Chocolate é remoso? Causa inflamação?

Especialista da área:
atualizado em 07/04/2022

Você provavelmente já ouviu falar de alimento remoso, mas será que o chocolate é um deles?

Segundo a sabedoria popular, são alimentos gordurosos que atrapalham a cicatrização, e que devem ser evitados em casos de ferimentos grandes, cirurgias e mesmo após tatuagens.

  Continua Depois da Publicidade  

Mas será que eles realmente tem esse efeito? E será que o chocolate é um deles?

Então, para responder a essas dúvidas, vamos entender melhor como funciona o processo de cicatrização e assim descobrir se o chocolate é ou não remoso.

Veja também: Benefícios do chocolate amargo – Boa forma e saúde

O que são alimentos remosos?

Carne suína
A carne suína é um dos principais exemplos de alimentos remosos

De acordo com a cultura popular brasileira, alimentos remosos, ou reimosos, são aqueles que devem ser evitados durante o pós operatório, pois são inflamatórios e atrapalham o processo de cicatrização.

E, de forma geral, são alimentos ricos em gordura, como:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Carne de porco
  • Fast food
  • Ovo
  • Frutos do mar
  • Peixes gordurosos
  • Maionese
  • Bebidas alcoólicas
  • Carnes processadas, como como salsicha, calabresa, peito de peru e mortadela.

Entretanto, é importante ressaltar que esta classificação e a lista de alimentos pode variar de região para região, uma vez que o conceito não atende ao rigor científico.

Mas será que existem alguma verdade nisso?

Inflamação no corpo

Antes de mais nada, é preciso entender o que é a inflamação, e o que ela faz no corpo. 

Os processos inflamatórios ocorrem o tempo todo no nosso organismo e, até certo ponto, são normais. No entanto, existe a inflamação considerada boa e a considerada ruim:

  • Inflamação normal: É um modo natural do corpo se proteger contra uma doença ou uma ferida, e ajuda a estimular o processo de cura
  • Inflamação patológica, ou crônica: Nesse tipo de inflamação a reação é ou exagerada ou muito prolongada, e por isso aumenta o risco de doenças como a diabetes, a obesidade e doenças cardiovasculares serem desenvolvidas.

O processo de cicatrização

A cicatrização, ou cura de feridas, é um processo que leva à substituição de um tecido danificado por tecido recém-produzido.

Entretanto, esse processo é complexo e frágil, sendo suscetível a falhas que podem levar à formação de cicatrizes hipertróficas e mesmo a feridas crônicas, que não cicatrizam.

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, manter uma alimentação saudável durante a cicatrização é extremamente importante, para garantir que tudo ocorra da melhor forma possível.

Então, o chocolate é remoso?

Chocolate
O chocolate amargo é mais saudável que o chocolate ao leite, que tende a causar inflamação

Alimentos que contêm gorduras e carboidratos refinados como os açúcares são, de forma geral, considerados remosos. Mas esses não são os únicos componentes do chocolate, que podem conter:

  • Leite
  • Gordura hidrogenada
  • Sabores artificiais
  • Gorduras boas
  • Partes de outros alimentos, como amendoim, amêndoas e frutas secas
  • Conservantes e outros aditivos químicos.

Sendo assim, ser remoso ou não vai depender da composição dele, pois existem chocolates que são compostos principalmente por cacau, como é o caso dos chocolates amargos e meio amargo, que tendem a ser mais saudáveis. 

Porém, no caso dos chocolates ao leite, existe a chance de eles piorarem a inflamação, o que pode dificultar a cicatrização. 

Isso acontece porque podem conter muito açúcar adicionado, além de outros aditivos que podem ser prejudiciais à saúde.

Casos especiais

Além dos fatores que podem afetar a cicatrização normal, existem pessoas que são mais sensíveis a alguns alimentos específicos, como:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Glúten: Pessoas com a doença celíaca devem evitar alimentos que contenham glúten, nesses casos, essa sustância pode causar reações bastante desagradáveis, incluindo a inflamação.
  • Leite: O leite e produtos lácteos devem ser evitados por pessoas que tenham intolerância à lactose e alergia à proteína do leite, pois esses problemas podem piorar a cicatrização e a inflamação.
  • Açúcar: De acordo com pesquisadores da Universidade do Texas, nos EUA, o açúcar tem relação com um aumento no risco de desenvolvimento de várias doenças. Além disso, ele pode ainda prejudicar a cicatrização de feridas.
  • Adoçantes artificiais: Uma dieta rica nesse tipo de adoçante pode aumentar a inflamação e até elevar o risco de diabetes, pressão alta, obesidade e doenças cardiovasculares.

Dicas para a cicatrização

Em geral, nosso organismo precisa de uma dieta saudável e equilibrada para curar feridas e inflamações. Por isso, existem algumas dicas que podem ajudar o organismo a se curar mais rápido.

Primeiramente, é importante evitar alimentos gordurosos e açucarados, como frituras, doces, refrigerantes e outras bebidas adoçadas, pois além de serem alimentos pouco nutritivos, eles podem ser prejudiciais para a saúde.

Além disso, você pode incluir alimentos ricos em alguns nutrientes essenciais, como:

  • Alimentos ricos em zinco, como carnes magras, leite, grãos integrais, semente de girassol e amêndoas.
  • Frutas cítricas, pois elas são ricas em vitamina C e outros antioxidantes.
  • Alimentos ricos em proteínas, uma vez que o organismo vai precisar de uma quantidade extra deste nutriente para cicatrizar a ferida.
  • Gorduras boas, que possuem uma um efeito anti-inflamatório
  • Alimentos ricos em vitamina A, que incluem vegetais verde escuros, melão, cereais integrais e produtos lácteos.

E, se for comer chocolate, prefira as versões amargas e com alta porcentagem de cacau.

Fontes e referências adicionais

Você já tinha ouvido falar que o chocolate é remoso? Tem o costume de consumir o tipo de chocolate amargo ou ao leite? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média 2,67)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário

1 comentário em “Chocolate é remoso? Causa inflamação?”