Como Secar a Barriga Rápido – 12 Dicas

🕐 13/09/2019

Separamos algumas dicas de como secar a barriga rápido para você mandar embora de uma vez por todas o excesso de gordura da silhueta e já começar a se preparar para as roupas mais leves da primavera e do verão.

Dá para perder peso só na barriga?

Uma das frases que mais ouvimos é a famosa “não quero perder peso, apenas preciso saber como secar a barriga rápido”. Caso esta seja a sua situação, temos duas notícias para você: uma ótima e outra nem tanto assim.

A boa notícia é que é mais fácil fortalecer o abdômen quando o peso está próximo do ideal. Portanto, se você está dentro da faixa de IMC (índice de massa corporal) adequada, seu caminho será mais curto e mais fácil.

Já a segunda notícia é que não é possível eliminar gordura somente de uma determinada área do corpo. Quando aceleramos o metabolismo e começamos a queimar gordura, o organismo não entende que você está insatisfeito com uma parte específica do seu físico, de maneira que ele procede e elimina o excesso de maneira proporcional. Ou seja, você vai secar a barriga, mas também irá diminuir outras partes do corpo, ainda que este não seja seu objetivo.

É claro que isso pode ser atenuado com a prática de exercícios específicos para determinadas regiões que você não quer que diminua (como os glúteos e pernas), então não há motivo para se desesperar!

Como Secar a Barriga Rápido?

Infelizmente não existe milagre: para secar a barriga rápido, você vai ter que diminuir suas taxas de gordura corporal. De nada adianta você fazer dezenas de abdominais e outros exercícios para a barriga se todos os seus músculos acabam ficando escondidos sob uma camada de gordura.

Para diminuir seus níveis de gordura, você deverá cuidar da alimentação, incluir mais exercícios aeróbicos em sua rotina e deixar de lado o álcool, gorduras saturadas e outros inimigos da barriga tanquinho.

Confira então como secar a barriga rápido de maneira prática e natural:

1. Preste atenção nos carboidratos

Vilão de muitas dietas da moda, os carboidratos não podem faltar na sua dieta caso seu objetivo seja eliminar o excesso de gordura. Eles são a principal fonte de energia do organismo, que na sua ausência pode recorrer às fibras musculares para obter combustível para o metabolismo.

O que você precisa fazer, no entanto, é diferenciar os bons carboidratos daqueles que podem atrapalhar seus objetivos. Isso porque os carboidratos simples têm rápida absorção, o que significa que são rapidamente convertidos em glicose.

E você já sabe: excesso de glicose na circulação estimula a liberação também excessiva de insulina, hormônio que não só diminui o metabolismo como também favorece o acúmulo de gordura na região abdominal.

Além disso, o fato de possuírem rápida digestão e passarem de maneira acelerada pelo sistema digestivo significa que você muito provavelmente voltará a sentir fome em pouco tempo, o que poderá levar a um exagero no consumo total de calorias ao longo do dia.

Portanto, comece hoje mesmo a substituir os carboidratos de rápida digestão – como o pão, macarrão e arroz brancos – pela versão integral, que além de não terem o mesmo efeito negativo na glicose ainda irão garantir que você tenha energia por mais tempo para fazer suas atividades.

2. Comece o dia com proteínas

Não é à toa que cada vez mais estudos comprovam aquilo que o senso comum já conhecia há muito tempo: consumir um bom café da manhã com proteínas pode deixá-lo com menos fome ao longo do dia. As proteínas possuem digestão mais lenta e também não causam grandes alterações na glicose sanguínea, o que se traduz em maior saciedade e uma redução na vontade de comer exageradamente durante o dia.

Quando você não inclui proteínas no café da manhã, sua digestão é muito mais rápida e seu níveis de glicose tendem a cair mais rapidamente, ocasionando um aumento do apetite e uma dificuldade maior para se controlar na próxima refeição.

Uma pesquisa desenvolvida por cientistas da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, demonstrou que participantes que começaram o dia com um café da manhã rico em proteínas acabaram consumindo menos calorias ao longo do dia do que aqueles que haviam consumido uma refeição composta principalmente por carboidratos.

E, se você ainda não está convencido a trocar o bolo por um omelete de claras, lembre-se de que as proteínas são essenciais para a formação de tecido muscular, e será muito difícil você conquistar uma barriga tanquinho com uma musculatura enfraquecida.

Vale lembrar também que a opção deve ser sempre por proteínas com baixo teor de gorduras, como frios light, claras, atum em água e laticínios magros.

3. Faça exercícios aeróbicos

Fazer abdominais costuma ser a recomendação número 1 para quem quer saber como secar a barriga rápido, mas ela certamente não deve ser a única. O exercício de resistência somente irá fortalecer sua musculatura, mas não irá ser capaz de remover o excesso de gordura do local.

Para eliminar o excesso de tecido adiposo, você deverá incluir na sua rotina atividades de alta intensidade, como por exemplo o treino HIIT, corrida com sprints (tiros), spinning e qualquer outra que eleve os batimentos cardíacos até chegar a 60-70% da sua frequência cardíaca máxima.

Isso não significa, é claro, que você deva abandonar seu treino de musculação: o que você deve fazer é acrescentar à sua rotina pelo menos 30 minutos de cardio de três a quatro vezes por semana.

4. Coma mais vezes

Um erro clássico cometido por quem está buscando como secar a barriga rápido é parar de comer, ou então espaçar muito as refeições. Refeições menores, feitas a cada três horas, são muito mais eficientes para a perda de gordura do que as fartas refeições feitas somente três vezes ao dia.

Ficar muito tempo sem se alimentar acaba enviando a mensagem errada ao cérebro, que entende que há uma falta de alimentos e como consequência deve guardar tudo aquilo que você consome. O resultado é que seu metabolismo diminui e a queima de gorduras também, o que torna ainda mais difícil a perda de gordura localizada.

Isso sem contar, é claro, que refeições pesadas causam grande impacto na glicose sanguínea, e nós já vimos como isso pode ser prejudicial para quem precisa secar a barriga rápido.

Apenas tome cuidado para não acrescentar mais comida à dieta, tendo em mente que você deverá dividir seu consumo diário de calorias em refeições menores. Por exemplo: se você costuma consumir apenas três refeições ao dia, em um total de 1600 calorias, experimente dividir o mesmo valor por 5 refeições menores de 320 calorias cada.

5. Elimine os alimentos processados do cardápio

Pizza só duas vezes por semana não faz mal, não é mesmo? Refrigerante só nos finais de semana também não. E chocolate, apenas um pedaço. Álcool, então, só na balada de sábado, e nada mais.

Pode parecer inofensivo, mas as pequenas “concessões” para os alimentos pouco saudáveis podem ser mais prejudiciais do que você imagina para a sua definição abdominal. As gorduras em excesso não somente aumentam as reservas lipídicas como também causam mais inflamações, que podem ser uma das responsáveis por aquele aspecto inchado da barriga.

Os alimentos altamente processados – fast food, salgadinhos, sorvetes, alimentos semi-prontos congelados – ainda são ricos em sódio e açúcar, outros dois inimigos da barriga. O açúcar inflama e causa alterações na liberação de insulina, ao passo que o sódio aumenta a retenção de líquidos e piora ainda mais o inchaço abdominal.

É claro que você não precisa começar a comer somente verduras e peito de frango todos os dias, mas o bom senso diz que é preciso resistir ao máximo aos fast food e afins para conseguir reduzir as taxas de gordura abdominal e tornar visível a tão desejada barriga chapada.

6. Tome suco verde detox

Não, ele não é milagroso. Mas é saudável e ajuda seu corpo sim. O metabolismo de todos esses alimentos processados gera uma série de toxinas no organismo, que além de sobrecarregar o fígado ainda podem causar prisão de ventre e deixar a região abdominal cheia de inflamações e distendida.

Tomar um copo de suco verde ainda em jejum (veja aqui receitas de suco verde detox) irá garantir que seu intestino funcione adequadamente e as toxinas sejam eliminadas de maneira eficiente.

Acrescentar ingredientes termogênicos como o gengibre ao seu suco detox ainda fará com que seu metabolismo fique mais acelerando, facilitando a queima dos estoques de gordura abdominal.

7. Acrescente mais gorduras boas à sua dieta

As gorduras mono e poli-insaturadas (como aquelas encontradas no azeite, sardinha, salmão, atum, nozes e abacate) são não somente benéficas à saúde como também à silhueta. Primeiro, porque ajudam a controlar os níveis de insulina, evitando a ação indesejada do hormônio no metabolismo.

Em segundo lugar, porque a gordura tem digestão mais lenta, o que o manterá saciado por mais tempo. De nada adianta você trocar um pedaço de abacate por um suco de laranja se em dez minutos você estará com fome novamente.

Dietas com pouca gordura também tendem a reduzir os níveis de adiponectina, um hormônio que aumenta o metabolismo e acelera a queima de gorduras. E vale lembrar que quando o organismo está utilizando a gordura como fonte de energia você demora mais a receber o sinal de fome, já que o organismo tem combustível suficiente para todas as suas atividades.

Limite seu consumo diário de gorduras a 20% da sua dieta, certificando-se de que elas sejam provenientes de fontes boas, e não de alimentos como queijos amarelos, carnes gordurosas e frituras.

8. Consuma mais fibras

Mais um efeito colateral do consumo de alimentos processados: a falta de fibras na dieta. Para manter o sabor e aumentar a vida útil do produto, muitos fabricantes retiram o excesso de fibras dos alimentos, o que dificulta ainda mais a obtenção das recomendadas 30 gramas diárias de fibra.

Quem está antenado em assuntos de saúde e boa forma já sabe que as fibras são fundamentais para a eliminação de peso e gordura, pois prolongam a saciedade, estabilizam os níveis de glicose e ainda melhoram o funcionamento do intestino.

Muitas vezes o aspecto de barriga inchada se deve ao acúmulo de material não digerido nas paredes do intestino, condição que não só causa inflamações e distensão abdominal como também pode acarretar doenças mais graves.

Uma simples maneira de incluir mais fibras na dieta e ao mesmo tempo diminuir o consumo de alimentos pouco saudáveis é fazer pequenas substituições ao longo do dia. Comece trocando a gelatina ou o chocolate por uma fruta, o arroz e o pão branco pelo integral, e adicione uma colher de chia ou linhaça à tapioca ou ao seu shake de proteínas.

O suco verde detox também é uma excelente fonte de fibras, assim como são todas as frutas, verduras e legumes.

9. Fique atento ao consumo de laticínios

Grande parte da população mundial não consegue digerir a lactose, o açúcar do leite. Como resultado, seu consumo pode causar distensão abdominal, gases e acúmulo de toxinas.

Quem não digere a lactose sofre com inflamações e pode consequentemente apresentar maior retenção de líquidos, condição que pode ser facilmente resolvida com a eliminação do leite do cardápio.

Caso você tenha sintomas como diarreia, cólicas abdominais e gases após o consumo de leite e derivados, converse com seu médico e faça um teste para verificar se você é intolerante à lactose. Em caso afirmativo, substitua o alimento por outras bebidas e produtos de origem vegetal, como o leite de soja, leite de arroz e o tofu.

10. Diminua a ingestão de sal

Se o aumento da pressão arterial e todas as complicações associadas à condição ainda não foram suficientes para você maneirar no consumo de sal, saiba que o sódio em excesso é um dos maiores inimigos da barriga chapada.

O mineral estimula a retenção de líquidos, causando o indesejado inchaço e deixando ainda mais longe a tão desejada barriga lisa.

E lembre-se de que não é só no saleiro que mora o perigo: somente 25% do total de sódio que ingerimos ao longo do dia é proveniente do sal que acrescentamos aos alimentos. O restante chega até nós através do consumo de alimentos industrializados, que utilizam o produto como conservante e realçador de sabor.

11. Beba muita água

Por mais repetitivo que pareça, não há como fugir dessa verdade universal: o consumo da quantidade adequada de água é fundamental para quem busca como secar a barriga rápido.

Além de participar de todos os processos metabólicos, a água atua na eliminação de toxinas e acelera o metabolismo. Uma pesquisa recente demonstrou que o metabolismo pode aumentar em até 30% (durante dez minutos) logo após o consumo de um copo de água.

A água também tem poder de saciedade, já que aumenta o volume do bolo alimentar e contribui para um consumo menor de alimentos ao longo do dia. Isso sem contar, é claro, que ao optar por tomar um copo de água você estará automaticamente deixando de consumir uma boa dose de açúcar, sódio, conservantes e outros aditivos químicos encontrados em refrigerantes e alguns sucos de caixinha.

12. Exercite seus músculos abdominais

Em paralelo a todas as outras dicas, você deve também começar a fortalecer sua musculatura abdominal, pois assim que a gordura for eliminada, seus músculos deverão estar em dia para você finalmente exibir sua barriga chapada por aí.

Exercícios como agachamento, bicicleta no solo, abdominal reverso, prancha e abdominal tradicional com a perna estendida são apenas algumas das opções que você pode fazer no conforto da sua sala, sem a necessidade de utilizar qualquer aparelho.

Para quem frequenta a academia, exercícios com peso são também uma ótima opção para trabalhar o abdômen. Rotação de tronco, inclinação lateral e elevação de pernas com pesos são somente alguns dos exercícios que você pode incluir na sua rotina.

Confira alguns exercícios para você fazer em casa para fortalecer o abdômen – além dos tradicionais crunches, é claro.

Cuidado com suplementos

Muita gente que está em busca de como secar a barriga rápido acaba optando por acelerar demais o processo e fazer uso de suplementos e anabolizantes. Ainda que os suplementos termogênicos (que aceleram o metabolismo) possam auxiliar na queima de gordura, eles costumam estar acompanhados de efeitos colaterais e podem até trazer riscos à saúde.

Já os esteroides anabolizantes aceleram ainda mais a queima de gordura, ao mesmo tempo em que aumentam a definição muscular. Pode parecer tentador, mas lembre-se de que essas substâncias estão recheadas de riscos à saúde. E, se você for mulher, pior ainda, pois boa parte deles causa virilização, que é o surgimento de características masculinas, como engrossamento da voz, aumento dos pelos e hipertrofia do clitóris.

A dica, portanto, é seguir nossas sugestões e ir pelo caminho natural, que se não é o mais curto, é certamente o mais saudável e recompensador. Ao final, você terá conquistado sua barriga chapada com muito trabalho, mas sem ter sacrificado a saúde no processo.

O que seria mais difícil para você coquistar a barriga que sonha? Quais são suas maiores dificuldades e em que estágio se encontra nessa luta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (74 votos, média: 3,99 de 5)
Loading...

28 comentários em “Como Secar a Barriga Rápido – 12 Dicas”

  1. Minha maior dificuldade é os aerobicos, como manter a frequência ,saber o melhor horario, intensidade e etc, faço academia durante a noite, pelo periodo da manha me mantenho ocupado, agora nao sei se eu devo fazer o treino de hit antes, dps do treino ou durante a tarde, sigo cada item dessa lista bem precisamente, apenas preciso queimar a gordura que já tenho acumulada

  2. Excelente dicas. O segredo e consistência e ter paciência. Um passo de cada vez. Se você o que precisar ser feito vai ter resultado

  3. Ótimo material. Completo.

    Seguindo essas regras chegaremos lá, estou bem próximo disso. A perda de peso corporal é inevitável para reduzir a barriga.

    Após conquistar a barriga desejada é recuperar a massa magra.

    Boa dieta a todos.

  4. Então. Meu maior problema é a cerveja aos finais de semana. Tenho de trocar de amigos. Rs.
    Tenho 1,85 e 94kg. Não consigo engrossar as pernas que são cambitos e a barriga não diminui. Mando muito bem nas atividades aeróbicas, pois tenho boa resistencia. Mas por mais exercícios que eu faça, não consigo chegar nos tão sonhados 88kg. Já consegui chegar nos 92kg, menos que isso nunca. O que devo fazer?

    • Deve ignorar as dicas furadas dessa matérias e esquecer essa história de “comer mais vezes” e de que “carboidrato é o seu principal nutriente” e que “na ausência dele, o corpo consome músculos”. Tudo besteira de uma linha de pensamento totalmente superada na nutrição.

      Mantenha sua insulina baixa cortando carboidratos, principalmente refinados, e sua barriga vai sumir sem consumir músculos. Coma várias vezes ao dia barrinhas de cereal e sua barriga vai aumentar, simples assim.

    • Eu tenho 1,85 e cheguei a pesar 98kg. Com uma reeducação alimentar e seguindo a maior parte dessas dicas(mesmo sem ter visto aqui), consegui chegar aos 86kg, com uma ótima carga muscular magra. Você falou dos amigos, é bem verdade, uma farra regada a cerveja e churrasco no fds joga todo o trabalho da semana no lixo. Hoje em dia, eu faço essas farras no máximo uma vez por mês e faço um esforço para não exagerar no consumo de alcool.

    • Meu caro xara!
      Um dia eu estive conversando com a nutricionista e ela me disse algo muito interessante: “As vezes nos preocupamos muito com o peso, sendo que devemos prestar mais atenção no excesso de gordura!” Eu também era assim, mas hj mudei. Tenho 1,73 e peso 90Kg, mas são bem distribuídos! Não tenho a barriga dos sonhos, mas estou no caminho! Pense nisso, pode te ajudar, assim como me ajudou!

  5. Faltou a última dica…defecar bastante. Não é mentira. Eu aumentei o número de vezes que ia ao banheiro, de 1 vez a cada dois dias para duas vezes por dia, reduzi um pouco o que comia e perdi 25kg em 12 meses sem fazer exercícios, agora prático exercício para modelar o corpo.

  6. Eu meio que já faço tudo isso e não consigo perder a barriga. Acho que preciso radicalizar e cortar de vez o leite, o pão branco, a farinha de mandioca e o arroz parboilizado.

    • Pois é Adriano, nunca vai chapar abdômen comendo pão, por exemplo, arroz no máximo integral, corte trigo e açúcar o máximo que puder, seja persistente que o resultado vem!

      • Estou usando VeganWay , proteinas de Arroz e de Ervilha , não uso mais Whey , pois me estufava muito , gerava arrotos e até refluxos nos intra treinos , coisa que não tenho mais com o uso da VeganWay , perdi massa gorda e melhorou muito minha performance mesmo com 47 anos de idade. Outra vida , Whey, nunca mais

          • O importante disso tudo saber o por qu se quer ter uma barriga “tanquinho”. O mais importante disso tudo e controlar o colesterol,triglicerdios,etc… Essas coisas so invisveis aos olhos, mas fazem um estrago tremendo!
            A questo esttica,fica a cargo de cada um… quer ser modelo?… abalar na praia?… ganhar dinheiro com o corpitcho?.. Enfim, so tantas as intenes…

  7. Muito interessante essas dicas, principalmente pra quem tem o tempo limitado pra frequentar academias….Sou professor de artes marciais e gostei de ver esses apontamentos…muito bom….alimentação manda muito…..parabéns.

Deixe um comentário