Dieta das proteínas vai funcionar para você? Descubra!

Especialista da área:
atualizado em 22/06/2021

Um parente ou amigo começou a seguir a dieta das proteínas, teve bons resultados e você ficou com vontade de seguir o mesmo método? Calma, antes de tomar uma decisão, entenda se o regime é realmente a melhor opção para você.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso porque nem sempre o que funciona para uma pessoa tem garantia de dar certo para outra. Afinal, diferentes pessoas têm diferentes organismos, condições de saúde, preferências, rotinas e hábitos.

Mas antes, o que é a dieta das proteínas?

É a famosa dieta low carb, em que se restringe o consumo de carboidratos. Como resultado, há um maior consumo de proteínas e gorduras.

Há diferentes níveis de low carb. Por exemplo, a versão super restritiva do método é a dieta cetogênica, que permite menos de 50 gramas de carboidratos por dia. Já uma low carb média fica entre 100 gramas e 150 gramas de carboidratos por dia.

Outra opção é o carb cycle, em que se intercala dias consumindo poucos carboidratos com dias em que se pode ingerir uma quantidade normal (alta) do nutriente. Aliás, este último pode ser um método mais sustentável de dieta das proteínas.

Com isso em mente, vamos avaliar alguns pontos que te ajudarão a saber se a dieta das proteínas é a ideal para você:

Você precisa comer na rua?

Comer na rua

Um ponto a se considerar antes de optar pela dieta das proteínas é se você precisa fazer as suas refeições fora de casa. Isso porque muitos pratos que se encontra para comprar em restaurantes e lanchonetes não são adaptadas para a low carb.

  Continua Depois da Publicidade  

Nos restaurantes self-service até pode dar para montar um prato low carb, pois os alimentos ficam expostos e você mesmo se serve. Mas, pode ser que não se tenha muitas opções além da carne ou ovo com salada.

Além disso, você dificilmente encontrará um pão low carb para o café da manhã ou lanche em uma padaria ou lanchonete. Sem contar que a exposição às tentações ricas em carboidratos é bem alta nesses estabelecimentos.

Assim, o ideal para quem segue a dieta das proteínas é preparar suas próprias refeições em casa, para que se tenha opções diferentes no cardápio e seja mais fácil escapar das tentações.

Você tem tempo?

Quem faz uma dieta low carb precisa dispor de tempo para planejar e preparar as suas refeições. Para conseguir manter-se no método a médio e longo prazo será crucial aprender a fazer diversos tipos de receitas low carb saudáveis e saborosas, para manter a dieta variada.

Afinal, fica difícil continuar em uma dieta comendo sempre ovo, grelhado e salada toda santo dia. Portanto, a dieta das proteínas também pode ser mais complicada para quem trabalha em casa e não tem tanto tempo disponível para ficar na cozinha.

Você come vegetais?

Saladas

Não gostar de legumes e verduras é outro ponto que dificulta seguir a dieta das proteínas. Isso porque os alimentos ricos em carboidratos já não entram no regime. Então, se a pessoa não comer legumes e verduras, vai sobrar bem pouca opção para o seu cardápio.

  Continua Depois da Publicidade  

Até porque vários vegetais aparecem na dieta low carb como substitutos dos alimentos ricos em carboidratos.

Por exemplo, usa-se a couve-flor para fazer um arroz low-carb, a berinjela substitui a massa em receitas de lasanha e há até o macarrão feito com legumes como cenoura e abobrinha.

Logicamente, não é a mesma coisa, mas esses pratos não deixam de ser gostosos. Além disso, essas adaptações são estratégias inteligentes para manter a dieta diversificada.

Assim, quem pensa em seguir a dieta das proteínas precisa abrir seu coração (e paladar) para os legumes e verduras.

Você tem alguma contraindicação?

Há problemas de saúde em que o consumo maior de proteínas é contraindicado. Portanto, a dieta low carb não é uma boa ideia para quem sofre com essas condições. Além disso, o método também pode não ser indicado para gestantes e mulheres que amamentam.

  Continua Depois da Publicidade  

Existem ainda os casos em que a pessoa já faz alguma outra restrição alimentar devido a problemas de saúde. Então, restringir também o consumo de carboidratos pode impor um peso extra à dieta e torná-la muito limitada.

Se você tem qualquer problema de saúde preexistente, precisa fazer restrição alimentar devido a alguma doença ou está grávida ou amamentando, converse com o médico e nutricionista para saber se pode aderir à dieta das proteínas.

Só siga o método se receber o aval do profissional de saúde e conte com o acompanhamento do médico e nutricionista para fazer a dieta.

Você é vegano ou vegetariano?

Para quem não consome carne ou não ingere nenhum produto de origem animal pode ser mais difícil seguir a dieta low carb, já que as suas fontes de proteínas são mais restritas. O resultado certamente será uma dieta mais rica em gorduras e fibras do que proteínas.

Entretanto, não é impossível fazer uma low carb vegana ou vegetariana. Se você é vegano ou vegetariano e deseja aderir ao método, consulte um nutricionista para te guiar no processo e garantir que ele seja saudável e sustentável.

  Continua Depois da Publicidade  

Consulte um profissional

Antes de tomar uma decisão, marque uma consulta com um nutricionista e compartilhe com o profissional seus objetivos. Conte a ele sobre sua saúde, rotina e preferências alimentares. Assim, ele poderá te orientar se a dieta das proteínas realmente pode ser boa para você.

Caso o método não seja a melhor alternativa, o profissional te apresentará outras opções de dieta que podem funcionar para você.

Lembre-se de que não existe apenas um jeito de emagrecer e que o ideal é encontrar um método eficiente, saudável e sustentável para o seu caso em particular.

Antes de ir, confira o vídeo a seguir em que a nossa nutricionista também explica quando a dieta das proteínas pode ou não pode funcionar:

Gostou das dicas?

Você já seguiu a dieta das proteínas? Então, conte como foi sua experiência nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário