Como Fazer Geleia de Ameixa para o Intestino

Especialista:
atualizado em 28/04/2020

Aprenda como fazer geleia de ameixa para o intestino e aproveite os benefícios que essa fruta promove para regularizar o funcionamento do órgão.

Como toda fruta que se preze, a ameixa (Prunus domestica) pode ter a sua parcela de contribuição para a saúde do nosso organismo.

Tanto que o alimento serve como fonte de nutrientes como a vitamina C, carboidratos, fibras, potássio, cobre, magnésio, vitamina A e vitamina K, todos importantes para o nosso organismo, e por isso que existem tantos benefícios da ameixa para a saúde e boa forma.

Adicionalmente, uma ameixa fornece uma pequena quantidade de vitaminas do complexo B, fósforo e magnésio, além de ser também rica em antioxidantes.

As ameixas e a saúde do intestino

A ameixa é classificada como uma das frutas que funcionam como laxantes naturais, ou seja, alimentos que podem ser incluídos na dieta para auxiliar o combate à prisão de ventre.

No mesmo sentido, a ameixa seca e o suco de ameixa seca são conhecidos por amenizarem a prisão de ventre.

Essa fama deve-se parcialmente ao fato da ameixa seca ser rica em fibras, que são insolúveis, em sua maioria.

A fibra insolúvel exerce um papel na prevenção da prisão de ventre por meio da adição de volume às fezes e pode acelerar a velocidade pela qual esse resíduo se movimenta através do seu trato digestivo. Adicionalmente, as ameixas secas e o suco de ameixa seca contêm o sorbitol, que é um álcool de açúcar com efeitos laxativos naturais.

O perfil nutricional da ameixa e da ameixa seca apresenta poucas diferenças. Tanto que a ameixa também carrega o sorbitol em sua composição.

Basicamente, a diferença entre as duas é que a fruta seca é composta por mais calorias, fibras e carboidratos do que a fruta natural.

Conforme o site MedlinePlus, portal dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, assim como as fibras insolúveis, as fibras solúveis também são importantes para a digestão – e a ameixa também contém este tipo de fibras.

A fibra solúvel atrai água e se transforma em um gel durante a digestão, o que desacelera o processo, completou o portal dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos.

Esse efeito de absorver água das fibras solúveis contribui com o acréscimo de volume às fezes e colabora com a proteção contra a prisão de ventre e a diarreia.

Por outro lado, quem deseja utilizar a ameixa seca ou normal para amenizar a prisão de ventre através de uma receita de geleia de ameixa para o intestino, por exemplo, precisa tomar bastante cuidado para não exagerar na dose.

Isso porque a ingestão de muitas ameixas secas de uma única vez pode provocar efeitos colaterais indesejáveis como a diarreia. Ou seja, na tentativa de melhorar o intestino preso, o exagero pode acabar soltando-o além da conta.

Para prevenir que isso ocorra, é melhor aderir a uma porção de ¼ a ½ xícara (entre 44 g a 87 g) por dia, ou de uma a duas ameixas frescas diariamente, se o tamanho for grande, e entre três a quatro unidades do alimento quando o tamanho for pequeno.

Como fazer geleia de ameixa para o intestino

Receita 1

Ingredientes:

  • 1 kg de ameixas secas sem caroço ou ameixas normais ainda com casca, porém também sem o caroço;
  • 1 envelope de gelatina sem sabor;
  • Cerca de 300 ml de água;
  • 4 colheres de açúcar mascavo ou adoçante culinário.

Modo de preparo:

Adicionar as ameixas, a água e o açúcar mascavo ou adoçante culinário em uma panela e levar ao fogo médio ao longo de vinte minutos; Depois que ferver, amassar um pouquinho a fruta já cozida e acrescentar a gelatina sem sabor para obter mais consistência; Deixar a panela no fogo durante mais alguns minutos;

Uma vez que a misturar tiver atingido o ponto de geleia, aguardar esfriar, armazenar dentro de um recipiente de vidro bem fechadinho e esterilizado e manter dentro da geladeira.

Receita 2

Ingredientes:

  • ½ xícara ou 80 g de ameixa seca sem caroço;
  • ¾ de xícara de chá ou 150 ml de água quente;
  • 1 saquinho ou 2 g de chá tipo Earl Grey;
  • 2 colheres de sopa ou 40 g de mel.

Modo de preparo:

Colocar as ameixas secas em imersão com o saquinho de chá nos ¾ de xícara e água quente dentro de um recipiente ao longo de 10 minutos; Passado esse período, descartar o saquinho de chá. Adicionar as ameixas com a água no liquidificador e acrescentar o mel ao copo do eletrodoméstico.

Bater até adquirir uma geleia lisa e homogênea; Esperar dar uma esfriada e armazenar a geleia em um recipiente de vidro bem fechadinho e esterilizado dentro da geladeira.

Além da geleia de ameixa para o intestino, é possível preparar chá de ameixa, água de ameixa e suco de ameixa para contribuir com a regulação do intestino.

Cuidados com as ameixas

Vale ressaltar que as ameixas secas possuem oxalato em sua composição, o que representa um empecilho para quem sofre com problemas de cálculos renais, visto que boa parte desses cálculos é formada por oxalato de cálcio.

Quando há muita concentração de oxalato nos fluidos corporais, ele pode se cristalizar, causando a formação de pedras nos rins e na vesícula. Neste caso, a melhor opção é a ameixa fresca, que não apresenta quantidade significativa de oxalato.

Por via das dúvidas, para quem tem ou já teve problemas de cálculos renais, vale a pena consultar o médico a respeito do consumo das ameixas em suas versões natural ou seca.

De acordo com especialistas, além de consumir a fruta natural ou seca por meio de uma receita de geleia de ameixa para o intestino ou de qualquer outra preparação, é necessário ingerir entre 1,5 litros a 2 litros de água por dia.

Isso porque, sem uma quantidade necessária de água, as fezes se tornam ressecadas, provocando a prisão de ventre, justamente o que se deseja combater com a ameixa.

Caso a sua prisão de ventre não passe ao consumir a geleia de ameixa para o intestino ou outra receita com a fruta, procure o auxílio médico para saber do que se trata o problema e receber o tratamento mais completo e necessário para a sua condição.

Se você já sofrer com uma prisão de ventre recorrente ou uma doença ou problema de saúde mais grave que provoque a prisão de ventre, é recomendável que você consulte o médico antes de aderir às ameixas secas ou naturais para tentar amenizar o sintoma.

Da mesma forma, se as ameixas naturais ou secas provocarem algum efeito colateral como a diarreia, também é aconselhável que você informe ao médico para saber o que fazer em relação a isso e abandone o consumo da fruta, ao menos por um tempo, sempre conforme as recomendações médicas.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as orientações profissionais e qualificadas de um médico.

Referências Adicionais:

Você já sabia como fazer geleia de ameixa para o intestino? Pretende experimentar e fazer em casa? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário