Utrogestan engorda? Para que serve, efeitos colaterais e como usar

Especialista da área:
atualizado em 29/11/2021

O Utrogestan é um medicamento indicado para alguns tipos de terapia de reposição hormonal, e, assim como ocorre com outros medicamentos do tipo, sempre surge a dúvida: Ele engorda ou não? 

  Continua Depois da Publicidade  

Entretanto, como qualquer medicamento, seus efeitos podem variar de pessoa para pessoa, e por isso é importante se atentar aos sintomas que possam aparecer durante o tratamento.

Então, a seguir vamos conhecer melhor o Utrogestan, entender como funciona, como utilizá-lo e quais seus efeitos colaterais, além de descobrir se ele engorda.

Veja também: 10 causas da infertilidade feminina

O que é e para que serve o Utrogestan? 

utrogestan 100 mg

O princípio ativo do medicamento é o hormônio progesterona, que é produzido naturalmente pelo corpo e atua tanto no ciclo menstrual quanto na gravidez. 

O remédio está disponível nas versões 100 mg e 200 mg em embalagens de 14, 30 ou 42 cápsulas gelatinosas. Além disso, seu uso deve ser feito exclusivamente em adultos, sempre com prescrição e acompanhamento médico.

Ele pode ser encontrado facilmente em farmácias e drogarias, e os preços podem variar de 50 a 130 reais, sendo a versão de 200 mg com 42 cápsulas a mais cara.

  Continua Depois da Publicidade  

Utrogestan engorda?

ganho de peso mulher em cima da balança

Embora não aconteça com todas as pessoas que fazem tratamento com Utrogestan, o medicamento pode levar ao ganho de peso. Isso acontece por diferentes mecanismos, como veremos a seguir:

  • Aumento do apetite, que leva à uma ingestão calórica maior e ao consequente acúmulo de gordura
  • Retenção de líquidos, que não leva ao aumento da gordura corporal, mas causa inchaço e aumento de peso
  • Cansaço e indisposição, que não necessariamente leva ao aumento do peso, mas dificulta a prática de atividade física e pode levar ao aumento de peso. 

De qualquer maneira, é importante ressaltar que a intensidade de cada um desses efeitos pode variar de pessoa para pessoa, e que engordar é uma possibilidade, e não uma consequência inevitável.

Assim, caso experimente alterações em seu peso, para mais ou para menos, converse com o seu médico e verifique com ele o que pode ser feito para reverter a situação.

Formas de uso

O Utrogestan pode ser usado de duas formas, dependendo da orientação médica e do objetivo do tratamento:

Utilização por via oral

A versão oral de Utrogestan é indicada para o tratamento de:

  • Distúrbios de ovulação relacionados à deficiência de progesterona, como dor e outras alterações no ciclo menstrual, ausência de menstruação (amenorreia secundária) e alterações benignas da mama
  • Insuficiência lútea, um problema que ocorre quando a falta de progesterona impede a função normal do endométrio e a fixação e desenvolvimento do embrião
  • Deficiência de progesterona, como nos casos de menopausa, em que é necessária a reposição desse hormônio junto do estrogênio.

Utilização por via vaginal

Já o uso por via vaginal é normalmente indicado para tratamento de problemas de fertilidade e para a estimulação da ovulação:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Insuficiência ovariana ou carência ovariana completa de mulheres com redução da função dos ovários
  • Suplementação da fase lútea (fase em que ocorre a preparação para a fertilização durante a ovulação), durante ciclos de fertilização in vitro, em casos de subfertilidade e infertilidade ou durante ciclos menstruais espontâneos ou induzidos
  • Ameaça de aborto precoce ou prevenção de aborto devido à insuficiência lútea (durante os primeiros três meses de gravidez).

Outros efeitos colaterais

Além do ganho de peso, o Utrogestan também pode causar outros efeitos colaterais, como:

  • Dores de cabeça
  • Redução do apetite
  • Náuseas e vômitos
  • Sangramento vaginal intenso, ou metrorragia
  • Alterações do sono, como sonolência e insônia
  • Irregularidade no período menstrual
  • Distensão (inchaço) abdominal.

Existem ainda outros efeitos possíveis, embora mais raros, como mudanças de humor e aumento do risco de trombose. Por isso, caso apresente algum destes sintomas, informe ao médico responsável pelo tratamento para saber como proceder.

Contraindicações

Antes de começar o tratamento com Utrogestan, o médico deverá fazer uma avaliação minuciosa para saber se os benefícios do medicamento superam os riscos associados ao seu uso.

Mas, de forma geral, o uso está contraindicado nos seguintes casos:

  • Alergia a qualquer um dos componentes da fórmula do produto
  • Câncer de mama, no fígado ou em órgãos genitais
  • Sangramento vaginal de origem não determinada
  • Acidente vascular cerebral (AVC)
  • Aborto incompleto com permanência de restos da gestação no útero
  • Trombose
  • Tromboflebite, que é a associação de trombose com a inflamação dos vasos sanguíneos
  • Porfiria, uma doença metabólica do sangue.

Além disso, mulheres grávidas ou amamentando não devem usar nenhum medicamento contendo progesterona, uma vez que não há evidências suficientes sobre o efeito do hormônio em relação à saúde do bebê. Quem sofre de depressão também deve evitar o uso de progesterona e só usá-la com recomendação médica.

Como usar Utrogestan

mulher no consultório do ginecologista

A via de uso, assim como as doses e tempo de tratamento devem ser definidos pelo seu médico, de acordo com a indicação.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, pode ser necessária a realização de alguns exames, como dosagens de hormônios e ultrassonografias, que irão ajudar a definir o melhor tratamento possível.

Mas de forma geral o Utrogestan é usado da seguinte maneira: 

1. Via oral

O medicamento deve ser usado com o estômago vazio, ingerido com água preferencialmente à noite.  

  • Insuficiência de progesterona: 200 a 300 mg por dia
  • Insuficiência lútea, síndrome pré-menstrual, doença mamária benigna, menstruação irregular e pré-menopausa: 200 mg em dose única antes de dormir ou 100 mg duas horas após refeição mais 200 mg à noite, ao deitar, num regime de tratamento de 10 dias por ciclo, do 16º ao 25º dia
  • Terapia de reposição hormonal para menopausa em combinação com estrogênios: para esta indicação, o medicamento pode ser utilizado em três esquemas distintos.

100 mg à noite antes de dormir, de 25 a 30 dias por mês;

Divididos em duas doses de 100 mg, 12 a 14 dias por mês;

Dose única de 200 mg à noite, antes de dormir, de 12 a 14 dias por mês.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Via vaginal

Da mesma forma que ocorre quando o medicamento é usado por via oral, a dose de Utrogestan pode variar de acordo com a finalidade do tratamento:

  • Suporte de progesterona durante a insuficiência ou carência ovariana de mulheres com diminuição da função ovariana por doação de oócitos (células germinativas femininas): 200 mg do 15º ao 25º dia do ciclo, em uma única dose ou divididos em duas doses de 100 mg. A partir do 26º dia do ciclo ou no caso de gravidez, esta dose pode ser elevada para o máximo de 600 mg por dia, divididos em 3 doses até à 12º semana de gravidez
  • Suplementação da fase lútea durante ciclos de fertilização in vitro ou ICSI (injeção intracitoplasmática de espermatozoides): 600 a 800 mg por dia, divididos em três ou quatro doses, iniciados no dia da captação ou no dia da transferência, até a 12ª semana de gravidez
  • Suplementação da fase lútea, em caso de subfertilidade ou infertilidade devida à anovulação (ausência de ovulação): 200 a 300 mg por dia, divididos em duas doses, a partir do 16º dia do ciclo, durante 10 dias.

Nesse caso, o tratamento será rapidamente reiniciado se a menstruação não ocorrer novamente e, sendo diagnosticada uma gravidez, deve ser mantido até a 12ª semana.

  • Ameaça de aborto precoce ou prevenção de aborto devido à insuficiência lútea: 200 a 400 mg por dia, divididos em duas doses, até a 12ª semana de gravidez.

É seguro usar o Utrogestan?

Desde que a dose usada seja a correta e com acompanhamento periódico, os benefícios do remédio superam os possíveis riscos. 

Além disso, os relatos de ganho de peso são inconstantes, e podem variar bastante, já que o equilíbrio hormonal é importante para manter o peso corporal estável.

Por isso é importante utilizar o medicamento da forma correta, ir com frequência ao médico para monitorar seus níveis hormonais e descrever quaisquer sintomas que possam indicar algum desequilíbrio, para que ele possa ser corrigido.

Dicas e cuidados

  • O equilíbrio hormonal é necessário para que a mulher mantenha um peso saudável e ter níveis normais de estrogênio e de progesterona são cruciais para alcançar esse equilíbrio
  • Além disso, manter uma dieta equilibrada é essencial para atingir e manter um peso saudável
  • Por fim, a prática de exercícios ajuda a regular os ciclos hormonais, além de contribuir para a regulação do peso.
Fontes e referências adicionais

Você conhece alguém que tenha engordado com o Utrogestan? Tem receio de usá-lo por conta deste e outros efeitos colaterais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (180 votos, média 3,81)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário

2 comentários em “Utrogestan engorda? Para que serve, efeitos colaterais e como usar”

  1. Sou a Simone, tomo o Utrogestan, e ocorreu pelos no meu rosto, o que faço. É é de 200 mg. Conversei com minha médica ela me passou o Promensil.,e vi que ele só resolve os valores noturnos, o que faço.

    Responder
  2. Efeito colateral: intestino simplesmente trava. Não melhorou depois de 20 dias. Vou voltar para o gel transdérmico para fazer reposição hormonal na menopausa. A única coisa boa é que ele aumenta o sono mas não compensa.

    Responder