Diabético Pode Comer Pipoca?

Especialista:
atualizado em 20/12/2019

Se você tem diabetes, já vive com muitas restrições alimentares em sua vida. Devido a isso, é comum que até alimentos simples nos coloquem na dúvida sobre se determinado alimento pode ou não pode ser consumido, como é o caso da pipoca. Será que o diabético pode comer pipoca? Veja abaixo uma análise completa sobre isso.

Uma pessoa é diagnosticada com diabetes quando seu organismo não é capaz de produzir insulina ou não consegue utilizar adequadamente o hormônio produzido pelo corpo. A insulina trabalha no controle da quantidade de glicose (açúcar) encontrada no sangue.

Seguindo a mesma linha da pipoca, você também pode conferir se o diabético pode comer amendoim, se o diabético pode comer pão de queijo e até se o diabético pode comer pizza.

Como explica a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), o hormônio e sua ação são importantes para que o corpo possa utilizar a glicose proveniente dos alimentos consumidos na dieta como fonte de energia.

Quando existe um quadro de diabetes não controlado, os níveis de glicose no sangue aumentam. Se isso permanecer por bastante tempo, podem ocorrer problemas como danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos do organismo.

O tratamento da diabetes 

A condição é tratada por meio da manutenção de uma vida saudável, com o controle da glicemia, para evitar que a doença desenvolve complicações. Isso inclui a prática de atividades físicas, a checagem da glicemia, a aplicação de insulina, o uso de medicamentos, o cuidado com a saúde bucal, o controle do estresse, a eliminação do cigarro e a diminuição do consumo de bebidas alcoólicas.

Entretanto, além disso tudo, a adaptação da alimentação também é parte importante do tratamento da diabetes.

Também é importante conhecer os remédios naturais para diabetes por serem alternativas naturais. Mas, em muitos casos, você também precisará tomar os remédios mais usados para diabetes que, mesmo não sendo naturais, talvez sejam essenciais para a sua saúde.

Diabético pode comer pipoca? 

Ao receber o diagnóstico da doença e saber que precisa adaptar suas refeições à sua nova condição, é normal que o paciente fique em dúvida sobre quais alimentos pode comer ou não. E a pipoca, que costuma ser consumida enquanto assistimos a jogos esportivos, filmes e/ou séries, não fica de fora da lista. Mas então, será que o diabético pode comer pipoca?

Entretanto, antes de tudo, mais importante é conhecer como deve funcionar a dieta para diabéticos de maneira geral.

A dieta do diabético

De acordo com a Mayo Clinic, organização de serviços médicos e pesquisas médico-hospitalares localizada nos Estados Unidos, trata-se de um programa alimentar saudável, composto por refeições que ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue.

Isso inclui alimentos com carboidratos saudáveis. O nutriente, aliás, ocupa papel importante na dieta do diabético devido ao fato de que os carboidratos são quebrados em forma de glicose no organismo, interferindo assim nas taxas de açúcar no sangue.

Recomenda-se que o paciente com diabetes opte pelos carboidratos complexos (de absorção lenta e índice glicêmico baixo) e rejeite os carboidratos simples (de absorção alta e índice glicêmico baixo).

Isso porque os segundos são absorvidos muito rapidamente, aumentando de maneira acelerada os níveis de glicose no sangue. Já os primeiros retardam a absorção da glicose, fazendo com os níveis de açúcar não sofram picos.

Alimentos ricos em fibras, nutriente que limita a absorção de glicose por parte do corpo e ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, são importantes na dieta para diabéticos. Outro grupo bem-vindo é o das gorduras saudáveis (monoinsaturadas e polinsaturadas) que auxiliam a regular os níveis de colesterol.

Por outro lado, fontes ricas em gorduras trans e saturadas, sódio, colesterol e, obviamente, carboidratos simples, devem ser evitados.

Mas onde a pipoca entra nisso tudo? 

Finalmente, vamos descobrir se o diabético pode comer pipoca ou não. E a resposta é: depende de qual tipo de pipoca que estamos falando. Se for em sua versão não processada, trata-se de um grão abundante em fibras, que como acabamos de ver, são bastante benéficas para os diagnosticados com diabetes.

Além disso, ela é um alimento com índice glicêmico moderado – o valor é 55 – o que indica que a pipoca não promove um crescimento acelerado nos níveis de açúcar no sangue. Sendo assim, ela demonstra ser uma alternativa mais saudável que outros lanches que apresentam o índice glicêmico alto, como chocolate, sorvete, passas, pão branco, pão integral e biscoitos de baunilha, por exemplo.

Entretanto, isso não significa que qualquer diabético pode comer pipoca em excesso, se empanturrando. De acordo com a Associação Americana de Diabetes, a porção ideal para quem possui a doença é de três xícaras de pipoca estourada, que é correspondente a 15 g de carboidratos.

Pessoas com diabetes devem ingerir entre 15 a 30 g de carboidratos em seus lanches, o que faz com que elas não possam ultrapassar o limite de seis xícaras de pipoca por refeição.

As pipocas de micro-ondas podem trazer uma quantidade de carboidratos maior: um saquinho de 30 g pode trazer 21 g de carboidratos. Daí a importância de sempre checar as tabelas nutricionais dos produtos que compra.

Falando nisso, é fundamental saber escolher a pipoca correta, que seja mais saudável para a condição. Assim, ao olhar as informações nutricionais, é necessário checar também os teores de gorduras, açúcar, sódio e sal do produto.

As gorduras totais e o açúcar adicionado da pipoca devem ser os menores possíveis, não deve haver a presença de gorduras trans e a taxa de sódio deve estar abaixo de 150 mg por porção para que a pipoca seja adequada para o diabético.

E tem mais: depois de pronta, é preciso tomar cuidado nos acompanhamentos. Adicionar sal e manteiga não é indicado para a dieta para diabetes, porém, existem alternativas: colocar azeite de oliva, alho ou cebola em pé.

Encher a pipoca de açúcar ou outros complementos doces ricos em carboidratos de absorção rápida, obviamente, não é uma alternativa. Entretanto, para quem gosta de pipoca doce, a solução é utilizar adoçantes como stevia.

Outra dica importante é preparar a pipoca de maneira mais saudável, sem adição de óleo ou manteiga: ao vapor. Como você confere na receita a seguir:

Pipoca ao vapor 

Ingredientes: 

  • ½ xícara de milho de pipoca;
  • 2 colheres de sopa de água;
  • Plástico filme.

Modo de preparo:

  1. Juntar o milho e a água e colocar dentro de um recipiente alto;
  2. Cobrir com plástico filme e fazer uns furinhos no plástico, com o auxílio de um garfo;
  3. Levar ao micro-ondas em potência alta durante aproximadamente seis minutos. Dica: na primeira vez que fizer, ficar de olho para confirmar o tempo que o milho levou para estourar. Isso porque o período total pode variar de aparelho para aparelho.

Outras recomendações

Ao ser diagnosticado com diabetes, busque auxílio de um nutricionista para montar um cardápio que seja apropriado para o seu caso em particular e peça a ele uma lista com os alimentos que você pode comer e os que deve evitar.

Um acompanhamento individual é importante porque existem diferentes vertentes da diabetes (tipo 1, tipo 2, gestacional) e o profissional poderá levar em conta aspectos específicos da sua vida como rotina de trabalho, preferências de alimentos e disponibilidade de tempo para cozinhar, tornando a adaptação ao novo estilo de vida mais fácil.

Além disso, ele poderá explicar direitinho como funciona a dieta adequada e ensinar a escolher sozinho os alimentos apropriados.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Você já imaginava que diabético pode comer pipoca, dependendo da forma como ela é preparada? Como você costuma consumi-la? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

2 comentários em “Diabético Pode Comer Pipoca?”

    • Hummm!!Adoro pipoca /passo otimamente bem com a Pipoca..preparo no microondas com 2 colheres de água + meia xícara de milho…pir aproximadamente 4 minutos….Delícia Express..rsrsrsrs