Ômega 3 para Acne – Benefícios, Estudos e Dicas

Especialista:
atualizado em 17/10/2019

Quem nunca se sentiu mal ao olhar no espelho e ver uma pele manchada, avermelhada e com espinhas? A maior parte dos adultos já passou por este problema durante a puberdade, mas se engana quem pensa que a acne é um mal exclusivo da adolescência.

A acne é o problema de pele mais comum que existe e afeta pessoas de todas as idades. Sua aparição pode ter diferentes causas, sendo que a mais comum delas se deve a alterações hormonais.

Especialistas apontam que quem sofre de acne tem grandes chances de sofrer de problemas emocionais, como baixa autoestima, retraimento social e até depressão.

Existem algumas formas de combater este problema de pele e uma delas é com o consumo de ômega 3 para acne diminuir. Vamos abaixo explicar os benefícios do ômega 3 para a saúde e como ele pode ajudar no combate a acne.

O que é o ômega 3?

Os ácidos graxos ômega 3 são conhecidos por serem essenciais para a nossa saúde, já que o corpo humano não consegue sintetizá-los sozinhos e a única forma de obtenção é através do consumo de gorduras que contenham este composto.

Na natureza, encontramos este tipo de ácido graxo principalmente em sementes, como a linhaça, chia e cânhamo, e também em animais marinhos, como salmão, sardinha, atum e alguns frutos do mar.

Para que serve o ômega 3?

No geral, o ômega 3 colabora com a diminuição dos níveis de colesterol ruim, o LDL, e de triglicerídeos, ao mesmo tempo em que pode aumentar os níveis do colesterol bom, o HDL.

Além disso, é reconhecido que esta substância estimula a circulação sanguínea ao mesmo tempo em que diminui a pressão arterial e previne coágulos de sangue. Assim, podemos dizer que o ômega 3 pode ajudar na prevenção de problemas cardiovasculares.

Outro benefício que esta substância trás é no combate de alergias e processos inflamatórios e são as propriedades anti-inflamatórias do ômega 3 que podem colaborar com a diminuição de acne, que nada mais é do que uma inflamação na pele.

Estudos

Estudos que analisaram o uso ômega 3 para acne e o associaram à diminuição da condição são feitos desde o começo dos anos 60 e de lá para cá as evidências vêm sendo comprovadas em pesquisas ao redor do mundo.

A primeira pesquisa de que se tem notícia foi realizada por Hitch e Greenburg em 1961, indicando que a incidência de sinais de acne, como espinhas, cravos e até seborréia era menor em adolescentes que consumiam bastante peixes e frutos do mar.

Um estudo mais recente, de 2004, publicado na American Academy of Anti-Aging Medicine mostra que o aumento do consumo de alimentos com ácidos graxos ômega 3 tem relação com a diminuição de sinais de acne, desde que a alimentação fosse baixa em farinha de trigo refinada e açúcar e rica em peixes e outros alimentos abundantes em ômega 3.

Já uma pesquisa publicada no Lipids in Health and Disease, em 2008, aponta que pacientes com grande incidência de acne que fizeram o uso de suplementos de ômega 3 apresentaram melhora considerável nas inflamações e irritações causadas pela acne.

Outro estudo foi realizado com pessoas que sofriam de um nível moderado de acne e que tomaram suplemento de ômega 3 por dez semanas. Depois deste período, foi constatado que tanto as lesões inflamatórias quanto as não inflamatórias da acne diminuíram consideravelmente em todos os participantes.

Dosagem diária recomendada

Os ácidos graxos ômega 3 não são produzidos pelo nosso corpo, por isso necessitamos ingeri-los em alimentos diariamente.

A não ser que você coma peixe com frequência, as chances de você não consumir a dose diária recomendada de ômega 3 são grandes, já que esta substância é encontrada mais comumente em peixes e frutos do mar.

A dose recomendada de ômega 3 vai depender depender da idade e gênero, mas em média, aconselha-se o consumo de ao menos 1 e no máximo 2 gramas de ômega 3 por dia.

Como o ômega 3 ajuda no tratamento contra acne

Não é novidade que a alimentação influencia muito na saúde da pele. Quem está acostumado a comer muita gordura e fritura sabe que a pele tende a piorar com o consumo destas substâncias. No entanto, existem gorduras saudáveis e essenciais para o nosso corpo, como é o caso dos ácidos graxos do ômega 3.

As propriedades anti-inflamatórias do ômega 3 é a principal arma no tratamento contra a acne. Com a redução da inflamação na pele, os ácidos graxos tem o poder de prevenir a formação de novas lesões na pele, principalmente as mais profundas, como espinhas internas, típicas de quem sofre com a acne.

A inflamação na pele é o resultado de ações bacterianas, como as Propionibacterium acnes e Staphylococcus epidermis, que desencadeiam uma série de inflamações na pele.

Quando isso acontece, o sistema imunológico entra em alerta e envia um composto chamado eicosanóide para aliviar o inchaço e a inflamação da pele. Esta substância é encontrada justamente no ômega 3 e se seu corpo está deficiente de ácidos graxos, este controle não será eficiente e a acne pode se espalhar.

Ao consumir as quantidades recomendadas de ômega 3, seu corpo terá as armas necessárias para combater de forma eficiente as ações da acne na pele, por isso seu consumo é tão recomendado.

Como consumir ômega 3 para acne?

Por ser um composto que o corpo humano não consegue produzir sozinho, o ômega 3 deve ser consumido através da alimentação. Sabe-se que os peixes possuem bastantes ácidos graxos como o ômega 3, mas existem outras fontes naturais de conseguir esta substância.

Fontes naturais

Por ser um ácido graxo, o ômega 3 é muito encontrado em óleos. Além disso, pode-se encontrar o composto em peixes, como o salmão, sardinha e atum, abundantes em ômega 3.

No entanto, existem algumas fontes vegetais ricas em ácidos graxos ômega 3, como é o caso das sementes de linhaça e de chia, além de nozes, amêndoas, espinafre, semente de cânhamo, entre outros.

Uma colher de linhaça pode conter mais de 2 gramas de ômega 3, mas este número se multiplica se você consumir o óleo de linhaça, em que em uma colher (aproximadamente 14 gramas) contém mais da metade de seu peso em ômega 3, cerca de 7,5 gramas.

Já a semente de chia é outra ótima fonte vegetal de ômega 3, contendo cerca de 2,5 gramas da substância a cada colherada. Nozes são outra fonte importante, com 2,5 gramas de ômega 3 em 28 gramas.

Suplementos

Há no mercado de suplementos uma grande oferta de produtos abundantes em óleos que contém os ácidos graxos ômega 3, principalmente o óleo de peixe e o de linhaça.

É claro que consumir alimentos naturais com esta substância é muito mais saudável, mas os suplementos funcionam bem para pessoas que não conseguem ingerir a quantidade mínima de ômega 3 em sua alimentação.

Antes de começar a tomar o ômega 3 para acne ou qualquer tipo de suplementação alimentar, é importante conversar com seu médico ou nutricionista para saber qual é o melhor tipo de suplemento para o seu caso.

Benefícios do ômega 3 para acne e pele em geral

1. Saúde de dentro para fora

O consumo de alimentos como o peixe, castanhas e sementes é importante por conterem altas doses de proteína e ácidos graxos, como o ômega 3, ambos muito importantes para a melhora da saúde da pele como um todo.

De acordo com especialistas, o ômega 3 cura a pele de dentro para fora, fazendo a reparação de células danificadas, colaborando para maior resistência da pele tanto para ameaças internas quanto externas.

2. Propriedades anti-inflamatórias

Esta é uma das características mais marcantes do ômega 3 e em relação à pele pode contribuir para a diminuição do inchaço e vermelhidão decorrentes da irritação da acne.

Além disso, pessoas que sofrem de outras doenças de pele podem se beneficiar das propriedades anti-inflamatórias do ômega 3. Quem tem eczema, dermatite ou psoríase também encontram bons resultados com o consumo destes ácidos graxos.

3. Restauração da pele

Ácidos graxos são emolientes, ou seja, hidratantes naturais que tem o poder de revitalizar peles secas.

O consumo de alimentos ricos em ômega 3 pode ajudar a restaurar danos causados pela falta de hidratação da pele, seja por tendência natural ou até mesmo derivada de queimaduras de sol.

Uma pesquisa feita pela Universidade de Maryland afirma que pessoas que tem uma dieta rica em ômega 3 possuem menor sensibilidade aos raios UV, ajudando na eficácia dos protetores solares.

4. Bem estar que reflete na pele

Especialistas apontam que o estresse pode influenciar negativamente a saúde da pele, causando o envelhecimento precoce.

Um dos componentes do ômega 3, o EPA, é conhecido por possuir de propriedades anti-estresse e também dá sua colaboração em uma pele mais bonita, já que reduz o estresse e melhora o humor.

Dicas

  • Uma forma fácil de consumir a quantidade diária recomendada de ômega 3 é incluir a linhaça em sua alimentação. Apenas uma colher da semente de linhaça garante a dose diária que seu corpo precisa. Você pode incluí-la em sucos, vitaminas, saladas, entre outros.
  • Algumas castanhas, como nozes e amêndoas também são abundantes em ômega 3. Experimente usá-las para dar uma crocância extra em saladas e para garantir a quantidade de ômega 3 que seu corpo necessita.
  • Peixes são excelentes fontes de ácidos graxos, principalmente o salmão, sardinha, atum e truta. O consumo de frutos do mar também colabora com importantes ácidos graxos.
Fontes e Referências Adicionais:

Lembramos que é importante tomar cuidado com o alto consumo de peixes, já que muitos deles contém doses alarmantes de mercúrio. Mulheres grávidas e crianças devem se informar sobre quais são os peixes mais saudáveis para o consumo frequente.

Você já tinha ouvido falar sobre as propriedades do ômega 3 para acne? Tem o costume de ingerir os alimentos ricos na substância? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (23 votos, média: 4,09 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário