Home » Dieta » Alimentos Para Dieta » Chocolate é Remoso?

Chocolate é Remoso?

Chocolate

Você já ouviu falar em alimentos remosos e em como eles devem ser evitados durante um processo de cicatrização? Nem todos estão familiarizados com esse termo, mas com certeza se você já fez uma tatuagem ou já machucou a pele de alguma forma, já deve ter escutado dicas de amigos ou familiares e até mesmo orientações médicas sobre alguns alimentos que devem ser evitados para uma cicatrização mais rápida. Estes são conhecidos também como alimentos remosos.

  Continua Depois da Publicidade  

Um desses alimentos parece ser o chocolate, mas existe uma certa controvérsia sobre esse assunto, já que alguns especialistas afirmam que o chocolate deve ser evitado e outros dizem não ter problema consumir o produto.

Vamos mostrar alguns alimentos que devem ser evitados durante um período de cicatrização e esclarecer se o chocolate é remoso ou não.

Alimentos remosos

São considerados alimentos remosos qualquer tipo de alimento que atrapalha o processo de cicatrização de feridas. Alguns desses alimentos incluem:

  • Ovos;
  • Pimenta;
  • Frutos do mar;
  • Carnes processadas como salsicha, calabresa, peito de peru e mortadela;
  • Carne de porco;
  • Chocolate;
  • Maionese;
  • Refrigerante.

Inflamação no corpo

Antes de mais nada, é preciso entender o que é uma inflamação no corpo. Processos inflamatórios ocorrem o tempo todo no nosso organismo e são normais. No entanto, existe a inflamação considerada boa e a considerada ruim.

  Continua Depois da Publicidade  

A inflamação é um modo natural do corpo se proteger contra uma doença ou uma ferida. Ela ajuda a estimular o processo de cura. No entanto, a inflamação crônica pode ser prejudicial para a saúde e até aumentar o risco de doenças como a diabetes, a obesidade e doenças cardíacas serem desenvolvidas.

Alguns alimentos que ingerimos podem aumentar as inflamações no nosso corpo e prejudicar o organismo. E um deles parece ser o chocolate.

Chocolate é remoso?

Alimentos que contêm gorduras e carboidratos refinados como os açúcares são grandes candidatos a desencadear ou piorar inflamações. Aqueles com alto teor de açúcar podem aumentar a quantidade de açúcar no sangue e assim aumentar a inflamação, além de neutralizar o efeito anti-inflamatório obtido através da ingestão de ômega-3, por exemplo. As gorduras trans também podem aumentar a inflamação e aumentar as chances de doenças cardíacas.

Sendo assim, se o chocolate é remoso ou não vai depender da composição dele. Existem chocolates que são compostos principalmente por cacau, como é o caso dos chocolates amargos, que tendem a ser mais saudáveis. Porém, existem chocolates que são produzidos a partir de uma lista enorme de ingredientes que podem facilitar o desencadeamento de processos inflamatórios no organismo.

Assim, um chocolate que contenha alto teor de açúcar, leite e gorduras em sua composição pode sim prejudicar a cicatrização e aumentar a inflamação no corpo.

Como alguns ingredientes no chocolate são prejudiciais à saúde?

  • Leite: O leite apresenta várias vitaminas boas para o nosso corpo. Mas seu consumo em excesso, especialmente do desnatado, pode influenciar a produção de insulina e prejudicar a resposta inflamatória normal do organismo, aumentando o risco da ocorrência de inflamação crônica. Dessa forma, chocolates ao leite podem ser remosos e dificultar a cicatrização ou o tratamento de certas doenças.
  • Açúcar: De acordo com pesquisadores da Universidade do Texas, nos EUA, o açúcar tem relação com um aumento no risco de câncer de mama. Além disso, ele prejudica a cicatrização de feridas. Segundo o Wound Care Advisor, o colágeno é um composto importante para a cicatrização adequada de feridas, mas o açúcar afeta os níveis de colágeno presentes na pele e promove a liberação de moléculas pró-inflamatórias como as citocinas, aumentando a inflamação.
  • Adoçantes artificiais: Quem acha que é só trocar um chocolate adoçado com açúcar por um adoçado com adoçantes artificiais está errado. Uma dieta rica nesse tipo de adoçante também pode aumentar a inflamação e até elevar o risco de diabetes, pressão alta, obesidade e doenças cardíacas.
  • Glúten: Por fim, alguns chocolates podem conter glúten em sua composição. O glúten tem um efeito pró-inflamatório que pode prejudicar o organismo.

Chocolate amargo

Apesar de todos os malefícios indicados anteriormente, alguns especialistas afirmam que o consumo de chocolate pode ajudar na cicatrização. No entanto, eles estão falando especificamente de chocolates amargos. Ou seja, chocolates que tendem a ter uma menor quantidade ou até mesmo não conter ingredientes como açúcar, leite e gorduras artificiais.

  Continua Depois da Publicidade  

Os especialistas afirmam que consumir chocolate amargo com alta concentração de cacau (70% ou mais) traz efeitos positivos para a saúde, melhorando problemas de estresse, humor, inflamação, memória e imunidade.

De acordo com pesquisa da Universidade Loma Linda na Califórnia, os flavonoides presentes no cacau são substâncias antioxidantes com efeito anti-inflamatório que beneficiam a saúde cerebral e cardiovascular. Assim, o cacau pode ajudar a melhorar as funções cognitivas como a memória, a função endócrina e também a função cardiovascular.

Assim, além de reduzir a inflamação, o chocolate amargo rico em cacau é capaz de regular de forma positiva a resposta imune do organismo contra um agente infeccioso e também os genes envolvidos na sinalização neural e na percepção sensorial no organismo humano.

  Continua Depois da Publicidade  

Segundo outro estudo publicado no periódico científico Contemporary Reviews in Cardiovascular Medicine, o chocolate amargo ajuda a manter a pressão arterial sanguínea em níveis saudáveis e ajuda na cicatrização de feridas. Além disso, o chocolate amargo apresenta um alto teor antioxidante que beneficia o sistema imunológico e ajuda o corpo a lidar com infecções.

Desde que consumido com moderação, o chocolate amargo pode sim ajudar na inflamação e não é considerado um alimento remoso. Já as versões com pouco teor de cacau e muito açúcar são alimentos remosos que devem ser evitados, principalmente se você estiver doente ou se recuperando de uma lesão.

Dicas de bons alimentos para a cicatrização

Em geral, nosso organismo precisa de uma dieta saudável e equilibrada para curar feridas e inflamações. Alguns dos nutrientes mais importantes para que o corpo se recupere do processo inflamatório o mais rápido possível são as boas fontes de proteínas, a vitamina C, a vitamina A e o zinco além, é claro, de uma boa hidratação.

  • Opte por alimentos variados e saudáveis, especialmente frutas, vegetais e leguminosas;
  • Evite alimentos gordurosos e açucarados como frituras, doces, refrigerantes e outras bebidas adoçadas pois além de serem alimentos pouco nutritivos, são muito prejudiciais para a saúde;
  • A ingestão adequada de proteína pode ser alcançada comendo boas porções de alguns desses alimentos: feijão, leite, ovos, iogurte, soja, carnes e tofu;
  • Se for comer chocolate, prefira as versões amargas e com alta porcentagem de cacau;
  • Adicione alimentos ricos em vitamina C na sua alimentação diária como laranja, limão, melão, morango, brócolis, tomate e repolho;
  • Para garantir uma boa ingestão de zinco, não deixe de fora de sua dieta alimentos como carnes vermelhas, ovos, leite, grãos integrais, semente de girassol e amêndoas;
  • Alimentos ricos em vitamina A incluem vegetais verde escuros, laranja, melão, cereais integrais e produtos lácteos.

Considerações finais

A inflamação no organismo pode ocorrer por causa de vários motivos. Dentre eles, podemos citar a poluição, as lesões ou doenças e a ingestão de certos alimentos. Embora não possamos controlar precisamente os níveis de poluição presentes no ar, por exemplo, ou a ocorrência de uma lesão acidental, nós podemos controlar o que ingerimos através da alimentação.

Desta forma, sendo que o chocolate é remoso, evite comer alimentos como ele, que podem aumentar os processos inflamatórios no organismo. Isso vai te deixar mais saudável e com menor risco de desenvolver problemas de saúde.

Referências adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o chocolate é remoso? Tem o costume de consumir o tipo de chocolate amargo ou ao leite? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 3,50 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*