Dor no joelho

13 Remédios para Dor no Joelho Mais Usados

A dor no joelho é algo comum e muitas pessoas sofrem em algum momento com ela. No entanto, nem todas as dores são provocadas pelos mesmos motivos, ou são iguais. A dor pode ser pontual e resultado de uma lesão ou acidente, mas também pode ser crônica, provocada por uma série de situações ou problemas subjacentes.

A dor no joelho costuma ser muito incômoda e dependendo da gravidade, pode atrapalhar muito a rotina, sendo necessário um tratamento para aliviar. As dores pontuais costumam ser gerenciadas mais facilmente, enquanto a dor crônica no joelho raramente desaparece sem tratamento, e esse costuma estar ligado à causa que está desencadeando a dor.

Se você sofre com essas dores e busca opções para melhorar o problema, abordaremos aqui quais são os remédios para dor no joelho mais usados e como eles podem ajudar a aliviar a dor.

O que pode causar dor no joelho?

Manter-se ativo é uma forma de promover a saúde do corpo e também das articulações, mas no meio do caminho podem surgir alguns empecilhos, como lesões, que envolvem frequentemente os joelhos. Mas essa não é uma situação comum apenas entre as pessoas que praticam esportes, pois ela pode ser também o resultado de algum pequeno acidente do dia a dia.

Os problemas mais comuns são entorses, menisco, tendinite e o conhecido joelho de corredor. Porém, se você tiver uma lesão no joelho antiga, que não foi tratada adequadamente, ela pode se manifestar de vez em quando ou doer o tempo todo.

Várias outras situações também causam dores no joelho e os sintomas geralmente envolvem, além da dor, inchaço e rigidez.

  • Osteoartrite: É um problema que causa dor, inflamação e destruição articular provocada por degeneração e deterioração da articulação.
  • Tendinite: Caracterizada pela presença de dor na parte da frente do joelho que se agrava ao subir ou descer escadas ou locais com inclinação.
  • Bursite: É uma inflamação causada pelo uso excessivo, repetido ou lesão do joelho.
  • Condromalácia patelar: Acontece quando a cartilagem sob a rótula está danificada.
  • Gota: É um tipo de artrite, causada pelo acúmulo de ácido úrico no corpo.
  • Cisto de Baker: Nessa condição um acúmulo de líquido sinovial (fluido que lubrifica a articulação) costuma se concentrar atrás do joelho.
  • Artrite reumatoide (AR): Ela é uma doença inflamatória auto-imune crônica, que causa inchaço doloroso e pode eventualmente causar deformidade articular e erosão óssea.
  • Luxação: Luxação da rótula é causada na maioria das vezes por um trauma.
  • Ruptura do menisco: Acontece quando há uma ruptura em uma ou mais cartilagens do joelho.
  • Ligamento rompido: Ruptura em um dos quatro ligamentos do joelho, sendo mais comum ligamento cruzado anterior (LCA).
  • Tumores ósseos: O osteossarcoma é considerado o segundo tipo de câncer ósseo mais comum, e ele aparece com frequência no joelho.

Fatores que podem piorar uma dor crônica no joelho:

  • Lesões na estrutura do joelho que não são tratadas adequadamente. Elas podem causar sangramento e inchaço e podem criar um problema crônico ao longo do tempo.
  • Entorses e distensões.
  • Uso excessivo, sem descanso adequado para a recuperação.
  • Infecção.
  • Má postura, principalmente durante as atividades físicas.
  • Não realizar adequadamente o alongamento pré e pós-treino.
  • Esticar inadequadamente os músculos.

Quem está em risco de ter uma dor no joelho?

Todos estão propensos a ter dor no joelho, mas algumas pessoas são mais predispostas, principalmente aos problemas crônicos. Por exemplo, aqueles com excesso de peso ou obesos correm um maior risco, porque para cada quilo excedente, o joelho absorve um adicional de 4 quilos de pressão durante a caminhada, corrida ou na hora de subir escadas. A idade, lesões ou traumatismos anteriores e atividade ou exercício físico também te colocam em uma posição de risco.

Remédios para dor no joelho mais usados

Se perceber que a sua dor é mais acentuada e grave, causada por lesão, é importante que você se submeta a uma avaliação médica, pois algumas podem precisar de intervenção e até de uma cirurgia para resolver.

No entanto, se a dor for causada por inflamação, artrite, pequena lesão ou outras condições simples, existem opções de remédios para dor no joelho que você pode experimentar em casa que se mostraram eficazes.

1. Medicamentos

Tomar um remédio para dor no joelho pode ajudar a gerenciar a condição. Não-esteróides, anti-inflamatórios e outros medicamentos podem ser úteis, mas nem todos podem ser comprados sem receita médica.

Em 2015 um estudo foi realizado para comparar a eficácia de vários remédios para dor no joelho. Eles observaram os efeitos de medicamentos como paracetamol, diclofenaco, ibuprofeno, naproxeno, celecoxib, corticosteróides intra-articulares e ácido hialurônico intra-articular nos sintomas na dor e rigidez.

