Polidextrose – O Que é, Benefícios, Propriedades e Como Usar

Especialista:
atualizado em 12/08/2020

Você já ouviu falar na polidextrose? Confira o que é, quais são as propriedades e benefícios desse suplemento para a saúde e como usar!

A polidextrose é considerada um carboidrato complexo rico em fibras. Sendo assim, a ingestão desse tipo de carboidrato é uma ótima saída para quem precisa emagrecer ou reduzir os níveis de açúcar no sangue, sem ter que cortar os carboidratos de vez da dieta.

Os FODMAPs, por exemplo, são uma classe de carboidratos complexos com benefícios similares aos da polidextrose. Um dos benefícios é a melhoria do processo digestivo, que contribui para a redução de sintomas gastrointestinais, bem como para o emagrecimento saudável.

Além disso, a polidextrose é usada na fabricação de alguns produtos do setor alimentício como um substituto do açúcar. Mas se você está buscando apenas algo para substituir o açúcar por outras alternativas, a polidextrose pode não ser a sua melhor opção.

Isso porque ela não é muito doce e muitas vezes é usada como ingrediente na indústria de alimentos por outros motivos. Entenda melhor as propriedades da polidextrose e onde ela é encontrada.

O que é polidextrose?

A polidextrose é uma mistura de vários carboidratos de dextrose (ou glicose), que quando ligados em cadeia formam um polímero. Ela é um composto sintético produzido em laboratório a partir da junção de várias moléculas de glicose por meio de ligações glicosídicas.

A fonte de glicose geralmente é o amido de milho, e além da glicose, quantidades pequenas de sorbitol e de ácido cítrico ou ácido fosfórico também fazem parte da síntese da polidextrose.

De acordo com a Pfizer, empresa que patenteou a molécula na década de 1960, a polidextrose é composta por 89% de glicose, 10% de sorbitol e 1% de ácido cítrico.

Seu alto teor de fibras ajuda a reduzir a ingestão calórica e o consumo de gorduras na dieta.

polidextrose

A polidextrose – atualmente considerada uma fibra solúvel – passa pelo sistema digestivo sem ser digerida, pois as enzimas digestivas não são capazes de quebrar a molécula, que vai direto para o cólon.

No cólon (ou intestino grosso), as bactérias consideradas benéficas fermentam a polidextrose e com isso conseguem crescer e contribuir para a saúde intestinal.

Não apenas como fibra solúvel a polidextrose é utilizada. Ela também serve como um estabilizador ou como agente de volume em alimentos, o que ajuda a preservar a umidade ideal e a conservar a textura de produtos alimentícios.

Por causa de suas propriedades que ajudam a estabilizar os alimentos e outros benefícios, a polidextrose é usada como ingrediente na indústria de alimentos desde de meados de 1960.

Propriedades

A presença de muitas ligações glicosídicas em sua estrutura faz da polidextrose uma molécula com uma estrutura química muito complexa. Toda essa complexidade dificulta a digestão da molécula no trato gastrointestinal superior.

Dessa forma, a polidextrose não é digerida na parte superior do trato intestinal e é transportada até o intestino, onde sofre fermentação pelas bactérias que ali vivem.

Esse carboidrato complexo sintético é usado principalmente como aditivo alimentar (como adoçante ou para melhorar a textura e a estabilidade dos alimentos) e suplemento dietético para ajudar na perda de peso.

No entanto, a polidextrose também pode ser usada como remédio. O uso oral desse carboidrato complexo pode ajudar no tratamento de eczema, diabetes e irregularidades intestinais.

Muitas pesquisas sobre esses temas ainda estão em andamento e não é possível atestar a sua eficácia real.

O setor de alimentos também se beneficia das propriedades umectantes, espessantes e estabilizantes da polidextrose, que atuam para melhorar a textura e aumentar a validade de certos alimentos.

Além de melhorar a digestão, ser útil para a indústria alimentícia e ter algumas possíveis propriedades terapêuticas, a polidextrose apresenta propriedades nutricionais muito interessantes que você pode conferir abaixo.

Tabela nutricional

Em uma porção de 100 g de polidextrose, equivalente a 100 calorias ou 1 caloria por grama, é possível encontrar:

NutrienteMassaQuantidade diária recomendada
Gorduras totais14,66 g23%
Gordura saturada2,13 g11%
Gordura poli-insaturada1,82 g
Gordura monoinsaturada9,8 g
Colesterol0 g0%
Potássio485 mg14%
Sódio7 mg
Carboidratos totais8,53 g3%
Fibras dietéticas6,7 g27%
Açúcares0,66 g
Proteínas2,0 g4%

Além do potássio e do sódio, outros micronutrientes como vitaminas e minerais são encontrados na polidextrose, como demonstrado a seguir:

MicronutrientesQuantidade diária recomendada
Vitamina A0,1%
Vitamina E6,9%
Tiamina4,5%
Niacina8,7%
Folato20,3%
Vitamina C16,7%
Vitamina K26,3%
Vitamina B612,9%
Ácido pantotênico13,9%
Cálcio1,2%
Fósforo5,2%
Zinco4,3%
Ferro3,1%
Magnésio7,3%
Manganês7,1%

Benefícios da polidextrose

Efeito laxante

Como a polidextrose passa pelo trato gastrointestinal superior intacta, ela não é digerida e contribui para o aumento do volume de fezes. Isso também contribui para melhorar a consistência das fezes e facilitar o trânsito intestinal.

Em algumas pessoas, isso ajuda a regular a frequência de evacuações e a auxiliar quem sofre de constipação, por exemplo.

Contudo, se o efeito laxante for muito intenso, é preciso ajustar a dose de polidextrose para evitar problemas como desidratação ou deficiência nutricional. 

Gerenciamento de peso a longo prazo

A polidextrose pode aumentar a saciedade e regular a digestão. Isso contribui para qualquer programa de perda de peso.

De fato, a saciedade que a polidextrose promove pode ser capaz de fazer com que você consuma menos calorias por dia ou até mesmo substitua ingredientes mais calóricos pela polidextrose, que tem um teor calórico muito baixo.

Regulação da glicose no sangue

As fibras encontradas na polidextrose ajudam a reduzir os níveis de açúcar no sangue. O índice glicêmico da polidextrose é igual a 7, que é considerado muito baixo – especialmente quando comparado com o índice glicêmico da glicose, que é igual a 100.

Dessa maneira, além de restabelecer níveis adequados de glicose no sangue, a polidextrose proporciona a sensação de saciedade e menor propensão ao desejo de ingerir doces.

Saciedade

O teor calórico da polidextrose é muito baixo – cerca de 1 kcal por grama. Mesmo com poucas calorias, esse carboidrato é capaz de promover a saciedade graças ao seu alto teor de fibras.

A saciedade é um ótimo benefício não só para quem está em busca da perda de peso como também para quem quer ter uma alimentação mais saudável e equilibrada. Sentir-se satisfeito evita que você procure por lanches pouco saudáveis ao longo do dia.

Efeito prebiótico

O efeito prebiótico da polidextrose é notável, já que ela serve de alimentos para as bactérias intestinais saudáveis.

Sendo assim a ingestão de compostos como a polidextrose está diretamente relacionada ao aumento da atividade prebiótica no intestino. As bactérias benéficas fermentam o alimento e o usam como fonte de energia para se proliferar e melhorar a saúde da flora intestinal.

Há muita confusão entre os termos probióticos e prebióticos. Veja o que são probióticos e prebióticos e suas diferenças além dos benefícios para a saúde de cada um.

Como usar

Sendo o principal uso da polidextrose o de aditivo alimentar, ela é encontrada em uma ampla gama de alimentos, incluindo:

  • Cereais livres de açúcar;
  • Itens de padaria;
  • Bebidas;
  • Molhos;
  • Laticínios.

Suas propriedades umectantes, espessantes e estabilizantes permitem que a polidextrose seja um ingrediente comumente usado na indústria alimentícia para substituir o açúcar, o amido ou a gordura em bebidas, doces, bolos, gelatinas e tantos outros produtos.

Desse modo, a sua função é reduzir o seu teor calórico e melhorar as propriedades dos alimentos.

Por outro lado, na forma de suplementos de fibras, a polidextrose pode ser usada da maneira que preferir – dissolvida em água, adicionada em bebidas ou shakes e como parte de suas receitas.

O suplemento de polidextrose geralmente é encontrado na forma de pó solúvel. A maioria dos fabricantes indica o uso de 10 gramas (ou 1 colher de sopa), que deve ser dissolvido em 1 copo de água. A recomendação é tomar essa porção uma ou duas vezes por dia.

Não existe uma recomendação diária padrão, o ideal é seguir as instruções presentes no rótulo do produto.

Portanto caso você seja sensível às fibras na dieta, atente para não ultrapassar o limite diário recomendado de fibras dietéticas para adultos saudáveis, que segundo a Organização Mundial da Saúde deve ser em torno de 25 a 30 gramas por dia.

Polidextrose faz mal?

A polidextrose não costuma fazer mal para a saúde, mas é observado que ela pode causar alguns efeitos adversos principalmente em pessoas que têm uma dieta pobre em fibras e, de repente, passam a ingerir uma porção moderada de polidextrose.

Quem usa doses baixas ou moderadas de polidextrose em conjunto com uma boa alimentação não sofre de efeitos colaterais.

No processo de fermentação que ocorre no intestino depois que a polidextrose é ingerida, pouco gás é produzido e provavelmente isso explica a baixa observação de efeitos gastrointestinais indesejados e a alta tolerabilidade do trato gastrointestinal à polidextrose.

Segundo a Joint FAO/WHO Expert Committee on Food Additives e a European Commission Scientific Committee for Food (órgãos mundial e europeu que regulam os aditivos alimentares e os alimentos), a ingestão de até 90 gramas por dia ou de 50 gramas em uma dose única de polidextrose não causa efeitos gastrointestinais graves.

Para evitar contratempos, o ideal é começar com doses baixas para ver como seu sistema digestivo reage à polidextrose e ir aumentando aos poucos sem ultrapassar a dose de 50 gramas por dia.

A maioria dos efeitos indesejados da polidextrose são desconfortos gastrointestinais que podem incluir:

  • Flatulência;
  • Aumento da frequência de evacuação;
  • Fezes pastosas ou macias;
  • Cólicas estomacais;
  • Inchaço abdominal;
  • Diarreia.

Considerações

Uma dieta rica em fibras geralmente está associada a um baixo índice de massa corporal e a níveis altos de saciedade. O aumento da saciedade ajuda a reduzir a ingestão calórica total e, portanto, diminui também o risco de obesidade.

A saúde digestiva também deve ser levada em consideração, uma vez que o equilíbrio da flora intestinal e uma boa digestão é imprescindível para evitar problemas como a indigestão e a retenção de líquidos, que acabam por influenciar negativamente na manutenção do peso.

Sendo assim, a polidextrose é uma boa aliada para o emagrecimento saudável, desde que você não exagere e respeite os limites do seu corpo.

Se sentir qualquer desconforto gastrointestinal que se repete ou piora ao longo dos dias, é importante diminuir a dose do suplemento ou até mesmo interromper o uso até conversar com um médico.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar da polidextrose? Pretende experimentar o seu uso na sua dieta por algum motivo específico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário