5 plantas medicinais para emagrecer

Especialista da área:
atualizado em 02/08/2022

Plantas medicinais, quando usadas em um contexto de reeducação alimentar e prática regular de exercícios físicos, podem contribuir para o processo de emagrecimento. O uso de plantas medicinais no tratamento e prevenção de doenças ocorre há vários séculos e é fruto da observação e experimentação das propriedades farmacológicas das plantas. 

Algumas plantas medicinais apresentam princípios ativos com efeito anti-obesidade, são os chamados nutracêuticos. Esses metabólitos das plantas podem atuar no emagrecimento por diferentes vias: diminuindo a absorção de gorduras e de carboidratos, aumentando o gasto energético (calórico), diminuindo a produção de gordura e estimulando a sua queima.

  Continua Depois da Publicidade  

Dentre os componentes químicos presentes nas plantas medicinais estão os flavonoides, alcaloides e terpenoides, que promovem as ações descritas acima. 

Essas substâncias permitem um tratamento a longo prazo, sem o risco de efeitos colaterais, comuns com o uso de medicamentos sintéticos para emagrecer. 

Veja quais são as plantas medicinais que podem auxiliar no emagrecimento. 

Sene (Cassia angustifolia Vahl)

As propriedades diuréticas e laxantes do sene podem ajudar no emagrecimento

A planta sene é utilizada para o emagrecimento, pois apresenta atividade diurética, desintoxicante do fígado e laxante. 

No intestino, o sene interage com as bactérias da flora intestinal liberando uma substância chamada aglicana, que atua sobre a mucosa intestinal e promove os movimentos peristálticos, necessários para mobilizar o bolo fecal.  

  Continua Depois da Publicidade  

Como a planta aumenta o trânsito intestinal, há menor absorção de gorduras e carboidratos dos fluidos intestinais, contribuindo para o emagrecimento. 

A planta é contraindicada para crianças, gestantes, lactantes e para pessoas com problemas inflamatórios no intestino, apêndice e bexiga. 

O chá é comercializado na forma de erva moída em cápsulas. A recomendação de uso é de 1 cápsula ao dia. Se preferir, você também pode preparar o chá de sene e consumi-lo até 3 vezes ao dia. 

Como fazer chá de sene: 

  • Ferva 200 mL de água.
  • Apague o fogo e adicione ½ colher de sopa de folhas secas de sene.
  • Abafe o recipiente, deixando as folhas em infusão por 5 minutos. 
  • Depois de coar e esperar amornar, você pode beber o seu chá. 

Quina (Quassia amara L.)

A Quassia amara (quina) é um arbusto nativo do Brasil, da região amazônica, conhecida como pau-de-tenente. Sua ação se dá no estômago e intestino, sendo consumida principalmente na forma de tônico. 

As principais substâncias ativas da quina são a quassimarina e a simalicalactona, responsáveis pelo sabor extremamente amargo da planta, que é cerca de 50 vezes mais amargo que o quinino da planta. 

  Continua Depois da Publicidade  

A quina ajuda no emagrecimento pois diminui a absorção de gorduras e carboidratos sendo, por isso, uma forte aliada também no tratamento da diabetes e do colesterol alto. 

Uma forma de usar a quina para emagrecer é preparando um chá com a casca da planta, que pode ser consumido de 2 a 3 vezes ao dia.

Como fazer o chá de quina:

  • Leve 1 litro de água ao fogo, juntamente com 2 colheres de sopa de quina.
  • A partir do momento que levantar fervura, deixe cozinhar por 10 minutos. 
  • Passado esse tempo, apague o fogo e deixe o recipiente abafado por mais 10 minutos. 
  • Depois disso é só coar e beber. 

Chá-verde (Camellia sinensis  L.)

O chá-verde é rico em propriedades termogênicas que podem ajudar no emagrecimento

O chá verde é uma das bebidas mais consumidas no mundo, especialmente em países asiáticos. 

A espécie Camellia sinensis é fonte de quatro tipos principais de chás: chá-verde, chá-preto, chá-branco e chá-vermelho, que variam conforme o modo de colheita. Dentre estes, o chá-verde é o que mais apresenta propriedades termogênicas

O chá-verde é rico em compostos polifenólicos e cafeína, que aceleram o metabolismo, devido à ação termogênica. O chá também é rico em catequinas e flavonoides, como quercetina e miricetina, que apresentam atividades antioxidantes. 

  Continua Depois da Publicidade  

Devido aos seus componentes, o chá-verde promove a queima de gorduras e acelera o metabolismo, fatores essenciais em um processo de emagrecimento. 

Como fazer chá-verde:

  • Leve 200 mL de água ao fogo baixo e desligue antes de começar a ferver, assim que você observar a formação das primeiras bolhinhas. 
  • Em uma xícara, coloque 1 colher de sopa (2g) de folhas de chá-verde e adicione a água quente. 
  • Cubra a xícara, deixando em infusão por 3 minutos. 
  • Coe o chá e beba.

Você pode ingerir o chá de 1 a 3 vezes ao dia. 

Chá-de-bugre ou porangaba (Cordia ecalyculata Vell)

O chá-de-bugre ou porangaba é uma planta nativa do Brasil, também conhecida como Pholia-magra

Ela é popular entre as pessoas que buscam emagrecer, pois ajuda a queimar gordura, diminui a retenção de líquido, pela ação diurética, e aumenta os níveis de energia. 

Estudos feitos com animais demonstraram que a planta reduziu os níveis de colesterol total e de triglicerídeos. Apesar do mecanismo exato pelo qual a planta exerce essas atividades não ser totalmente compreendido, parece que ela inibe a ação de enzimas que promovem a absorção de gorduras, fazendo com que elas sejam eliminadas nas fezes. 

A cafeína presente na planta atua como um estimulante natural, conferindo mais energia para as atividades físicas, e sua ação diurética promove a eliminação de líquido retido. 

A planta é encontrada em farmácias de manipulação na forma de cápsulas de 300 mg, que devem ser ingeridas 2 vezes ao dia. 

Outra forma de consumir a planta é na forma de chá, que apresenta os maiores benefícios no emagrecimento se consumido 1 hora antes das refeições.  

Como fazer o chá-de-bugre:

  • Ferva 200 mL de água.
  • Adicione 1 colher de sopa de folhas secas de porangaba.
  • Deixe as folhas em infusão por 10 minutos.
  • Depois coe e beba.

Carqueja (Baccharis trimera)

Carqueja
A carqueja possui atividade diurética, que pode ajudar no emagrecimento

A carqueja é uma planta medicinal bastante popular por suas propriedades digestivas e benéficas para o fígado. Essa planta apresenta atividade anti-inflamatória e antioxidante, pois é rica em compostos fenólicos.  

O primeiro registro existente sobre o uso medicinal da carqueja foi no tratamento da esterilidade feminina e impotência sexual masculina. A partir daí, seu uso se estendeu para o tratamento de problemas no fígado, estômago e intestino, e da diabetes, obesidade e reumatismo.  

A carqueja também possui atividade diurética, ajudando no emagrecimento, ao eliminar o líquido retido no corpo.

Você pode usufruir desses benefícios da carqueja, ao utilizá-la para preparar o chá de carqueja, que pode ser consumido até 3 vezes ao dia.   

Como fazer chá de carqueja:

  • Ferva 1 litro de água.
  • Adicione 2 colheres de sopa de hastes de carqueja na água.
  • Tampe o recipiente, deixando a planta em infusão por 10 minutos.
  • Coe e beba seu chá. 
Fontes e referências adicionais

Você sabia que essas plantas medicinais poderiam ajudar a emagrecer? Quais delas você já consumiu na forma de cápsulas ou de chá? Conseguiu resultados com seu uso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim é Nutrologista - CRM 52.978779. Formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

Deixe um comentário