Palatinose – O Que é, Para Que Serve, Como Tomar e Efeitos Colaterais

A Palatinose – ou Palatinose essential – é uma opção para substituir o açúcar na dieta. A seguir, vamos explicar o que é a palatinose e para que serve, além de dicas de como tomar a substância com segurança e sem risco de efeitos colaterais.

São tantas opções disponíveis quando se fala de substitutos para o açúcar que é fácil se perder em meio a tanta informação.

A palatinose se assemelha a outros açúcares de baixo índice glicêmico que são bons para os diabéticos e para as pessoas que estão passando por um processo de emagrecimento.

Se você tem dúvidas sobre o uso de açúcar ou adoçante na dieta, ou se quer saber mais sobre a eficácia e segurança desse tipo de adoçante artificial, leia a seguir o que se sabe sobre eles e se açúcares como a palatinose podem ser realmente benéficos e seguros para a sua saúde.

Palatinose – O Que é?

Conhecida também como isomaltulose ou palatinose essential, a palatinose é um tipo de açúcar produzido artificialmente a partir do açúcar de beterraba.

Os pesquisadores foram capazes de reorganizar a ligação química entre moléculas de glicose e de frutose no açúcar de beterraba, dando origem à palatinose.

Embora ela seja produzida principalmente a partir da beterraba, a palatinose pode ser obtida também da modificação dos açúcares que compõem o mel e a cana-de-açúcar.

O nome palatinose é usado devido à origem desse açúcar, que foi produzido por uma empresa chamada de Südzucker AG na região do Palatinado na Alemanha.

A isomaltulose não é tão doce quanto o açúcar já que apresenta uma doçura relativa de 42% em comparação com o açúcar comum, mas muita gente considera o seu sabor agradável como substituto do açúcar refinado em vários alimentos.

O índice glicêmico da isomaltulose varia de 32 a 37% e ela apresenta cerca de 4 calorias por grama.

Para que serve

A palatinose atua como um substituto do açúcar comum para pessoas que, por algum motivo, querem ou precisam reduzir a ingestão de carboidratos refinados: seja por causa do seu alto índice glicêmico ou devido ao seu elevado teor calórico.

Ela pode ser encontrada como um adoçante para ser adicionado em bebidas ou receitas e também como ingrediente de alimentos processados.

A isomaltulose também pode ser hidrogenada sinteticamente para produzir o isomalte, um outro tipo de açúcar que é pouco digerível pelo organismo, mas que serve de alimento para as bactérias saudáveis do intestino.

Alguns benefícios que podem ser obtidos com o consumo da palatinose no lugar do açúcar são relacionados aos seguintes itens:

– Baixo índice glicêmico

Ao modificar a ligação entre a glicose e a frutose (comumente encontrada em alimentos como a beterraba, o mel e a cana) para gerar a isomaltulose, é formada uma ligação mais forte que a original.

E o que acontece é que o nosso corpo precisa usar mais energia para quebrar essa ligação durante o processo digestivo.

Isso contribui para fatores como o baixo índice glicêmico apresentado pela palatinose e a digestão lenta desse açúcar que faz com que a glicose seja liberada muito lentamente na corrente sanguínea. Dessa forma, a palatinose não causa picos de glicose ou de insulina no corpo.

– Regulação do açúcar no sangue para o controle de doenças

Todos os fatores mencionados anteriormente sobre o baixo índice glicêmico da isomaltulose tornam esse açúcar uma ótima opção para pessoas que sofrem das seguintes condições de saúde:

  • Diabetes;
  • Síndrome metabólica;
  • Hipoglicemia;
  • Resistência à insulina.

– Energia para atividades físicas

Como a palatinose é um carboidrato de lenta digestão, ele fornece quantidades constantes de glicose para o sangue.

Isso é muito importante para praticantes de atividades físicas terem uma fonte de energia para períodos de treino mais longos sem sofrer alterações drásticas nos seus níveis de açúcar durante a prática.

Saiba mais sobre a importância da prática de exercícios físicos para os diabéticos e dicas importante para se dar bem no treino sem sofrer crise de hipoglicemia.

– Queima de gordura e regulação dos hormônios do açúcar

Quando nosso corpo precisa de muita energia – como quando estamos nos exercitando – para uso imediato, o organismo procurar por fontes de energia de fácil acesso, que são os carboidratos em geral. Mesmo que uma pessoa tenha estoques de gordura para usar como fonte de energia, o acesso a eles é mais difícil e demorado.

Estudos indicam que a palatinose pode facilitar a oxidação de gordura estocada nas células adiposas do organismo.

Um estudo publicado em 2009 na revista científica Food Reviews sugere que atletas de resistência apresentam uma capacidade maior de queimar gordura em relação as pessoas com sobrepeso ou que têm condições de saúde como diabetes ou resistência à insulina. Isso também tem a ver com os níveis de açúcar no sangue.

Altos níveis de glicose no sangue aumentam os níveis de insulina e pesquisas indicam que a insulina inibe a quebra da gordura e estimula o armazenamento de mais gordura.

Ao trocar um açúcar de alto índice glicêmico que gera picos de açúcar no sangue – e que, consequentemente, leva ao acúmulo de gordura – pela palatinose, que é um açúcar de baixo índice glicêmico, é possível:

  • Controlar os níveis de insulina;
  • Reduzir a quantidade de energia prontamente disponível na forma de carboidratos;
  • Estimular o organismo a usar as reservas de gordura como fonte de energia.

Outro fator importante a considerar sobre a palatinose é que ela é diferente de outros açúcares com baixo índice glicêmico. Enquanto muitos deles fornecem energia imediata na forma de carboidratos devido ao alto teor de fibra, a palatinose não contém fibras e libera a energia continuamente para sustentar a prática de exercícios físicos por períodos de tempo mais prolongados.

Embora a isomaltulose estimule a queima de gordura, ela só vai ser queimada de fato se você for fisicamente ativo para complementar o estímulo.

– Outros benefícios

A palatinose também parece ser benéfica para a saúde dos dentes e para melhorar funções cognitivas como o humor e a memória.

Como tomar

A palatinose pode ser encontrada como um açúcar, mas ela é principalmente encontrada em alimentos, bebidas, suplementos esportivos e em produtos para a saúde em geral para melhorar o sabor deles. A presença de isomaltulose nesses produtos se deve à sua estabilidade e a sua baixa capacidade de absorção de água, o que facilita a sua incorporação em produtos na indústria de alimentos, bebidas e suplementos, por exemplo.

Também pode estar presente em produtos voltados para as pessoas que querem emagrecer ou que apresentam problemas de saúde relacionados aos níveis de açúcar sanguíneos.

Não existe uma forma correta de como usar a palatinose mas, como precaução, ela deve ser ingerida em porções diárias de no máximo 50 gramas. Assim, além de moderar o uso na hora de adoçar bebidas, é importante contar com as porções de palatinose descritas nos rótulos de alguns produtos.

Apesar de não se ter conhecimento de nenhum efeito tóxico sobre a palatinose, a moderação é importante para não ultrapassar a sua ingestão calórica diária, pois a palatinose não é totalmente livre de calorias.

É seguro usar palatinose?

Diferente de outros tipos de substitutos para o açúcar, a palatinose não é fermentada pelas bactérias intestinais. Isso faz com que ele não cause grandes desconfortos gastrointestinais que são observados com o uso de vários açúcares de baixo índice glicêmico.

Além disso, pessoas que têm intolerância à frutose ou deficiência na enzima sucrase-isomaltase devem evitar o uso de palatinose.

Mas, em geral, ela é considerada um produto seguro já que a isomaltulose tem o selo da Food and Drug Administration de Generally Recognized As Safe (GRAS), o que significa que ela é adequada para consumo humano.

Uma análise publicada em 2002 no periódico científico Food and Chemical Toxicology revisou diversos estudos biológicos e toxicológicos sobre a isomaltulose e foi concluído que a isomaltulose não causa efeitos adversos mesmo quando ingerida em altas doses e que seu uso é tão seguro como o de qualquer outro açúcar a base de frutose e glicose.

Estudos mais recentes também confirmam que a palatinose não faz mal para a saúde mas, como em qualquer dieta, é importante focar não só no tipo de açúcar que você usa, mas também na qualidade da sua alimentação como um todo sem deixar de lado a sua saúde física e mental.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Referências Adicionais:

Você já conhecia a palatinose? Conhece alguém que já experimentou? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário