Kombucha

7 Benefícios da Kombucha – O Que é, Para Que Serve, Como Fazer e Dicas

Kombucha é um nome um tanto quanto estranho e engraçado, não é mesmo? E você sabe o que é isso? Trata-se de uma bebida que vem da China Antiga, há aproximadamente 2 mil anos atrás.

Por lá, naquela época, o kombucha era conhecido como uma espécie de remédio anti-inflamatório para lidar com problemas como a artrite.

A bebida é produzida a partir de uma mistura de chá (geralmente chá preto ou chá verde), açúcar e uma espécie de cultura de levedura e bactérias. Vamos conhecer agora os principais benefícios da kombucha para a saúde, além de entender um pouco melhor o que é a bebida e descobrir para que serve.

1. Desintoxicação

A bebida apresenta uma alta capacidade de desintoxicação e pode combater a toxicidade nas células do fígado.

Num estudo em que essas células foram protegidas da lesão oxidativa, elas mantiveram a sua fisiologia normal ainda que tivessem sido expostas a uma toxina. Os pesquisadores afirmaram que isso ocorreu provavelmente devido à atividade antioxidante da kombucha.

2. Energia

Outro dos benefícios da kombucha refere-se ao fornecimento de energia ao organismo. Isso acontece por conta da formação de ferro que é liberado pelo chá preto, utilizado na preparação da bebida, durante o processo de fermentação que origina a kombucha.

O ferro auxilia em relação ao reforço da hemoglobina do sangue, melhorando o suprimento de oxigênio e estimulando o processo de produção de energia no nível celular.

Há ainda a cafeína, apesar de estar presente em quantidades pequenas, e as vitaminas do complexo B, que também podem energizar o corpo.

3. Saúde do sistema imunológico

A contribuição com a saúde do sistema imunológico também é um dos benefícios da kombucha.

A bebida é considerada vantajosa para o sistema de defesa do organismo por conta de seus efeitos antioxidantes, que combatem a ação dos radicais livres, associados a doenças graves como o câncer e ao envelhecimento precoce.

A kombucha contém um antioxidante denominado DSL, que foi descoberto durante o processo de fermentação da bebida e não é encontrado no chá preto sozinho, fora da receita da kombucha. Cientistas suspeitam que ele e a vitamina C sejam os responsáveis pelos efeitos contra danos celulares, doenças inflamatórias e depressão do sistema imunológico que estão entre os benefícios da kombucha.

4. Sistema digestivo

Durante o processo de fermentação da kombucha, os açúcares são quebrados pela levedura e pela bactéria e são transformados em álcool e ácido. Todo esse processo faz com que a bebida seja rica em probióticos.

Os probióticos são microrganismos vivos, que também são conhecidos como as bactérias do bem. Eles competem com as bactérias do mal que causam doenças e são particularmente vantajosos para reforçar a saúde intestinal e amenizar problemas digestivos como a diarreia.

Uma pesquisa, divulgada no ano de 2010 e feita por um pesquisador da Universidade de Gothenburg, na Suécia, ao lado de outros cientistas, mostrou que a kombucha preparada com chá preto pode auxiliar o tratamento de úlceras estomacais por conta dos antioxidantes presentes na bebida.

5. Propriedades antivirais e antibacterianas

Um estudo divulgado no Journal of Food Biochemistry (Jornal da Bioquímica Alimentar, tradução livre) indicou que a kombucha feita tanto com o chá verde como o chá preto apresentavam propriedades antivirais e antibacterianas.

Esses efeitos funcionaram contra uma série de patógenos (causadores de doenças) como estirpes de Candida e Staphylococcus, que desenvolvem problemas como candidíase e diferentes tipos de infecção, respectivamente.

Outra pesquisa, desta vez feita por cientistas da China e divulgada no ano de 2015, mostrou que a kombucha chinesa de ervas tinha a capacidade de proteger contra um vírus causador de doença na boca e nos pés.

6. Saúde das articulações

Há benefícios da kombucha para as articulações graças ao fato de ser dotada de glucosaminas, substâncias que aumentam a produção do ácido sinovial hialurônico.

Mas o que isso tem a ver com as articulações? É que isso previne a dor artrítica e apoia a preservação de colágeno. Vale lembrar que o colágeno é uma proteína utilizada para formar a pele, a cartilagem, os tendões, os ligamentos e os vasos sanguíneos, segundo o Centro Médico da Universidade de Maryland.

As cartilagens atenuam o atrito entre os ossos, evitando a inflamação das articulações, que ficam desgastadas particularmente em regiões como os quadris, as mãos, os ombros e os joelhos.

7. Perda de peso

Dados de um estudo do ano de 2005 mostraram que a kombucha pode melhorar o metabolismo, consequentemente melhorando o processo de queima de calorias e gorduras, e limitar a acumulação de gordura.

Mas há um porém – ainda são necessárias outras pesquisas para que esses benefícios da kombucha apresentados possam ser confirmados.

Como fazer – Receita de kombucha 

Ingredientes: 

  • 1 bom cultivo de kombucha;
  • ¼ de l de chá fermentado;
  • 250 g de açúcar branco refinado;
  • 3 l de água mineral pura e sem cloro;
  • 4 a 6 bolsas pequenas de chá preto sem presilhas de metal;
  • 1 panela grande de vidro bem higienizada;
  • 1 recipiente de vidro bem limpinho para abrigar a fermentação;
  • 1 pano de prato bem higienizado para tampar o recipiente de vidro;
  • 1 elástico bom ou um fio forte bem limpinho para prender o pano.

Modo de preparo:

  1. Livrar-se todos os anéis, pulseiras ou relógio que esteja usando, lavar bem as mãos e higienizar bem e com muito cuidado todas as superfícies que entraram em contato com os objetos utilizados na preparação da bebida, certificando-se que eles estejam bem esterelizados.
  2. Ferver os 3 l de água na panela durante cinco a 10 minutos. Adicionar 250 g de açúcar e ferver ao longo de mais dois ou três minutos;
  3. Desligar o fogo e adicionar as bolsas de chá na panela. Deixar o chá descansar na água durante 15 a 20 minutos;
  4. Após, retirar as bolsas e deixar o líquido esfriar. Quando ele estiver em temperatura ambiente, passar para o pote de vidro onde ocorrerá a fermentação;
  5. Acrescentar o chá fermentado. Colocar cuidadosamente o cultivo de kombucha sobre a superfície do líquido no recipiente, deixando a parte mais fina e clara para cima e a parte mais rugosa e escura voltada para baixo;
  6. Por o pano em cima do recipiente de vidro e prendê-lo firmemente com o elástico;
  7. Levar o recipiente para um local esterilizado, tranquilo, que não receba fumaça de cigarro, esporos de plantas ou raios diretos do sol. Antes de escolher o lugar, é importante saber que o produto gera um odor ácido ou similar ao do vinagre. Portanto, selecione um espaço onde o cheiro não incomodará tanto, pois o pote não deve ser movido, sob o risco de atrasar o processo;
  8. Deixar a kombucha repousar entre cinco a 14 dias. O tempo varia de acordo com a temperatura do ambiente e a época do ano. Caso esteja calor, a partir do terceiro dia já é permitido experimentar a kombucha com uma colher de madeira ou plástico bem higienizada (alumínio nem pensar!), já que no calor a fermentação ocorre mais depressa.
  9. Ao experimentar, tomar cuidado para mexer o líquido ou a colônia o mínimo possível. O sabor poderá sair parecido com o do guaraná ou champanhe. Não há uma regra fixa quanto ao gosto ideal que indica quando ele está pronto, a preferência pessoal é que determina se o produto está pronto ou se deve esperar mais alguns dias.
  10. Assim que estiver pronto, retirar o pano. Neste instante, você perceberá que outro cultivo foi formado. Caso o primeiro esteja na parte de cima, o segundo provavelmente estará grudado e será necessário separar os dois. Se precisar separar, preferir manter a integridade do que foi originado durante a fermentação, já que ele poderá ser utilizado para a produção de outra kombucha;
  11. Transferir a kombucha para garrafas menores de vidro, sem enchê-las até o fim e fechá-las com tampas de plástico sem rosca para evitar que o gás carbônico desprendido estoure a garrafa. Recomenda-se também reservar 10% da quantidade do líquido fermentado para a próxima produção de kombucha. O uso do líquido reservado não é obrigatório e caso as suas bebidas estejam saindo avinagradas ou muito ácidos, a orientação é que esse líquido nem seja utilizado.

Cuidados com a kombucha

Apesar de todos esses benefícios da kombucha, a bebida não é completamente vantajosa para a saúde. Isso porque existem relatos que indicam que o produto pode trazer efeitos colaterais como perturbação estomacal, reações alérgicas, problemas nos rins, doenças de pele, acidose metabólica, além de causar toxicidade hepática.

A bebida não é recomendada para pessoas que se encontrem doentes, que tenham um sistema imunológico enfraquecido, sofram com diarreia, possuam síndrome do intestino irritável, crianças, idosos e mulheres grávidas ou em processo de amamentação de seus bebês.

A Food and Drug Administration (Administração de Alimentos e Drogas, tradução livre, FDA, sigla em inglês), órgão de saúde dos Estados Unidos, já apresentou preocupações em relação à contaminação da kombucha com fungos como Aspergillus (que pode causar uma doença infecciosa no pulmão) e Candida sp (que pode causar a candidíase).

Quem tem hemofilia (distúrbio associado à coagulação no sangue) deve evitar a sua ingestão e a bebida também não é indicada para quem tem alergia ao chá preto ou ao açúcar. Além disso, ela pode afetar os níveis de açúcar no sangue de pessoas diagnosticadas com diabetes.

O preparo da kombucha em casa deve ser feito com bastante cuidado, em um ambiente e com objetos esterilizados, pois existe o risco de contaminação por conta da levedura e das bactérias patogênicas (causadoras de doenças). Ela deve ser preparada em recipientes de vidro, já que o uso de outros tipos de materiais podem trazer substâncias tóxicas como chumbo à receita final.

Quando a bebida está contaminada ou foi fermentada além do ponto, ela pode gerar problemas graves à saúde, incluindo a morte.

Para os produtores da kombucha, a versão comercial é considerada segura quando é preparada de forma natural, sem que haja a pasteurização, que pode matar as bactérias do bem ali encontradas, ainda que também elimine as que são prejudiciais. Entretanto, a não pasteurização do produto aumenta os riscos de contaminação.

Também é importante saber que a bebida possui certo teor de álcool, que surge como um subproduto do processo de fermentação. No entanto, essa taxa não costuma passar de 1%, apesar de poder chegar até a 5%, e não traz grandes problemas, a não ser que a pessoa exagere no consumo.

Porém, quem tem sensibilidade ao álcool ou não pode ingerir nenhum teor de álcool, por menor que seja, deve estar consciente de que ele está presente na bebida. Outro cuidado importante é tomar cuidado para que a colônia ou cultivo a ser utilizado na produção não tenha mofo.

Para ter certeza de que a bebida será benéfica para você e não lhe fará mal, principalmente se você já sofrer com uma doença ou condição específica de saúde, é fundamental conversar com o médico antes de começar a utilizá-la.

Quanto de kombucha eu posso tomar diariamente? 

A recomendação é começar o consumo de kombucha aos poucos, ingerindo pequenas quantidades, Orienta-se consumir 118 ml diariamente. Já a quantidade máxima de ingestão indicada, que não deve ser ultrapassada, é de 470 ml por dia.

Vídeo: 

Gostou das dicas?

Você já imaginava que haviam tantos benefícios da kombucha para a saúde? Já tinha ouvido falar ou provado essa bebida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (68 votos, média: 4,01 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

52 comentários

  1. Boa noite! Minha mãe tinha níveis elevados de ácido úrico, açúcar e colesterol ou seja tudo estava fora do normal antes de tomar o Kombucha e hoje me surpreendeu quando ela falou que fez novos exames e está tudo equilibrado, coisa que ela não estava conseguindo controlar com medicamentos. Fiquei muito feliz por ela por isso estou pesquisando. O único Problema é ela tem muito Kombucha estocado em casa e oferece aos conhecidos e ninguém quer por que não conhecem e ela tem tomado 1 litro por dia por que acha gostoso! E isso me preocupa um pouquinho! Obrigada pelas informações!! Deus abençoe vcs!!!

  2. Tenho excesso de açúcar no sangue será que pode fazer mais mal,doque ja tá?

  3. Eu tenho para doar em maos… Araçatuba_SP
    faco uso ha 3 meses, simplesmente maravilhoso.

  4. Tenho Kombucha para doação, estou no RJ capital

  5. Bom dia. Poderia me informar se posso passar este preparado nas pernas já que se trata de um antiinflamatorio? Tenho flebite. Obrigada pela ajuda….

  6. Gostaria muito de adquirir o kombucha, sou de Vinhedo

  7. Moro emc hortolândia eu tenho para doar

  8. Olá, tudo bem com vocês? Trabalho com o estudo da saúde para vencer as doenças de vários tipos através da natureza. Trabalho que faço gratuitamente para diversas pessoas e Preciso de uma doação. Por favor meu e-mail é. [email protected] Moro no Rio Grande do Sul

  9. Por favor preciso uma informação!
    Estou usando kefir de água de leite e Kombucha tem algum problema?
    Tenho dúvidas de que horário é o melhor para consumir e quantidades corretas!
    Obrigada SILVIA 11997149912

  10. tenho mal circulacao sera quer resolve tbm

  11. não conhecia a kombucha fiquei impressionado com os comentários a respeito dos benefícios tenho um pré diabetes será que posso consumir a kombucha?

  12. Elaine Alves de mattos

    Gostaria de saber se todos os sabores de chá de kombucha tem as mesmas finalidades.

  13. Olá,
    Alguém do Rio de Janeiro(capital) para doação de Kombucha?
    Moro em Realengo
    Abçs, Renata

  14. BOM DIA!
    Estou cultivando o kombucha a pouco estou adorando, minha filha tbm adora tenho tdos os cuidados com a higiene, esse cultivo e milenar, tenho visto depoimento de varias nutricionista e maravilhoso.
    Moro na cidade de Pelotas R/S quem tiver interessado tenho pra doar.
    email: [email protected]

  15. fiquei interessado gostaria muito de experimentar alguém aqui em Brasília tem kombucha? Para doar ou vender?

  16. Gente Vale A pena tomar Cambucha melhor coisa que existe. Todas as pessoas que passei inclusive eu tomei!
    Só melhoras.

  17. Marlene Gadelha Luz

    Moro em Fortaleza, no Ceará. Estou interessada em adquirir uma doação de kombuchá. Vcs. têm conhecimento de alguém que doa na minha cidade? Obrigada.

    • Adenilde Vasconcelos

      Olá Marleide, vc conseguiu?
      Sou também de Fortaleza e preciso de Kombuchá, tenho flebite, neuropatia periférica porque da quimio (tive CA de mama) e tenho prisão de ventre. Minha imunidade é baixa.

  18. Sou de Ribeirão Preto e estou à procura do SCOBY de kombucha.
    Alguém na região teria para doar?

  19. Joana D'arc Ferreira Barros

    Flavia, por gentileza faça contato comigo.
    Sou de Caraguatatuba e quero a Kombucha.
    Grata
    Joana (11) 984211699 ou (12)38874075

  20. Tenho bastante Kombucha pra doar. Sou da Zona Leste de São Paulo. E-mail [email protected]. Em casa a gente faz com chá verde, pouco açúcar e deixa fermentar só sete dias pra não ficar tão ácido. Melhora azia, nunca mais tivemos gripe, níveis de colesterol estão melhores tbm, assim como a diabetes da minha mãe. No fim do processo eu misturo o chá pronto com suco integral de uva, deixo fermentar no escuro mais uns três dias (sem a Kombucha, só o chá) e vai pra geladeira. Um copo por dia ajuda na digestão e é uma delícia!!!

  21. Donizete Chaves da Cruz

    Tenho interesse em doar kombucha e Kefir de leite.

  22. Olá! Meu nome é Rosana, moro em BElo Horizonte, tem alguém que poderia me doar o Kombucha, alguém poderia me doar, que seja de BH? Obrigada.

  23. Olá!

    Estou morando em Belém do Pará, será que tem alguém que eu possa adquirir a kombucha ou o kefir de leite?

    Desde já fico muito grata,

    Abraço

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*