Especialista da Área:

Como Saber Se Estou Inchada ou Engordei?

Se você se pergunta: “Como saber se estou inchada ou engordei” entenda agora a diferença, o que pode causar e o que fazer.

Sofrer com um inchaço muitas vezes não é brincadeira, e se você já se olhou no espelho e se perguntou porque a sua barriga está tão diferente de uma hora para a outra, saiba que não está sozinho.

  Continua Depois da Publicidade  

A verdade é que todas as pessoas acabam lidando com o inchaço em algum (muitas vezes vários) momentos da vida.

Atualmente a saúde intestinal das pessoas está seriamente comprometida e quando o corpo não pode absorver ou assimilar adequadamente os nutrientes dos alimentos e bebidas elas se encontram severamente superalimentadas e até mesmo desnutridas.

Existem algumas frutas e legumes que ajudam a reduzir o inchaço bem como chás que aliviam os gases que são um dos sintomas do inchaço.

“Todos nós criamos algum gás (que leva ao inchaço) dependendo do que comemos ao longo do dia” disse Kyle Staller, gastroenterologista do Massachusetts General Hospita.

Ela continuou explicando que “certos alimentos criam mais gases do que outros” os alimentos que produzem mais gases são chamados de FODMAP.

O que são FODMAPs

De acordo com a Stanford Health Care FODMAPs significa oligossacarídeos fermentáveis, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis.

Eles são carboidratos comuns que não são digeridos facilmente pelo trato gastrointestinal.

Alguns são mais óbvios, como por exemplo a couve, brócolis e laticínios, porém outros podem ser mais surpreendentes como o abacate, alho e cerejas.

“Esses alimentos podem fermentar no trato gastrointestinal e o seu subproduto é o gás” explicou a Dra. Staller.

Embora a maioria das pessoas possam lidar com esses alimentos sem problemas, se você tiver um estômago sensível eles podem causar inchaço depois de comer.

  Continua Depois da Publicidade  

Porém além dos alimentos citados acima, outros podem contribuir para o inchaço.

Problemas no sistema digestivo e alimentos que podem contribuir para o inchaço

Existem várias outras razões pelas quais você pode ter um inchaço, como por exemplo uma dieta rica em sal, estar menstruada ou tomar alguns drinks até tarde da noite.

No caso do inchaço devido a problemas no sistema digestivo, eles ocorrem porque essa parte do seu corpo está se esforçando para fazer o seu trabalho causando uma barriga inchada.

Se eles não estão funcionando corretamente, o inchaço é o primeiro sintoma a aparecer e é amplificado por alimentos difíceis de digerir, como os FODMAPs citamos acima entre outros.

Outros alimentos que também podem contribuir para ao inchaço são o feijão e a cebola, e dependendo do estado do seu intestino os grãos também podem ser os grandes culpados.

Comer frutas com o estômago cheio também pode contribuir já que elas começam a fermentar no intestino e alimentos frios e crus também podem ser super difíceis de digerir e fazer com que a barriga inche.

Como o intestino digere em torno de 37º graus, ele realmente precisa trabalhar mais quando a comida está crua e fria, e em alguns momentos realiza a tarefa sozinho, fazendo com que decompor todos os alimentos se torne uma tarefa quase que impossível.

Se a sua saúde intestinal está comprometida este pode ser um dos motivos pelo quais você está com inchaço, já que o crescimento excessivo de certas bactérias indesejáveis no intestino contribui para isso.

Inchaço devido a hormônios e algumas doenças

Se você estiver sentindo um inchaço consistente ou acompanhado de outros sintomas como dor ou outros problemas gastrointestinais é possível que ele possa ter uma causa subjacente, como a Síndrome do Intestino Irritável (IBS) ou doença celíaca.

No caso das mulheres, os hormônios podem ser os grandes culpados do inchaço pois ele pode ocorrer devido ao ciclo menstrual.

Antes da ovulação ocorre um pico final de estrogênio antes que ele caia para permitir que a progesterona faça sua parte.

Juntamente com esse aumento nos níveis de estrogênio pode-se observar um aumento na retenção de líquido, especialmente quando a dominância do estrogênio está em jogo.

  Continua Depois da Publicidade  

O mesmo pode acontecer no período que antecede a chegada da menstruação, por isso, dependendo de onde você está no seu ciclo, ele pode ser o motivo pelo qual você esteja inchada.

Há uma série de fatores que irão contribuir para que a sua barriga fique com um formato mais redondinho, e mesmo que não tenha nenhuma condição subjacente ainda é possível ter um inchaço ocasional que é 100% normal.

Se você ainda está se perguntando “como saber se estou inchada ou engordei” veja essas perguntas que você pode se fazer para obter a resposta.

Seu estilo de vida mudou?

Em primeiro lugar avalie se o seu ganho de peso pode ser ou não uma possibilidade.

Seus padrões alimentares mudaram? Houveram mudanças em seus hábitos de atividades físicas? Níveis de estresse?

Mesmo a menor mudança em seu estilo de vida, como por exemplo dormir uma ou duas horas a menos por noite como até mesmo um novo medicamento pode influenciar o seu equilíbrio calórico.

Como você se sente pela manhã?

Logo que você acordar pela manhã dê uma olhada no espelho para ter uma noção do que está acontecendo com o seu corpo.

“Quando acordamos em jejum, nossa comida já saiu do estômago e provavelmente está dentro do cólon, portanto, não temos aquela sensação e aparência inchada” disse Alexandra Caspero, bacharel em Nutrição e Dietética pela James Madison University em Harrisonburg, Canadá, mestre em Ciência do Exercício pela Universidade do Pacífico e Personal Trainer certificada.

Por isso, se você acordar com o estômago duas vezes menor do que quando foi dormir, definitivamente algo está acontecendo com o seu intestino de acordo com a especialista.

Pode ser devido ao seu ciclo menstrual?

Como você pode ver anteriormente, ao longo do ciclo menstrual ocorrem alterações nos hormônios sexuais femininos, especialmente estrogênio e progesterona, o que pode resultar em uma grande retenção de líquidos.

“O líquido pode se espalhar pelo corpo, porém ele parece afetar principalmente a sua barriga” disse M. Davis, Ph.D, diretora de nutrição do Terra’s Kitchen.

Recentemente você ingeriu muito sal ou carboidratos?

Se você está se perguntando: “como saber se estou inchada ou engordei” pense se ultimamente consumiu muito sal ou carboidratos pois ambos podem fazer com que tecidos de todo o corpo retenham líquidos.

Para se ter uma noção apenas dois copos de água pesam um quilo.

Embora não haja nada de errado com os fluídos nos quais o seu corpo se agarra naturalmente quando armazena carboidratos como glicogênio (principal fonte de combustível do corpo), se você está acostumado a um baixo consumo de carboidratos definitivamente terá mais fluídos em seu corpo após comer muitos carboidratos.

Como você aparenta depois das refeições?

“O inchaço tende a acontecer durante e/ou após as refeições e muda ao longo do dia. Por isso, se você almoçar, se sentir inchado e depois essa sensação desaparecer quando for à academia, é provável que esteja inchado”, disse Alexandra.

E quanto ao seu peso?

“Quando você ganha peso raramente acontece apenas em uma região” disse Alexandra.

Ele se espalha pela sua barriga, bumbum, coxas, braços, rosto e a lista continua por várias partes do corpo.

Embora você possa notar mais nas áreas que costuma ter mais gordura corporal, o inchaço ocorre mais na região abdominal.

Qual a cor do seu xixi?

De acordo com a Dra. Alexandra Caspero, seu xixi deve ter uma cor clara, não precisa ser muito clara, mas não deve ter a cor de um chá gelado (amarelo forte).

Se isso acontecer, você está desidratado o que causa inchaço por meio da constipação e faz com que o seu corpo retenha a água que tiver, como se fosse um camelo, e isso causa o inchaço.

Quando foi a última vez que você fez cocô?

Estar com prisão de ventre, faz com que você fique mais pesado até que o seu corpo libere o excesso extra que está segurando o que pode literalmente expandir o seu estômago.

Embora o que seja considerado como “regular” seja um pouco diferente para cada pessoa, se o seu não estiver em um cronograma bastante confiável ele não é regular.

A síndrome do intestino irritável, desidratação, baixa ingestão de fibras, TPM, estresse, alterações do sono e até viagens podem contribuir para que ocorra a prisão de ventre.

A gordura, principalmente a que fica na região abdominal, não chega e sai rapidamente assim como acontece com o inchaço.

O inchaço tende a ir e vir e normalmente ocorre apenas ao redor do estômago embora a retenção de líquidos possa ocorrer em várias partes do corpo o que também tende a ir e vir ao contrário do tecido adiposo- gordura

O inchaço pode durar horas e às vezes dias dependendo do que o causou (geralmente os ataques de glúten podem durar muito mais) e do estado do intestino.

Mas se você está constantemente comendo alimentos que o seu corpo não consegue lidar, o seu inchaço pode parecer mais permanente.

No entanto, todos esses fatores que podem causar inchaço também podem levar ao ganho de peso. A digestão lenta leva ao excesso de alimentação, desequilíbrio hormonal é apenas outra forma de estresse que o seu corpo não sabe necessariamente como lidar.

Portanto, o que pode começar como inchaço se não for tratado a longo prazo pode se transformar em algo mais.

Como evitar o inchaço

Há muitas coisas que podem ser feitas para evitar o inchaço, como por exemplo identificar o que o está desencadeando, curar o intestino, utilizar ingredientes à base de plantas como chás ou vinagre de maçã e controlar a microbiota patogênica no intestino.

O ideal é fazer uma limpeza suave para reestabelecer o sistema digestivo e ter uma melhor saúde digestiva.

Quando falar com o seu médico sobre o inchaço

Às vezes, o inchaço pode ser mais do que apenas uma barriga “cheia”.

Se você sentir muitas dores ou ele não desaparecer rapidamente, o ideal é procurar um médico para que ele possa realizar um exame.

Converse com o seu médico se sentir os seguintes sintomas:

  • Azia frequente e dolorosa
  • Perda de peso
  • Diarreia
  • Vômito
  • Fortes dores abdominais

Também é recomendável visitar o seu médico se você não tiver sofrido com um inchaço grave antes do que está ocorrendo ou se ele afetar negativamente as suas atividades diárias.

“Como saber se estou inchada ou engordei?” faça essas perguntas para si mesma e avalie os seus sintomas.

Lembre-se que a gordura não aparece de uma hora para a outra e caso os sintomas não desapareça, um médico deverá ser consultado.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou como saber se esta inchada ou se engordou? Já conhecia esse método? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo muito solicitada para palestras, consultoria a empresas e atendimento personalizado para atletas, pessoas com condições especiais de saúde e pessoas que desejam melhorar a forma física de forma saudável. É a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España). É também membro da International Society of Sports Nutrition. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma. Dra. Patricia Leite é uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário