Margarina no pão

Margarina Faz Mal à Saúde?

Depois dos ovos, carne vermelha, glúten e café, agora parece ser a vez da margarina entrar para a lista dos alimentos mais controversos de nossas dietas.

Consumida em todas as regiões do país e alardeada como uma alternativa mais saudável à manteiga de origem animal, a margarina vem aos poucos deixando de ser uma unanimidade entre os nutricionistas.

Isso tem levado muitas pessoas a se questionarem se, afinal, a margarina faz mal à saúde ou se ela seria na verdade um alimento que tem seu lugar de direito em uma dieta para a manutenção da saúde e da boa forma.

O que exatamente é a margarina?

Bastante genérico, o termo costuma ser empregado para descrever gorduras alimentares de origem vegetal utilizadas em substituição à manteiga. Na época de sua invenção, há mais de dois séculos, a margarina era utilizada como uma alternativa mais barata à manteiga, embora também fosse de origem animal.

No século passado, cientistas descobriram um método para solidificar os óleos vegetais (naturalmente líquidos em temperatura ambiente), e assim a gordura animal foi substituída na fórmula original (é possível haver até 20% de gordura animal na margarina “moderna”).

Embora tenha de fato um custo menor que a manteiga, a margarina ganhou bastante espaço nas últimas décadas devido às campanhas dos órgãos de saúde, que passaram a sugerir uma redução no consumo de gorduras saturadas de origem animal.

Hoje a margarina é utilizada não apenas por aqueles que querem economizar, mas por muitas pessoas que acreditam que ela é mais saudável que a manteiga.

Como é feita?

download

Antes de analisarmos se a margarina faz mal à saúde, é importante entender como ela é fabricada, já que é exatamente aí que reside boa parte da controvérsia sobre o alimento.

O processo de fabricação da margarina mais utilizado hoje em dia pode ser resumido nas seguintes etapas:

  1. Óleos vegetais são extraídos da soja, milho, dendê, girassol, amendoim ou semente de algodão. O processo é feito através do uso de hexano, um solvente químico;
  2. O óleo é tratado com vapor para remoção das impurezas (essa etapa destrói vitaminas e antioxidantes originalmente presentes no óleo in natura);
  3. Hidrogênio molecular é acrescentado ao óleo, na presença de um catalisador (geralmente o níquel). Esse processo faz com que os ácidos graxos insaturados se tornem líquidos e saturados. Quanto mais eficaz esta etapa de hidrogenação, mais firme será a margarina resultante. E por que hidrogenar a margarina? Exatamente para torná-la semi-sólida. A hidrogenação parcial produz uma gordura acinzentada e granulosa, e é ela a responsável pela formação das famosas gorduras trans;
  4. Depois da hidrogenação, são adicionados emulsificantes para retirar os grumos e alvejante para remover o tom acinzentado da mistura;
  5. Um novo tratamento com vapor remove os odores químicos resultantes de todos os componentes utilizados nas etapas anteriores;
  6. Corantes artificiais, aromatizantes, vitaminas e sal (existem também processos de fabricação que utilizam leite desnatado e gordura animal) são acrescentados, e então a margarina está pronta para comercialização.

Como veremos mais adiante, é importante salientar que nem todas as margarinas passam pelo controverso processo de hidrogenação.

O problema das gorduras trans

Os ácidos graxos do tipo trans, formados a partir do processo de hidrogenação, simplesmente não existem na natureza. E a margarina é o alimento com o maior teor de gordura trans em sua composição.

E por que as gorduras trans são tão nocivas?

Inúmeras pesquisas têm encontrado uma associação entre o consumo dos ácidos graxos trans e complicações de saúde. Ácidos graxos e óleos parcialmente hidrogenados afetam a composição das membranas celulares e podem causar desde inflamações e insensibilidade à insulina até infarto e câncer.

De acordo com a American Heart Association, além de elevar as taxas de colesterol LDL (“mau” colesterol) no sangue, as gorduras trans encontradas em boa parte das margarinas ainda reduzem os níveis de HDL.

De acordo com uma ampla revisão científica publicada em 2015 no prestigioso British Medical Journal, a gordura saturada não aumenta o risco de infarto, doença cardíaca ou diabetes. Por outro lado, o consumo de gordura trans presente em alimentos como a margarina eleva o risco de morte em 34%.

Você deve estar se perguntando o porquê da indústria utilizar as gorduras trans, apesar de seus comprovados riscos à saúde. A resposta é bastante simples: elas custam menos, e o processo de hidrogenação melhora a textura e o sabor do alimento.

E o mais importante para um alimento industrializado: as gorduras trans prolongam o tempo de prateleira do produto.

Então a margarina faz mal à saúde?

Se a gordura trans é prejudicial ao organismo, mas nem todas as margarinas apresentam ácidos graxos trans em sua composição, isso significa que nem toda margarinas faz mal à saúde, correto?

Não exatamente. A margarina faz mal principalmente porque contém gordura trans, mas não apenas por este motivo.

O processo de múltiplas etapas para a fabricação do alimento envolve, como já vimos, o uso de solvente químico, metal catalisador, emulsificantes, espessantes, corantes (lembre-se de que a margarina é naturalmente acinzentada) e uma série de outros produtos químicos que estão longe de torná-la um produto saudável.

Isso sem contar que, com a recente “demonização” das gorduras trans, muitos fabricantes de alimentos foram obrigados a recorrer a outro mecanismo para continuar fabricando margarina com a mesma textura e sabor que conhecemos hoje.

Conhecido como interesterificação, o processo, ao contrário da hidrogenação, não altera o grau de saturação dos ácidos graxos – ou seja, ele não leva à formação de gorduras trans.

Além de conter resíduos de produtos químicos e compostos oxidantes (conhecidos como radicais livres) que danificam as células, a margarina interesterificada ainda pode causar uma série de complicações.

Um estudo publicado na revista Nutrition and Metabolism demonstrou que a gordura interesterificada altera o metabolismo e aumenta em até 20% a taxa de glicose no sangue. Ou seja: trocar a margarina com gordura trans pela margarina interesterificada não parece trazer quaisquer vantagens.

Isso nos leva a concluir que a margarina faz mal por ser um produto altamente manipulado e totalmente artificial, que altera o metabolismo e predispõe o organismo a uma série de doenças. Na realidade, embora contenha muitas vezes vitaminas, ácidos graxos do tipo ômega 3, azeite e outros ingredientes “saudáveis”, ela não deveria estar diariamente presente na mesa de boa parte da população brasileira.

Veja abaixo um vídeo onde o cardiologista e nutrólogo brasileiro Dr. Lair Ribeiro fala sobre como a margarina faz mal ao organismo e seus principais efeitos nocivos:

Margarina ou Manteiga?

butter-vs-marg-large

Após os órgãos de saúde passarem décadas afirmando que as gorduras saturadas eram as grandes vilãs das dietas, a manteiga acabou sendo preterida pela margarina. Como não contém colesterol e é quase toda de origem vegetal, a margarina passou a ser vista como uma “salvação” para a dieta ocidental rica em gordura saturada.

Mas, como centenas de estudos atestam, o aumento no consumo de óleos vegetais não melhorou os índices de saúde da população. Aliás, como bem sabemos, o efeito foi quase que contrário.

Com organismos altamente inflamados pelos óleos vegetais e gorduras hidrogenadas, vimos as taxas de colesterol, diabetes e obesidade irem às alturas. E tudo isso com o consumo quase indiscriminado de margarina – um alimento sem colesterol.

Nosso corpo é uma máquina que cresce, desenvolve e se regenera. E para poder funcionar adequadamente (leia-se manter um metabolismo equilibrado), ele necessita de energia e nutrientes essenciais. Isso significa que, quanto melhor um alimento, maiores serão seus benefícios à saúde.

E o oposto também é verdade: um alimento recheado de aditivos químicos, que passou por processos nada naturais e pode conter resíduos de solventes, pode prejudicar nosso corpo.

Portanto, optar por alimentos com menos etapas de processamento como a manteiga ainda é uma melhor opção do que escolher produtos que apenas parecem mais saudáveis.

Apenas não exagere: a manteiga é rica em lipídios, e também pode causar oxidação no organismo. O segredo aqui é utilizar com moderação, o que pode ser entendido como apenas algumas poucas gramas do alimento ao dia.

Saiba mais: A manteiga ou a margarina é mais saudável?

Referências adicionais:

Você já imaginava que a margarina faz mal à saúde? Tem o costume de consumi-la diariamente, ou faz parte daqueles que não largaram a manteiga? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 3,91 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

18 comentários

  1. consumo ambas e não pretendo parar… consumo muita manteiga e adoro…

    • Ok. Compre um túmulo no cemitério para não dar trabalho a sua família.

      • NATALICIO SANTOS SILVA

        OLA VC ? PARA SUA RESPOSTA TE DIGO NÃO IMAGINAVA QUE IA ,LIDAR COM CERTOS TIPOS DE PESSOAS IGUAIS A VC MAS NÃO FÁS MAL LIDAR COM PESSOAS ASSIM É MELHOR COMO VC QUE MANDOU COMPRAR UM TUMULO SAIBAS QUE JÁ´OS TENHO E PORTANTO EU É QUE TE PERGUNTO E ,VC TEM ? DEUS Q/TE PERDOE OK

        • Creio que qdo o amigo fala p/ compar um túmulo, ele esta nos dizendo p/ não consumir de forma alguma o tal alimento que é como “veneno”. Abraços…..(rsrsrssr)

          • OI CLEMAR PERREIA DE OLIVEIRA ! COMO SEU PRORIO NOME JÁ SUGERE ! (OLIVEIRA ) AO INVÉS DE MARGARINAS NO PÃO! PORQUE NÃO Ó AZEITES DE OLIVAS ? E , VC ACERTOU É ISTO MESMO E D”QUI PRA FRENTE ,GOSTE DE VC AO INVÉS DE MARGARINAS POR EXPERIENCIAS PRÓPRIAS NÃO USE MARGARINAS QUALQUER QUE SEJA O K E VIDA LONGA A VC OK BOM DIA 26/01/17 11:51 HS

        • Beleza falou tudo, cada um que cuide de sua vida, eu também adoro margarina e vou continuar a comer do jeito que anda as coisas tu morre até de bala perdida ou porque tem um celular, amo margarina e ñ da para fazer bolo ou pão sem usar margarina.

      • morrer todos iremos, “Eu”, mais fácil você dar trabalho quando se for aos seus familiares do que eu… NÃO COMER NENHUM TIPO DE EMBUTIDO E FRITURAS É MUITO MAIS IMPORTANTE!…

  2. NATALICIO SANTOS SILVA

    OLA BOA TARDE .ESTOU SERIAMENTE PENSANDO EM ABOLIR DEFINITIVAMENTE AS CHAMADAS ! MARGARINAS DE MINHA CASA . O MOTIVO É QUE JÁ FÁS DOIS ANOS E MEIO QUE FIS UMA CIRURGIA NO CORAÇÃO ! OU SEJA ME FOI COLOCADO DUAS SAFENAS E UMA MAMARIA ! POIS BEM A MITO TEMPO EU FAÇO USO DAS BENDITAS ENTRE ASPAS DAS CHAMADAS MARGARINAS PRINCIPALMENTE DAS MARCAS DO-RIANAS , E OUTRAS COMO ! BECÉL POR EXEMPLO ! QUE USEI ! MAS NÃO GOSTEI . E GOSTARIA DE PERGUNTAR A ALGUÉM AQUI SE NO MEU CASO POSSO USAR MANTEIGA ANIMAL OU TBM SE POSSO FAZER USO DE AZEITAS NO PÃO !NO MEU DESEJUM ? ESTOU USANDO A PARTIR DO DIA 21 09/16 ! E GOSTEI DO AZEITE NO PÃOZINHO ! Ó QUE VCS ME SUGEREM AGUARDO UMA RESPOSTA DOS SRES OK BOA TARDE

  3. Vou de coalhada, preparada co.leite desnatado

  4. Nossa, estou me matando e não sabia, eu consumo sozinha 3 potes qualy por mês ……Vou tirar a morte do meu caminho, poq 3 potes equivalem a 1,5 kg por mês credo!!! Mas não é tão fácil se livrar…

  5. Na verdade não se trata de se livrar da morte assim com certos tipo de costumes alimentares, estamos sim sujeitos a todo tipo de envenenamento involuntário mesmo que inconsciente. Temos a nossa água fluoretada, não sei se ainda fazem isto, mas pelo pouco que li, chegou a ser proibido o fluor na agua e por aí vai. Temos cloro na água, sódio naquela garrafinha de água linda que você compra na cafeteria achando que está agindo com coerencia como quem busca saúde. Estas águas tem sim, muito sódio e não para por aí, seu Ph alterado pela exposição à luz, contato com elementos químicos na fabricação das garrafas, transporte, estoque. Todos os alimentos naturais para estarem dispostos nas prateleiras precisam suportar por um bom tempo até que alguém corajoso os compre, mas omitir aditivos da composição é mais fácil do que assumir que faz uso de venenos para preservar algum lucro. Defensivos agrícolas dão aquela tonalidade luminosa aos legumes e hortaliças, mas não é algo que chega a nos incomodar, afinal, ninguém bota uma placa em vermelho com uma caveira de ossos cruzados avisando que você está levando veneno pra casa. Se você gosta de iogurtes, salgadinhos, queijos e refrigerantes, benvindo ao fim do mundo. É isso aí, falei.

  6. Jacinto Dores do Rego

    Melhor coisa pra comer é rabo, já comi de vaca, de peixe, de galinha, o famoso “sobre”, rabo não faz mal e ainda é uma delícia.

  7. Eu Geralmente consumia margarina sempre comprava das melhores marcas, pensando que seria melhores para minha saúde, um certo dia estava eu e meu colega no mercado, passei no setor de margarinas peguei uma e coloquei no carinho então ele me perguntou se consumia todos os dias ela , falei que sim ele irônico me disse ” quando tiver com câncer vai ficar se perguntando o houve ” na mesma hora mudei de ideia , devolvi a margarina na gondola, cheguei em casa fiquei me perguntando , o que poderia ser trocado facilmente por manteiga ou margarina , comecei a pesquisar na internet, foi quando vi um site falando sobre a pasta de amendoim sobre os nutrientes que ela tem as gorduras boas sem falar as proteínas entre outros, foi ai então que troquei a margarina pela pasta de amendoim, o valor e bem mais alto que a margarina , mas quando tu estiver mais velho não precisara gastar tanto dinheiro com medicamentos,

    mas e claro sempre temos que ter uma alimentação saudável aliada há alguns exercícios físicos. parar de comer os famosos (”lixos” refrigerantes frituras bolos biscoitos de sal ou doce , salgadinhos embutidos entre outros ) e difícil mas não e impossível.

  8. amei a matéria e se algumas pessoas não concordam, respeito a opinião delas, embora a minha seja diferente, isso é democracia, liberdade de expressão, parabéns pela matéria

  9. Já não uso margarina a muito tempo e aqui em casa só usamos manteiga da roça

  10. José Humberto Lemos

    Eu nasci na Fazenda, fui criado com leite de Vaca e com a Manteiga do Leite, e nunca larguei,… e acho que é bem mais saudável,…. e meus Pais e Avós também foram criados dessa mesma forma, e já viveram muitos e muitos anos de Vida !!!…

  11. Respeito a opinião

    de cada pessoa, mas acho q uma hr uma coisa faz bem outra hr faz mal, enfim acho a partir do momento q faz mal comprovados! Tira de circulação!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*