Os resultados mostraram que, exceto o paracetamol, todos os demais foram úteis e ajudaram a reduzir a dor. As drogas intra-articulares (injetadas em uma articulação) demonstraram ser ainda mais eficazes.

2. Pomada de ervas

Uma pomada contendo ervas específicas pode ser um bom remédio para dor no joelho.

Um estudo publicado em um jornal paquistanês de ciências biológicas relatou que pesquisadores investigaram uma pomada feita com canela, gengibre, óleo de gergelim e de sésamo. Os resultados mostraram que ela foi tão eficaz quanto algumas pomadas contendo salicilato, um tratamento tópico de alívio da dor.

3. Casca de salgueiro

A casca de salgueiro é mais um remédio para dor no joelho natural. A sua eficácia foi comprovada em um estudo já antigo, publicado em 2001. As evidências mostraram que algumas pessoas que sofriam com artrite experimentaram alívio da dor após usar a casca de salgueiro. Além disso, o extrato também é indicado por fitoterapeutas para tratar febre, dor e inflamação, mas alguns cuidados são necessários, pois ele pode provocar efeitos colaterais em pessoas que têm alergia à aspirina ou naqueles que tomam anticoagulantes.

4. Extrato de gengibre

O gengibre é muito versátil e fácil de achar. Geralmente é vendido in natura, como um suplemento em cápsulas, pó, entre outros.

O fato é que essa especiaria usada no preparo de muitos pratos é benéfica não só parar para dores de estômago e náuseas, mas também para muitos outros tipos de dor, incluindo a do joelho.

Um estudo realizado em pessoas com artrite mostrou que o gengibre ajudou a reduzir a dor, quando combinado com outros tratamentos prescritos. Isso indica que ele sozinho não conseguirá combater o problema, mas pode ser um auxiliar eficiente.

5. Sulfato de glucosamina e condroitina

Esses são dois suplementos que foram divulgados pela mídia na última década como remédios para dor no joelho capazes de impulsionar a saúde das articulações. A glucosamina e sulfato de condroitina mostraram em alguns estudos pouco efeito sobre as dores de pessoas que sofrem com osteoartrite leve a moderada, mas, ambos os suplementos evidenciaram beneficiar pessoas com dores mais severas.

6. Óleo essencial

Usar óleos essenciais pode ser tão eficaz quanto algumas pomadas para ajudar a reduzir a dor no joelho.

Em 2008, um estudo foi publicado mostrando que uma massagem realizada com um óleo contendo gengibre e laranja melhorou a dor e a função em joelhos com dor moderada a grave, devido à osteoartrite.

7. Atividade física

A atividade física é importante para a saúde normal do tecido cartilaginoso. Os exercícios ajudam a fortalecer o apoio do corpo às articulações, e para o joelho, trabalhar os músculos da perna é particularmente útil. Por exemplo, fortalecer a parte superior das coxas impacta nas articulações do joelho.

Manter uma rotina de exercícios ajuda a retardar a progressão da osteoartrite e melhorar casos de artrite, pois ficar parado pode endurecer a articulação e piorar a situação.

Outro benefício da atividade física é o suporte ao gerenciamento de peso, pois quando ela é associada a uma alimentação equilibrada pode promover o emagrecimento, o que é muito benéfico e pode ajudar a diminuir o impacto que os quilos a mais provocam no joelho.

Uma boa alternativa se você está com muitas dores é realizar hidroginástica, pois isso diminui a pressão sobre os joelhos.

8. Exercícios de fortalecimento

Incluir no treino os exercícios de fortalecimento pode ajudar a proteger a articulação do joelho. Exercícios simples e com poucos recursos podem ser realizados em casa; veja algumas sugestões:

  • Fique sentado e levante a perna esticada algumas vezes;
  • Use um degrau (pode ser de uma escada) para colocar o pé e na sequência levar o outro, quando os dois estiverem na mesma posição desça do degrau com o pé que iniciou e desça o outro, a partir daí repita o movimento;
  • Quando estiver sentado, levante-se e sente-se repetidamente por um minuto; faça movimentos lentos e controlados e sem usar as mãos como apoio ou impulso;
  • Com a ajuda de uma cadeira, faça alguns agachamentos. Abaixe até que o joelho “esconda” o dedo do pé. Repita o movimento por 10 vezes.

Um fisioterapeuta pode ajudar a elaborar uma série com os melhores exercícios para o joelho e programas para você seguir.

9. Postura

Algumas medidas simples podem fazer muita diferença e diminuir a dor no joelho. Por exemplo, evite cadeiras muito baixas, ou sentar em sofás que “afundam”, porque é importante manter uma boa postura quando estiver sentado ou deitado.

Outra questão são os sapatos, eles são apoios úteis e podem interferir diretamente na sua postura. Sapatos com solados desgastados ou quebrados podem produzir uma força anormal no joelho, causando dor.

10. Massagem

A massagem é capaz de ser um dos melhores remédios para dor no joelho, e na maioria das vezes você pode realizar sem a ajuda de outra pessoa. Segundo a American Massage Therapy Association (AMTA), algumas técnicas são mais recomendadas. Veja abaixo algumas sugestões de automassagem para realizar enquanto estiver sentado, com os pés apoiados no chão e joelhos para frente.

  • Feche as mãos em punho e bata na parte superior, inferior e meio das coxas. Cada mão deve trabalhar uma das pernas. Faça três séries, com 10 repetições;
  • Sente-se com os pés apoiados no chão. Coloque o pulso na parte superior da coxa, deslize até o joelho e solte. Repita cinco vezes, e faça na parte externa e interna da coxa;
  • Pressione quatro dedos na parte da frente do joelho e mova para cima e para baixo. Faça isso cinco vezes e repita nas laterais;
  • Sentado, coloque a palma da mão em cima da coxa e deslize-a até chegar ao joelho. Retorne até a parte externa da coxa.

11. Proteção, repouso, gelo, compressão e elevação (PRICE)

Essa é uma técnica muito utilizada para apoiar algumas condições. Descanso, gelo, compressão e elevação podem ajudar a tratar a dor leve no joelho que resulta de uma lesão nos tecidos moles, como uma torção.

  • Proteção: Faz referência a proteger o joelho de novas lesões, por exemplo, fazendo uma pausa na atividade que o causou.
  • Descanso: É necessário para reduzir o risco de novas lesões e dar tempo aos tecidos para cicatrizar. No entanto, interromper todos os movimentos não é aconselhável, pois isso pode levar à rigidez e, com o tempo, à fraqueza muscular.
  • Gelo: É um ótimo remédio para dor no joelho. Envolva pedras de gelo em uma toalha e aplique no joelho por  20 minutos, várias vezes no primeiro dia de lesão. Nunca coloque gelo diretamente na pele.
  • Compressão: Utilize uma faixa ou um acessório apropriado para fazer uma compressão sobre o joelho. Um suporte assim costuma aumentar os níveis de conforto. Não use nada apertado demais.
  • Elevação: Manter a perna elevada. Isso estimulará a circulação e reduzirá o inchaço. Idealmente, a altura do joelho deve estar acima do nível do coração.

12. Compressa quente e fria

Esse tipo de terapia costuma trazer bons resultados e tem sido recomendada frequentemente para aliviar a dor nas articulações causadas pela artrite.

O calor relaxa os músculos e melhora a lubrificação, diminuindo a rigidez. O gelo ajuda a reduzir a dor, a inflamação e o inchaço.

Acessórios específicos como bolsas térmicas são facilmente encontrados em farmácias, drogarias e até pela internet, ou você pode utilizar uma toalha, tanto para a compressa quente quanto para a fria. Tome apenas alguns cuidados para que ela não esteja quente a ponto de queimar a pele e também para que o gelo não seja colocado diretamente, pois isso pode trazer mais problemas do que benefícios. Ambas podem ser combinadas e utilizadas várias vezes ao dia, por aproximadamente 15 minutos.

13. Tai chi

Essa é uma antiga técnica chinesa de exercício que tem o objetivo de trabalhar a mente e corpo, resultando em uma melhora no equilíbrio e a flexibilidade.

Um estudo publicado pela Arthritis and Rheumatism apontou que pesquisadores descobriram que praticar tai chi é especialmente benéfico para pessoas que sofrem a osteoartrite. O tai chi é capaz de reduzir a dor e aumentar a amplitude de movimento. A disciplina mental também pode ajudar nos casos de dor crônica.

Quando consultar um médico?

Caso a sua dor no joelho seja proveniente de um trauma súbito, como um acidente ou uma queda, ela pode precisar de atenção médica imediata. O joelho deve ser examinado por um médico se houver dor considerável, cortes profundos, inchaço ou se a pessoa não consegue pisar e usar a perna.

Além disso, outros casos também precisam de atenção, por isso, se sua dor persiste por muito tempo, se está piorando conforme os dias passam ou dificulta as suas atividades diárias, chegou a hora de procurar um profissional. Se as articulações estiverem vermelhas, sensíveis, quentes e inchadas, e se houver outros sintomas gerais de indisposição, procure ajuda médica urgente, pois o joelho pode estar infectado e condições assim podem ser graves e perigosas.

Outro ponto a considerar é que, se você já está em tratamento e os seus sintomas não estão melhorando, estão piorando consideravelmente ou você experimentou algum efeito colateral da medicação, não deixe de relatar ao médico para que ele faça uma nova abordagem.

Referências adicionais:

Você já experimentou algum dos remédios para dor no joelho que listamos acima? Qual deles trouxe melhor resultado? Que tipo de lesão você tem ou teve? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*