Polidextrose – O que é, benefícios, propriedades e como usar

Especialista da área:
atualizado em 23/04/2021

A polidextrose é um ingrediente que está presente em uma infinidade de alimentos, mas você saberia dizer o que ela é e quais os seus benefícios?

  Continua Depois da Publicidade  

Ela é considerada uma fibra alimentar, além de possuir um baixo valor calórico. Por isso, a indústria alimentícia utiliza esse composto em alimentos dietéticos e light. Mas esse não é o único benefício da polidextrose.

Então, a seguir vamos conhecer melhor esse composto alimentício e suas propriedades nutricionais, além de descobrir se a polidextrose faz mal ou não.

O que é polidextrose?

A polidextrose é uma fibra alimentar solúvel produzida em laboratório a partir da junção de várias moléculas de carboidratos.

A fonte de carboidrato geralmente é o amido de milho, e além da glicose, quantidades pequenas de sorbitol e de ácido cítrico ou ácido fosfórico também fazem parte da composição da polidextrose.

polidextrose

Benefícios da polidextrose

Apesar de ser formada por açúcar através de um processo industrial, a polidextrose se comporta como uma fibra alimentar, e possui as mesmas propriedades nutricionais.

Desta forma, a polidextrose pode trazer uma série de benefícios para a saúde, como veremos a seguir:

1. Efeito laxante

Como a polidextrose passa pelo trato gastrointestinal superior intacta, ela acaba atraindo água, e assim contribui para o aumento do volume de fezes. 

Assim, o consumo desse composto pode ajudar a prevenir a constipação, além de manter a saúde do intestino.

2. Saciedade

A polidextrose, apesar de seu baixo teor calórico (cerca de 1 kcal por grama), é capaz de promover a saciedade, graças ao seu alto teor de fibras.

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, ela pode ser uma ótima aliada da perda de peso, uma vez que ajuda a controlar o apetite e a diminuir a ingestão calórica.

3. Regulação da glicose no sangue

As fibras encontradas na polidextrose ajudam a reduzir os níveis de açúcar no sangue. Isso acontece porque o índice glicêmico da polidextrose é igual a 7, que é considerado muito baixo.

Dessa maneira, além de restabelecer níveis adequados de glicose no sangue, a polidextrose ajuda a evitar os temidos picos de insulina, que contribuem para o aumento do apetite e o acúmulo de gorduras.

4. Gerenciamento de peso a longo prazo

Devido ao seu efeito na saciedade e na manutenção do trânsito intestinal, a polidextrose pode ser capaz de ajudar na manutenção do peso, principalmente a médio e longo prazo.

5. Efeito prebiótico

Assim como outras fibras alimentares, a polidextrose não é digerida, e chega ao intestino grosso praticamente intacta. Assim, ela serve de alimento para as bactérias que formam a nossa flora intestinal, ajudando a manter a saúde desses organismos.

Veja também: Probióticos e prebióticos – o que são, diferenças e benefícios

Como usar?

A polidextrose é usada principalmente como um aditivo alimentar, e por isso é encontrada em uma ampla gama de alimentos, incluindo:

  • Cereais livres de açúcar;
  • Itens de padaria;
  • Bebidas;
  • Molhos;
  • Laticínios.

Além disso, suas propriedades umectantes, espessantes e estabilizantes permitem que a polidextrose seja um ingrediente comumente usado na indústria alimentícia para substituir o açúcar, o amido ou a gordura, em bebidas, doces, bolos, gelatinas e tantos outros produtos.

  Continua Depois da Publicidade  

Desse modo, a sua função é reduzir o teor calórico e melhorar as propriedades dos alimentos.

Por outro lado, na forma de suplementos de fibras, a polidextrose pode ser usada da maneira que preferir, seja dissolvida em água, adicionada em bebidas e shakes, ou como parte de suas receitas.

Quanto usar?

O suplemento de polidextrose geralmente é encontrado na forma de pó solúvel, e a maioria dos fabricantes indica o uso de 10 gramas (ou 1 colher de sopa), que deve ser dissolvido em 1 copo de água. 

A recomendação é tomar essa porção uma ou duas vezes por dia. E, como não existe uma recomendação diária padrão, o ideal é seguir as instruções presentes no rótulo do produto. 

Portanto, caso você seja sensível a fibras na dieta, atente para não ultrapassar o limite diário recomendado de fibras dietéticas para adultos saudáveis, que, segundo a Organização Mundial da Saúde, deve ser em torno de 25 a 30 gramas por dia.

Polidextrose faz mal?

A polidextrose não costuma fazer mal para a saúde, mas observa-se que ela pode causar alguns efeitos adversos principalmente em pessoas que têm uma dieta pobre em fibras e, de repente, passam a ingerir uma porção moderada desse nutriente.

Entretanto, a maioria dos efeitos indesejados da polidextrose são leves, e em geral relacionados ao trato gastrointestinal, que podem incluir:

  • Flatulência;
  • Aumento da frequência de evacuação;
  • Fezes pastosas;
  • Cólicas abdominais;
  • Inchaço abdominal;
  • Diarreia.

Então, para evitar efeitos colaterais, o ideal é começar com doses baixas para ver como seu sistema digestivo reage à polidextrose. Depois, você pode ir aumentando aos poucos a quantidade, mas sem ultrapassar a dose de 50 gramas por dia.

Fontes e referências adicionais

Você já tinha ouvido falar da polidextrose? Pretende incluí-la na sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário