Especialista da Área:

Pasalix Engorda? Dá Sono? Para Que Serve, Como Funciona e Posologia

Confira se é verdade que o Pasalix engorda, se dá sono, para que serve esse medicamento, como funciona no organismo e sua posologia.

Para quem se preocupa em manter a boa forma ou tem o objetivo de emagrecer, não é incomum se questionar se determinado medicamento não pode engordar. Por isso, abaixo você vai aprender a respeito disso em relação a um remédio em particular – o Pasalix.

Uma vez que não é aconselhável deixar de tomar um medicamento que foi prescrito pelo médico, saber se é possível que ele seja um dos fatores que influenciam o peso permite preparar-se para lidar com esse efeito colateral.

Aproveite para conhecer os benefícios da Passiflora para a saúde, um dos componentes fitoterápicos do medicamento.

Mas antes: o que é e para que serve Pasalix?

Pasalix é um medicamento fitoterápico composto pelos extratos secos das plantas Passiflora incarnata L., Crataegus oxyacantha L. e Salix alba L. O seu uso é adulto e oral e o remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos revestidos.

O fitoterápico pode ser indicado para o tratamento da ansiedade e da insônia, de distúrbios neurovegetativos (condições em que sintomas físicos são originados por questões emocionais), da enurese (incontinência urinária de origem não orgânica) e da irritabilidade.

Como funciona Pasalix?

A bula de Pasalix, disponibilizada pela Bifarma, explica que as três plantas medicinais, cujo os extratos são encontrados na composição do medicamento, eram tradicionalmente usadas da seguinte maneira:

  • Passiflora incarnata: atuação na insônia e na hiperexcitabilidade nervosa, induzindo a um sono próximo do sono fisiológico, sem causar depressão psíquica ou lentidão dos reflexos. Tem ainda uma ação que pode retardar o reflexo da micção (ato de urinar).
  • Crataegus oxyacantha: ação sedativa sobre o sistema nervoso central, que pode auxiliar o controle da hipertensão associada a importantes componentes emocionais. Também produz uma diminuição do fluxo plasmático renal, o que pode resultar na redução do volume urinário final, porém, favorecer o desenvolvimento da retenção líquida, poucas horas depois da sua administração.
  • Salix alba: tem uma ação sobre o sistema nervoso central que permite um controle da hiperexcitabilidade nervosa.

E então, será que Pasalix engorda?

Tanto na bula de Pasalix disponibilizada pela Anvisa, quanto na bula do fitoterápico disponibilizada pela Bifarma não existem referências a existência de reações adversas do medicamento que possam provocar o aumento de peso diretamente.

De qualquer maneira, caso você perceba que o Pasalix engorda, especialmente se isso ocorrer de maneira expressiva durante o tratamento com o remédio, reflita e avalie se esse ganho de peso não pode estar associado a algum outro aspecto do seu estilo de vida como a sua alimentação ou o uso de algum outro medicamento, por exemplo.

Peça orientação do médico para descobrir qual pode ser a causa da elevação do peso e saber como reverter o problema.

E será que Pasalix dá sono?

Agora que já vimos se Pasalix engorda, será que o fitoterápico não pode deixar o paciente que o utiliza com sonolência?

Como vimos no começo, uma das possíveis indicações do medicamento é tratar a insônia. Além disso, também aprendemos que ele é composto por substâncias que induzem o sono e possuem ação sedativa, tanto que a sedação é apresentada na bula do fitoterápico como um dos efeitos colaterais comuns do remédio.

  Continua Depois da Publicidade  

Outro ponto que merece destaque é que é indicado que o medicamento pode acalmar e melhorar o sono. Que tal conhecer outros remédios para dormir melhor mais usados?

Entretanto, antes de usar Pasalix ou qualquer outro medicamento para tentar dormir melhor é fundamental que você consulte o médico para saber se o fitoterápico realmente é a solução mais indicada e segura para o seu caso em particular.

Já se o seu caso for que o medicamento te deixou com mais sono do que você esperava ou precisava, mesmo que ele tenha sido indicado pelo médico, informe o profissional a respeito do ocorrido para saber como deve proceder a partir de então.

Vale lembrar que o remédio pode não ser o responsável – ou pelo menos não o único responsável – por um aumento significativo do sono, uma vez que existem outras causas para a sonolência excessiva.

Os efeitos colaterais de Pasalix

Os seguintes efeitos colaterais já foram associados ao fitoterápico:

  • Epigastralgia – dor no estômago;
  • Palpitações;
  • Taquicardia – aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Dispneia – dificuldade ou desconforto na respiração;
  • Náuseas;
  • Gastroenterite – inflamação no estômago e nos intestinos, que causa diarreia, cólicas, náusea, vômito e febre;
  • Sudorese – transpiração;
  • Prurido – coceira;
  • Tontura;
  • Vertigem;
  • Alteração do nível de consciência;
  • Reação de hipersensibilidade resultando em urticária (lesão com manchas ou placas vermelhas com coceira na pele) e vasculite cutânea (inflamação de pequenos vasos sanguíneos na pele) atribuída ao uso de comprimidos à base de extrato de Passiflora incarnata – há o relato de um caso;
  • Bradicardia – lentidão dos batimentos cardíacos;
  • Alterações do eletrocardiograma, incluindo QT prolongado;
  • Episódios não sustentados de taquicardia ventricular – batimentos muito rápidos dos ventrículos cardíacos, que são as câmaras inferiores do coração.

As informações são da bula de Pasalix, disponibilizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ao experimentar alguma das reações adversas mencionadas na listinha acima ou ainda qualquer outro tipo de efeito colateral, procure rapidamente o auxílio médico, mesmo que não imagine se tratar de um problema tão grave assim.

Isso é importante para verificar a real seriedade do sintoma em questão, receber o tratamento apropriado e saber se pode continuar ou não a fazer uso do medicamento.

Contraindicações e outros cuidados com Pasalix

Embora seja um fitoterápico, Pasalix tem contraindicações e não pode ser utilizado nos seguintes casos:

  • Gravidez;
  • Lactação (amamentação);
  • Menores de 12 anos de idade;
  • Hipersensibilidade ao látex;
  • Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da formulação;
  • Alergia ao ácido acetilsalicílico;
  • Úlceras gastrointestinais;
  • Déficits de coagulação;
  • Hemorragias ativas;
  • Intolerância à lactose;
  • Tratamento com derivados de ácido acetilsalicílico ou anticoagulantes.

O medicamento não deve ser utilizado sem o conhecimento do médico. O fitoterápico pode ajudar, por exemplo, quando se trata de um quadro leve de ansiedade.

Portanto, para saber se o medicamento realmente pode auxiliar o seu caso em particular, você realmente precisa contar com a orientação médica.

O remédio pode prejudicar a habilidade para operar máquinas ou dirigir veículos, portanto, pode ser melhor deixar essas atividades de lado durante o tratamento com o remédio.

  Continua Depois da Publicidade  

Antes de iniciar o tratamento com Pasalix, é fundamental relatar ao médico todos os medicamentos, suplementos e plantas que já utilize para que o profissional verifique se não pode fazer mal usar Pasalix ao mesmo tempo em que a substância em questão.

Por exemplo, o fitoterápico interage com suplementos de ferro, benzodiazepínicos, barbitúricos, varfarina ou agentes plaquetários, drogas cardiovasculares e inibidores da monoaminoxidase (MAO).

Posologia de Pasalix

A bula indica que a dosagem recomendada do medicamento e de um a dois comprimidos, uma ou duas vezes ao dia. Não se deve ultrapassar a dosagem indicada para o remédio.

Entretanto, quem deve determinar a dose diária, a frequência e os horários de uso, assim como a duração do tratamento com o fitoterápico é o médico. Consulte o seu médico para saber direitinho como usar Pasalix de modo seguro e eficaz, tendo em vista as particularidades do seu caso.

Atenção: este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir a leitura da bula na íntegra e a conversa com o médico que devem anteceder o início do uso de qualquer remédio, inclusive os fitoterápicos como Pasalix.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o Pasalix engorda? Recebeu a indicação deste medicamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Rafael Ferreira de Moraes

Dr. Rafael Moraes formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio Professor José de Souza Herdy em 2013. Pós-graduado em Psiquiatria pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde atuou nos atendimentos ambulatoriais da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e Casa de Medicina da PUC-Rio. Atualmente, exerce sua especialidade em três municípios do estado do Rio de Janeiro: Teresópolis, Magé e Rio de Janeiro, capital. Dr. Rafael é a promessa da Psiquiatria atual, jovem, que preza pelo acolhimento ao paciente unido ao que há de mais recente nesta área em constante evolução. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@rafafmoraes)

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário