de carboidrato que não passa pelo organismo da mesma maneira que outros carboidratos passam.

Enquanto a maioria dos carboidratos é decomposta na forma de moléculas de açúcar, as fibras não podem ser decompostas na forma dessas moléculas de açúcar. Em vez disso, elas passam pelo corpo sem serem digeridas.

Como se não bastasse, as fibras auxiliam a regular o uso de açúcar por parte do organismo e ajudam a controlar a fome e os níveis de glicose no sangue. Ou seja, uma farinha low carb com um bom teor de fibras em sua composição é uma excelente alternativa.

O preço da farinha de amêndoas pode ser um pouquinho salgado. Por isso, a saída se torna aprender como fazer a sua própria farinha de amêndoas em casa. Uma das maneiras de preparo consiste em deixar as amêndoas na água quente por alguns minutos, retirar as suas cascas e levá-las ao forno em fogo baixo para que amêndoas sequem, entretanto, sem permitir que elas sejam torradas.

O próximo passo é retirar as amêndoas do forno, esperar esfriar por completo e levá-las ao liquidificador ou processador para bater até formar a farinha. Então, é só armazenar a farinha em um recipiente de vidro, escuro, esterilizado e tampar bem para usar quando for preparar uma das receitas low carb com a farinha de amêndoas.

2. Farinha de coco

Uma porção de 30 gramas de farinha de coco é composta por aproximadamente 150 calorias e contém em torno de dois gramas de carboidratos, dos quais praticamente tudo corresponde a fibras. Ou seja, o teor de carboidratos dessa farinha é praticamente nulo.

Embora a farinha de coco costume ser mais barata do que a farinha de amêndoas, ao comprá-la é necessário ficar atento e ler bem a lista de ingredientes presente no rótulo do produto, pois alguns fabricantes costumam adicionar açúcar.

Vale lembrar que nem sempre o açúcar é apresentado como “açúcar” na lista de ingredientes dos produtos – existem mais de 60 nomes que também podem se referir à substância.

O açúcar também pode ser chamado pelos nomes de xarope de glicose, xarope de frutose, xarope de milho e demais xaropes, mel, palavras com a terminação “ose” e outros tipos de açúcar como açúcar invertido, açúcar mascavo e açúcar demerara.

Portanto, se encontrar algum nome estranho na lista de ingredientes, pesquise antes para checar se não se trata de algum tipo de açúcar. É importante ressaltar também que os ingredientes são mencionados na lista de ingredientes contida na embalagem em ordem crescente: o primeiro item apresentado é o que está presente em maior quantidade no produto e assim sucessivamente. Então, se o açúcar aparecer antes na lista de ingredientes, a farinha de coco em questão contém bastante da substância.

Além disso, a farinha de coco pode deixar um sabor expressivo de coco no prato. Logo, antes de escolher utilizá-la é necessário avaliar se o sabor de coco combina com a receita que se deseja fazer.

Por se tratar de uma farinha mais seca, a farinha de coco puxa mais umidade e normalmente as receitas low carb com farinha de coco exigem o uso de mais ovo, manteiga ou óleo de coco.

3. Farinha de linhaça

Ela é uma das opções de farinhas low carb mais vantajosas em termos financeiros. Mas a farinha de linhaça também é muito boa para a saúde: ela fornece gorduras boas ao organismo, sendo composta por precursores do ômega-3. Aprenda mais sobre a qualidade do ômega-3 da linhaça.

Uma porção de 30 gramas da farinha de linhaça possui aproximadamente 160 calorias, em torno de nove gramas de carboidratos e oito gramas de fibras – o que resulta em um teor líquido de somente uma grama de carboidrato.

Essa farinha também pode funcionar como uma alternativa de ovo vegano: ao misturar uma colher de sopa da farinha de linhaça com três colheres de sopa de água, o ingrediente ganha uma consistência de gel, parecida com a de um ovo. Aprenda como fazer receitas de ovo de linhaça.

Por outro lado, a farinha de linhaça pode deixar um sabor um pouco amargo em algumas receitas, o que exige uma adaptação ao seu sabor. Além disso é importante ficar de olho no produto porque a farinha de linhaça estraga e perde as suas propriedades nutricionais rapidamente, podendo ganhar um aspecto rançoso e um sabor (ainda mais) desagradável.

A dica para combater isso é comprar a linhaça em sementes e batê-la somente na hora em que quiser fazer receitas low carb com farinha de linhaça.

4. Farinha de sementes

Mais uma alternativa benéfica é separar sementes saudáveis como sementes de chia, sementes de girassol ou sementes de abóbora e bater no processador de alimentos até formar uma farinha.

Essas sementes contêm uma quantidade de calorias, carboidratos e fibras bastante parecida com a que é encontrada na farinha de amêndoas.

Além de todos os nutrientes fornecidos pelas sementes, as farinhas low carb à base desses alimentos funcionam como uma opção para as pessoas que seguem uma dieta low carb ou com controle no consumo de carboidratos e também sofrem com alguma alergia alimentar, como a alergia às amêndoas, ou simplesmente não gostam do sabor do coco ou da linhaça.

No entanto, é necessário tomar cuidado ao utilizar e armazenar as farinhas low carb de sementes porque elas também correm o risco de ficar rançosas ou perder poder nutricional caso sejam compradas prontas ou permaneçam destampadas por certo tempo.

Por isso, o ideal é que elas também sejam batidas no liquidificador, processador ou mixer para formar uma farinha low carb na hora em que o ingrediente for necessário para uma receita.

5. Psyllium

Ainda que não seja uma farinha propriedamente dita, ele pode ser utilizado nas preparações ao lado de farinhas low carb como a farinha de amêndoas, a farinha de coco e farinhas de sementes para conceder mais consistência à massa da preparação, atrair mais água e aumentar a quantidade de fibras.

O psyllium é considerado benéfico especialmente para as pessoas que sofrem com a prisão de ventre, um problema que pode afetar algumas pessoas que começam a seguir uma dieta low carb. Vale a pena aprender mais a respeito dos benefícios do psyllium.

Só é necessário ter cuidado ao aumentar a ingestão de fibras e fazer isso de maneira gradual. Uma elevação muito rápida no consumo do nutriente no dia a dia pode provocar efeitos colaterais como gases, inchaço e cólica, alertou o MedlinePlus, portal dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Referências adicionais:

O que você achou dessas opções de farinhas low carb alternativas à farinha de trigo? Pretende fazer essa troca em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário