7 Benefícios da Garcinia Cambogia – Para Que Serve, Como Funciona e Como Tomar

Especialista:
atualizado em 10/06/2020

A Garcinia Cambogia é uma pequena fruta que contém componentes atrativos tanto para pessoas interessadas em perder peso quanto para pessoas preocupadas com a saúde. Você também vai entender o que ela é, de fato, e descobrir os 7 benefícios da Garcinia Cambogia. Não deixe de conferir. Os benefícios são incríveis.

Existem muitas frutas que podem ajudar a emagrecer e que valem a pena conferir, mas os suplementos derivados da Garcinia Cambogia também oferecem, além do auxílio ao emagrecimento, benefícios adicionais para a saúde.

E se você acredita em perder peso de maneira saudável, além de testar a Garcinia Cambogia, pode ser que você se interesse pelos fitoterápicos para emagrecer mais famosos.

Garcinia Cambogia – o que é?

A Garcinia Cambogia é uma fruta muito pequena nativa da Índia e do Sudeste Asiático que lembra muito o cruzamento entre uma abóbora e um tomate e que é composta por aminoácidos, alcaloides, flavonoides, compostos fenólicos, xantona, benzofenonas e ácido hidroxicítrico.

Tal fruto é utilizado como um fitoterápico há muitos anos, principalmente devido aos seus efeitos antioxidantes e à presença de ácido hidroxicítrico em sua composição.

A casca do fruto contém grandes quantidades de ácido hidroxicítrico (HCA). Segundo um estudo publicado em 2013 no periódico Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, o HCA parece ser o responsável por promover a perda de peso.

Por ser uma fruta muito azeda, dificilmente ela é consumida fresca e, por isso, muitas pessoas optam pelos suplementos produzidos a partir de extratos da casca da fruta.

A maioria dos suplementos contém cerca de 20 a 60% de HCA e estudos indicam que quanto maior a quantidade de HCA, mais benefícios podem ser obtidos.

Para que serve

O principal uso da Garcinia Cambogia tem a ver com a perda de peso. Relatos indicam que ela suprime o apetite, acelera o metabolismo, evita o acúmulo de gordura no corpo e diminui a gordura abdominal.

Há indícios que a Garcinia Cambogia também pode ter efeito positivo em algumas condições de saúde:

  • Úlceras;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Diabetes;
  • Diarreia;
  • Colesterol alto;
  • Doenças cardíacas.

Tais possíveis benefícios ainda não foram estudados detalhadamente pela ciência, mas já existem algumas evidências de que a Garcinia Cambogia pode ser benéfica para a saúde.

Como funciona a Garcinia Cambogia para perda de peso

O ácido hidroxicítrico encontrado na Garcinia Cambogia parece bloquear a enzima citrato lipase que é usada pelo organismo para produzir gordura.

O HCA também parece aumentar os níveis de serotonina no cérebro, fazendo com que você sinta menos fome.

Também há evidências que mostram que o HCA pode reduzir a atividade de genes que promovem a produção de gordura e aumentar os níveis da enzima lipoproteína lipase, responsável pela queima de gordura.

Todos esses mecanismos podem ajudar a promover o emagrecimento e você vai entender com mais detalhes sobre esse e outros benefícios da Garcinia Cambogia a seguir.

Benefícios da Garnicia Cambogia

1. Pode atuar favoravelmente na redução da gordura corporal

Segundo uma pesquisa de 2005 publicada no periódico científico Food and Chemical Toxicology, a Garcinia Cambogia foi capaz de combater o acúmulo de gordura corporal em ratos.

Em 2008, um outro estudo publicado na revista Bioscience, Biotechnology and Biochemistry mostrou que a Garcinia Cambogia diminuiu o acúmulo de gordura visceral em camundongos. A redução da gordura visceral – localizada na cavidade abdominal – é importante para reduzir o risco de doenças cardíacas e doenças como a diabetes, por exemplo.

Anteriormente, um estudo com humanos publicado em 2003 no periódico Current Therapeutic Research, Clinical and Experimental provou o mesmo ponto. O estudo de 16 semanas mostrou que o extrato de Garcinia Cambogia foi capaz de reduzir a gordura total, a gordura visceral e a gordura subcutânea.

De fato, o HCA presente nos suplementos de Garcinia Cambogia pode potencializar a queima de gordura no organismo. Um estudo de revisão publicado em 2013 na revista científica Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine sobre os efeitos da Garcinia na obesidade concluiu que ela pode promover a perda de peso, mas que os resultados variam muito caso a caso.

Ainda que existam alguns casos de sucesso, os resultados de estudos científicos sobre a Garcinia e o emagrecimento diferem bastante. Alguns mostram que o HCA promove uma perda de peso moderada enquanto outros sugerem um efeito pouco significativo ou nenhum efeito benéfico.

Uma observação importante é que muitas das pesquisas sobre o assunto foram conduzidas em animais e poucas delas incluem seres humanos.

Em um estudo de revisão de 2011 do Journal of Obesity, a análise de 9 estudos diferentes mostrou resultados mistos, indicando mais uma vez que o suplemento pode funcionar para algumas pessoas e para outras não produz nenhum efeito significativo.

Além disso, um estudo publicado em 2012 no periódico Critical Reviews in Food Science and Nutrition chamou a atenção para o curto período de tempo pelo qual as pessoas que usaram Garcinia Cambogia foram avaliadas, o que inviabiliza saber como são os efeitos do suplemento a longo prazo.

Apesar de não existirem muitos ensaios clínicos com humanos que atestem a eficácia de suplementos contendo Garcinia Cambogia para a perda de peso, resultados promissores de diversos estudos indicam que ela pode ajudar na prevenção da obesidade e de doenças cardíacas. Ainda assim, é preciso conduzir estudos mais longos e detalhados sobre o tema.

2. Pode reduzir do apetite

Alguns estudos com animais em laboratório mostraram que a Garcinia ou o HCA pode promover a sensação de plenitude, o que ajuda a diminuir o apetite ao longo do dia.

Estudos conduzidos em ratos – como o publicado em 2002 no periódico Molecular and Cellular Biochemistry – mostraram que o nível de serotonina no cérebro aumenta após o consumo de Garcinia Cambogia. Isso porque a serotonina é um neurotransmissor capaz de inibir o apetite.

Embora não existam muitos estudos sobre o tema envolvendo seres humanos, pessoas que usaram o suplemento afirmam que ele aumenta a saciedade e reduz o apetite. Mas os efeitos podem ser diferentes para cada indivíduo, já que algumas pessoas apresentaram redução do peso corporal, mas sem notar nenhuma alteração no apetite.

3. Pode ter efeito positivo na energia e performance

Praticantes de atividades físicas podem usar a Garcinia Cambogia para melhorar a performance atlética.

Pesquisas mostraram que o uso de Garcinia ou de HCA pode aumentar a resistência durante o exercício e evitar o esgotamento físico rápido demais.

Um estudo japonês publicado em 2002 no Journal of Nutritional Science and Vitaminology indica que o HCA aumenta a quebra de gordura e reduz a quebra de carboidratos, o que ajuda a melhorar a resistência e a poupar as reservas de açúcar no organismo.

Entretanto, mais estudos precisam ser desenvolvidos para comprovar esse benefício.

4. Pode ter efeito positivo sobre o colesterol e triglicerídeos

Alguns estudos alegam que a Garcinia Cambogia pode ajudar a reduzir o colesterol. É o caso de uma pesquisa publicada em 2004 na revista Nutrition Research que mostrou que o uso diário de 2.800 miligramas de Garcinia Cambogia durante 8 semanas foi capaz de:

  • Reduzir os níveis de colesterol total em 6,3%;
  • Diminuir os níveis de colesterol LDL (colesterol ruim) em 12,3%;
  • Aumentar os níveis de colesterol HDL (colesterol bom) em 10,7%;
  • Reduzir os triglicerídeos no sangue em 8,6%;
  • Promover a excreção de 125 a 258% mais metabólitos de gordura através da urina.

Isso pode não só prevenir o ganho de peso como regular os níveis de colesterol e triglicerídeos sanguíneos.

Uma outra pesquisa de 2008 do periódico científico Phytotherapy Research sugere que o uso de Garcinia Cambogia, quando combinada com glucomanano, pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol em obesos. Mas nesse estudo, a ação da Garcinia Cambogia sozinha não foi analisada.

5. Pode favorecer a redução do açúcar no sangue

Alguns estudos pilotos sugerem que a Garcinia Cambogia pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue. Um estudo de 2003 publicado no periódico Phytotherapy mostrou que o composto pode melhorar o metabolismo do açúcar em ratos, ajudando a diminuir os níveis de leptina e de insulina, contribuindo para melhorar a quebra de açúcar no sangue.

Em 2012, um estudo publicado no British Journal of Nutrition concluiu que o HCA nos músculos humanos aumentou a taxa de armazenamento de açúcar no sangue e aumentou a sensibilidade à insulina.

Uma outra pesquisa de 2016 publicado na revista Nutrition atestou que o HCA da Garcinia Cambogia não ajudou pacientes com diabetes do tipo 2, mas foi capaz de diminuir os níveis de glicose no sangue de 12 adultos saudáveis.

Diante desses resultados mistos, algumas pessoas cogitam usar o suplemento para controlar a diabetes, mas os médicos não recomendam essa prática e alertam que isso pode ser muito perigoso para a saúde já que os benefícios da Garcinia Cambogia para pessoas diabéticas ainda não foram comprovados.

6. Possíveis efeitos antioxidantes

Vários estudos com ratos obesos mostraram que órgãos como os rins, o cérebro e o fígado desses animais podem ser preservados por meio da ação antioxidante da Garcinia Cambogia que diminui o estresse oxidativo.

Um estudo publicado em 2013 no International Journal of Cancer indica que o efeito antioxidante e a presença de compostos como o garcinol e o HCA na Garcinia Cambogia é capaz de eliminar células cancerosas a nível celular e pode ser útil no futuro no tratamento de diversos tipos de câncer, incluindo o câncer de boca, mama, estômago, pulmão e leucemia.

Há inclusive outras pesquisas sendo desenvolvidas sobre o papel da Garcinia Cambogia no combate ao câncer de cólon, esôfago, próstata, fígado, cérebro e rim.

7. Pode ter efeito anti-inflamatório

Além dos antioxidantes, a Garcinia Cambogia apresenta compostos com propriedades anti-inflamatórias.

Um estudo de 2007 indexado no periódico Molecular and Cellular Biochemistry mostrou que o HCA reduz marcadores inflamatórios como as citocinas em ratos obesos.

Em 2009, um estudo do periódico Phytotherapy Research atestou que a Garcinia Cambogia reduz a inflamação em ratos com colite por meio do bloqueio da produção de enzimas e moléculas inflamatórias.

Uma pesquisa mais recente de 2016 publicada na revista Neural Regeneration Research avaliou o efeito do HCA em camundongos com esclerose múltipla. Os resultados indicaram que o composto foi capaz de diminuir a quantidade de substâncias inflamatórias no organismo e de aumentar os níveis de enzimas antioxidantes como o superóxido dismutase e a glutationa redutase.

É importante ressaltar que todos esses estudos citados foram feitos apenas com animais.

Outros possíveis benefícios da Garcinia Cambogia

De acordo com um estudo de 2002 feito com ratos e publicado na revista Phytotherapy Research, a Garcinia Cambogia pode aliviar sintomas de úlceras estomacais por meio da redução da acidez do estômago.

A Garcinia Cambogia também pode ajudar a:

  • Melhorar os níveis de micronutrientes como os minerais;
  • Eliminar bactérias;
  • Combater a malária;
  • Promover um efeito diurético.

Porém, os resultados dessas pesquisas ainda são inconclusivos.

Como tomar

É possível encontrar o extrato de Garcinia Cambogia ou de HCA na forma de pó ou comprimido como um suplemento para perder peso.

É muito difícil estabelecer uma dose padrão desse tipo de suplemento. Mas uma revisão científica publicada em 2012 no periódico científico Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine mostrou que usar até 2.800 miligramas de Garcinia Cambogia por dia não causa nenhum efeito colateral.

Ainda que esta seja considerada uma dose segura, os efeitos adversos podem variar de pessoa para pessoa, então o seu consumo deve sempre ser feito inicialmente em doses mais baixas e, de preferência, sob supervisão médica.

O indicado é começar com doses pequenas que podem variar de 250 a 1.000 miligramas por dia. Mas a dose mais comumente encontrada no rótulo desses produtos é a de 500 miligramas até 3 vezes ao dia, sempre de 30 a 60 minutos antes das refeições, sem nunca ultrapassar a dose diária de 2.800 miligramas.

Na hora de escolher a marca do suplemento de Garcinia Cambogia, é recomendado optar por aqueles que apresentam de 50 a 60% de HCA em sua fórmula.

É seguro?

A fruta Garcinia Cambogia é considerada segura para consumo moderado, mas os extratos e suplementos obtidos através do fruto podem oferecer riscos à saúde.

Esses produtos não são regulamentados por órgãos de saúde e, por isso, os fabricantes desses produtos não seguem um padrão claro de produção.

Isso faz com que o conteúdo do suplemento varie de marca para marca e alguns fabricantes podem até incluir outros ingredientes na composição do suplemento, o que compromete a sua segurança e a sua eficácia.

Desta forma, é muito importante escolher fabricantes sérios e marcas bem estabelecidas no mercado ou consultar um médico para te aconselhar na escolha de qualquer tipo de suplemento.

Efeitos adversos

Alguns efeitos colaterais podem ser observados ao consumir a fruta em excesso ou ao tomar Garcinia Cambogia na forma de extratos ou suplementos, tais como:

  • Náusea;
  • Dor de cabeça;
  • Distúrbios digestivos;
  • Dor de estômago;
  • Tontura;
  • Boca seca;
  • Redução nos níveis de açúcar no sangue;
  • Sintomas semelhantes aos de resfriado;
  • Erupção cutânea.

Há relatos de que determinados produtos contendo Garcinia Cambogia e HCA têm relação com danos ao fígado. Porém, as evidências sobre esses possíveis danos ao órgão não são conclusivas.

Interações com medicamentos

Pesquisas indicam que o suplemento também pode interagir com alguns medicamentos usados no combate a certas doenças.

Diabéticos, por exemplo, não são aconselhados a tomar a Garcinia Cambogia devido ao risco de o suplemento diminuir o açúcar no sangue. A redução dos níveis de glicose sanguínea pode ser muito perigosa, principalmente se o indivíduo já faz uso de remédios para controlar a diabetes.

Além dos diabéticos, o suplemento também não é indicado para pessoas que usam antidepressivos, que tem uma lesão renal ou hepática ou para mulheres que estão grávidas ou amamentando.

Garcinia cambogia – usar ou não?

A grande maioria dos fabricantes desse tipo de suplemento afirma que é possível perder peso tomando Garcinia Cambogia sem precisar fazer exercício ou cuidar da alimentação. Bom demais para ser verdade, não?

Os suplementos fabricados a partir dela podem ajudar na perda de peso, mas não existem estudos clínicos suficientes atualmente para atestar a sua eficácia.

Vale lembrar que grande parte das pesquisas foram feitas com ratos ou camundongos e nem sempre os efeitos observados nos animais são os mesmos nos seres humanos.

Além disso, os estudos feitos com humanos mostram que a Garcinia Cambogia pode promover a perda de peso, mas que ela não é tão significativa. Em muitos casos, os cientistas não sabem explicar se a perda de peso observada se deve à Garcinia Cambogia ou aos novos hábitos relacionados à prática de atividade física e à alimentação dos participantes do estudo.

Assim, se o seu objetivo é usar a Garcinia Cambogia apenas para perder peso, é importante conversar com um médico para avaliar os riscos e benefícios de usar o suplemento e ter em mente que o seu uso não fará nenhuma mágica e que os resultados observados nos estudos são muito variados. Ele pode sim tornar o processo mais fácil em algumas pessoas, mas não se sabe ao certo se a sua contribuição para o emagrecimento é realmente eficaz.

É indispensável, em qualquer dieta para perda de peso, manter uma alimentação saudável e equilibrada e praticar exercícios físicos regularmente. Isso vai garantir um emagrecimento saudável, duradouro e que não é refém de um suplemento para emagrecer.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já conhecia os 7 benefícios da Garcinia Cambogia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário