Home » Dieta » Alimentos Para Dieta » Muito Kefir Faz Mal? Tem Efeitos Colaterais?

Muito Kefir Faz Mal? Tem Efeitos Colaterais?

Kefir

Kefir é uma bebida láctea fermentada muito usada para melhorar o processo digestivo. Mesmo sendo uma boa fonte de bactérias saudáveis essenciais para a boa manutenção do intestino, o uso de probióticos como o Kefir deve ser feito com cautela devido à possibilidade de efeitos colaterais indesejados.

  Continua Depois da Publicidade  

Aqui você vai ficar sabendo qual é a quantidade mais indicada de Kefir para consumir durante um dia e se muito Kefir faz mal, quais efeitos colaterais do seu consumo, evitando consequências desagradáveis.

Kefir

Kefir é um tipo de bebida fermentada que tem um sabor bem parecido com o de um iogurte. O Kefir é preparado a partir de uma combinação de ingredientes como leveduras, proteínas do leite e bactérias. Por conter bactérias saudáveis em sua composição, ele é considerado uma bebida probiótica que faz bem para a flora intestinal.

Além do leite de vaca, o Kefir também pode ser preparado com o uso de leite de coco, leite de cabra, leite de arroz, água com açúcar ou até mesmo água de coco.

Como se trata de uma bebida fermentada, pessoas intolerantes à lactose podem tomar a bebida sem medo, já que a lactose é quebrada pelos micro-organismos liberando ácido lático ao final do processo.

  Continua Depois da Publicidade  

O Kefir é fermentado à temperatura ambiente, o que preserva muitas propriedades benéficas dos seus constituintes. A bebida apresenta vários tipos de bactérias saudáveis e é ótima para manter o trato gastrointestinal saudável, além de fornecer um alto teor de nutrientes para o organismo.

Benefícios do kefir

Estudos indicam que o Kefir apresenta propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, antioxidantes e até antitumorais. Além disso, ele ajuda a melhorar a saúde do sistema digestivo através da inibição de patógenos e do aumento da presença de bactérias saudáveis no organismo.

Rico em nutrientes como proteínas, vitaminas do complexo B e minerais como o potássio e o cálcio, o Kefir ajuda a manter os ossos fortes e saudáveis, além de preservar a saúde dos músculos e do coração.

Alguns benefícios do Kefir incluem:

  1. Tratamento ou prevenção da diarreia;
  2. Aumento da proporção de bactérias saudáveis presentes no trato gastrointestinal;
  3. Tratamento e alívio de sintomas da síndrome do intestino irritável;
  4. Potencial anti-inflamatório;
  5. Redução do colesterol;
  6. Prevenção e tratamento de infecções vaginais, gastrointestinais ou no trato urinário.

Estudos feitos com animais indicam que o consumo de Kefir por um período de 7 dias é capaz de produzir efeitos anti-inflamatórios e cicatrizantes. Além disso, seu uso pode ser benéfico para reduzir o colesterol e fortalecer o sistema imunológico.

Muito Kefir faz mal?

Os probióticos como o Kefir são ótimos para a saúde. Ao contrário de bactérias patogênicas, que quando presentes no organismo causam diversas doenças, os probióticos têm micro-organismos benéficos para a saúde. Porém, em grandes quantidades essas bactérias saudáveis também podem fazer mal.

  Continua Depois da Publicidade  

As bactérias saudáveis que habitam nossa flora intestinal se alimentam de prebióticos, que são carboidratos que não podem ser digeridos pelo nosso corpo. Quando as bactérias se alimentam desses açúcares indigeríveis, elas excretam gases. Dessa forma, se tivermos muitos probióticos no intestino, pode ser observado um inchaço incomum e um excesso de gases que causa muito desconforto.

Em casos mais raros, o excesso de consumo de Kefir pode causar uma condição chamada de bacteremia, que ocorre quando bactérias crescem demais e acabam deixando os intestinos e invadindo a corrente sanguínea. Isso afeta mais pessoas mais sensíveis como as crianças, os idosos e pessoas com o sistema imunológico enfraquecido, como aquelas que sofrem de AIDS ou outras doenças autoimunes.

Segundo relato publicado em 2013 no periódico científico Journal of Clinical Gastroenterology, um adolescente que tomava probióticos para tratar sua colite ulcerativa acabou com bacteremia uma semana após o início do consumo dos probióticos. No entanto, ele também fazia uso de corticosteroides, que são medicamentos que enfraquecem o sistema imune.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, o Kefir faz mal em grandes quantidades devido ao maior risco de ocorrência de efeitos colaterais. Além disso, usar a bebida em excesso pode desencadear casos de bacteremia se o seu sistema imunológico já estiver fraco por algum motivo.

Efeitos colaterais

Embora o consumo de Kefir traga diversos benefícios para saúde, seu uso também pode resultar em alguns efeitos colaterais.

Os efeitos adversos mais comuns relacionados à ingestão de Kefir são:

  • Constipação;
  • Cólica abdominal;
  • Gases;
  • Náusea;
  • Dor de cabeça;
  • Inchaço;
  • Alterações na pele como aparecimento de bolhas ou acne;
  • Diarreia.

Cuidados

O Kefir é considerado seguro para crianças que têm entre 1 e 5 anos de idade. No entanto, é sempre bom discutir com um pediatra os potenciais benefícios e riscos de efeitos colaterais relacionados ao uso de Kefir. Já as crianças menores de 1 ano não precisam desse tipo de suplemento, já que o leite materno por si só é rico em probióticos naturais.

Pessoas que têm o sistema imunológico enfraquecido devido à uma infecção como a AIDS ou à presença de doenças autoimunes devem ter cuidado com o consumo da bebida. Isso porque as bactérias saudáveis presentes no Kefir podem fazer mal para pessoas com um sistema imune fraco, o que pode resultar em um aumento do risco de infecções e contração de doenças.

O Kefir contém caseína, a proteína do leite. Algumas pessoas são alérgicas a essa proteína e devem evitar o consumo desse probiótico.

Quanto aos intolerantes à lactose, não há muito com o que se preocupar. O Kefir contém muito pouco ou nenhuma lactose, já que o açúcar é fermentado durante o preparo da bebida. Assim, pessoas intolerantes à lactose não costumam apresentar problemas pelo consumo de Kefir.

Qual é a quantidade recomendada?

Para evitar complicações e continuar aproveitando os benefícios do Kefir, é importante consumir o probiótico com moderação. Embora seja normal experimentar alguns dos efeitos colaterais mencionados acima nas primeiras vezes que você consome o Kefir, não é normal que os efeitos perdurem por muito tempo.

Se você não está acostumado com a bebida, é essencial experimentar doses diárias pequenas e observar como o organismo vai se comportar. Se não ocorrerem efeitos colaterais, você pode ir aumentando as doses.

A dose recomendada é começar com 100 mL da bebida por dia ou apenas algumas vezes por semana. Se seu corpo já está acostumado com alimentos fermentados, especialistas indicam tomar até 170 mL por dia no início. Conforme for se acostumando e não sentir efeitos adversos desagradáveis, você pode ir aumentando gradualmente a ingestão da bebida para 200 mL, 300 mL e até 350 mL de Kefir por dia ou em dias alternados.

Porém, beber mais que isso pode causar efeitos colaterais sérios. É importante ressaltar que cada organismo responde diferente. Algumas pessoas são pouco tolerantes ao Kefir e não conseguem beber nem doses pequenas. Se esse for seu caso, não insista. Não vale a pena insistir no Kefir se você sofre muito com seus efeitos colaterais.

O importante é conhecer e respeitar os seus limites e aproveitar os benefícios da bebida sem exageros e sem causar riscos desnecessários para a saúde.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que tomar muito Kefir faz mal em determinadas circunstâncias? Tem costume de tomar esse probiótico em grandes quantidades? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 4,21 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

2 comentários

  1. Bom dia. Eu tomo uma vitamina feita com Kefir, abacate, banana, maçã e mamão durante a semana. Creio que seja aproximadamente de 400 ml à 500 ml de kefir diários.

    Me sinto bem, não tive nenhum efeito colateral além do fato de ir mais ao banheiro diariamente, cerca de duas vezes.

    • A frutose é um veneno e causa cirrose hepática não alcoólica, até aumento do colesterol, as fibras não deixa que toda frutose das frutas entre no nosso corpo, as fibras nos protege, Deus criou toda essa situação,, porém, Deus não criou o liquidificador.

      Quando vc bate frutas no liquidificador vc está pedindo para ter cirrose.

      Pesquise frutose Lair Ribeiro

      Abraço!!!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*