Sal marinho – O que é, benefícios e diferenças para o refinado

Especialista:
atualizado em 15/01/2021

O sal marinho é obtido da evaporação da água do mar e, ao contrário do que muitos pensam, pode trazer diversos benefícios para a saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso se deve ao fato de que, diferente do sal refinado, ele não passa por nenhum tipo de processo, seja ele térmico, de branqueamento ou refinamento. Assim, ele mantém todos os micronutrientes e até mesmo o iodo, que é primordial para saúde.

Então, vamos aprender um pouco mais sobre o que é o sal marinho, seus benefícios e suas propriedades. Além de uma comparação entre ele e o refinado.

Tipos de sal

Todo sal que utilizamos na alimentação é composto por dois elementos básicos: cloro e sódio.

Mas podemos encontrar tipos diferentes de sal, que são:

  • Sal marinho: Obtido a partir da evaporação da água do mar, o sal marinho não contém aditivos químicos e não passa por processo de refinamento, e por isso ele mantem em sua composição outros minerais.
Sal marinho retirado das salinas
Sal marinho retirado das salinas pela evaporação da água salgada
  • Sal de cozinha, ou refinado: É produzido através do processo de refinamento do sal marinho, e por perder seus outros minerais, ele precisa de um acréscimo de iodeto antes de chegar às nossas mesas.
Sal refinado
Sal refinado
  • Sal de rocha: Assim como o sal marinho, o sal de rocha não é refinado, mas pode conter impurezas que podem fazer mal à saúde, a depender da sua fonte.
Sal de rocha
Sal de rocha
  • Sal kosher: Apesar do nome, esse tipo de sal não é exatamente kosher (termo utilizado para alimentos que obedecem a lei judaica), mas é permitida a sua utilização para preparar alimentos que podem ser consumidos pelos que seguem o Judaísmo.
Sal kosher
Sal kosher

É importante ressaltar que nem todo sal marinho é extraído a partir da água do mar (é claro que um dia estes depósitos e minas de sal fizeram parte do oceano).

sal rosa do Himalaia é um exemplo de sal que, embora não seja retirado diretamente do mar já que é extraído de depósitos milenares nas cadeias de montanhas do Himalaia, é considerado um sal marinho.

Portanto a definição mais comum para o sal marinho é de um sal que não passou por processamento, e por isso mantém seu valor nutritivo e as características originais de sabor, textura e coloração.

sal rosa do Himalaia
O sal rosa do Himalaia é considerado um sal marinho

Existe também um sal amargo, que é um mineral puro, composto por sulfato e magnésio, sendo encontrado na natureza em locais onde há fontes de água quente resultantes de formações rochosas.

Pelo seu gosto amargo, ele dificilmente é utilizado para a alimentação, mas como sal de banho. Descubra para que serve o sal amargo ou sal epsom e todas as suas propriedades terapêuticas.

  Continua Depois da Publicidade  

Comparação entre o Sal Marinho e o Sal Refinado

  • Pureza: o sal marinho é mais puro que o sal refinado porque não passa por processamento e não contém agentes antiaglomerantes e de branqueamento;
  • Valor nutricional: Como regra geral, quanto mais escuro for o sal, maior será seu teor de minerais. Mas, apesar da presença de nutrientes no sal marinho, eles estão presentes em quantidades bem pequenas, insuficientes para qualquer efeito benéfico;
  • Iodo: o refinamento destrói o iodo natural presente no sal marinho (que é pouco, de qualquer maneira), então ambos podem ser iodados a fim de prevenir o bócio;
  • Poluentes: Os dois tipos de sal podem sofrer contaminação por poluentes, seja do ar, ou do oceano;
  • Teor de sódio: Todos os tipos de sal contêm aproximadamente a mesma quantidade de sódio;
  • Sabor: Os minerais acrescentam cor e sabor ao sal marinho, existindo inclusive um grande mercado mundial de sais “gourmet” com sabores mais ou menos pronunciados. 

Qual sal devo escolher?

Os entusiastas da alimentação saudável e os fabricantes de sal marinho afirmam que este é nutricionalmente superior ao sal refinado.

E de fato, ele preserva mais micro minerais que o sal de mesa, mas essa quantidade seria insuficiente para fazer alguma diferença.

Mas, se tiver que escolher, o ideal é o marinho, desde que ele tenha quantidades adequadas e iodo.

E lembre-se que ambos devem ser consumidos com moderação, pois o excesso de sal marinho pode trazer os mesmos riscos à saúde que o sal refinado:

Veja também: 10 formas de reduzir o sal e o sódio da sua dieta.

Benefícios do Sal Marinho

atividades físicas corrida
O sal é importante para praticantes de atividade física

1. Ajuda a manter o balanço eletrolítico

O sódio e o cloreto são minerais essenciais para a manutenção da quantidade de líquidos e de diversas outras funções do corpo, como:

  • Pressão arterial;
  • Frequência cardíaca;
  • Tensão muscular.

2. É importante para quem pratica atividade física

Praticantes de atividade física devem prestar bastante atenção ao seu consumo diário de sal, pois níveis baixos desses minerais podem causar uma série de problemas, incluindo cãibras durante exercícios intensos.

Isso acontece porque o sódio tem um papel importante na comunicação entre o sistema nervoso e o tecido muscular, auxiliando no controle dos movimentos dos músculos. O sódio é eliminado através do suor.

  Continua Depois da Publicidade  

3. É um ótimo sal de banho

Usar o sal marinho como sal de banho pode trazer benefícios, como:

  • Alívio de dores musculares;
  • Melhora de problemas de pele, como irritações;
  • Ajuda a relaxar.

Quantidade diária

O consumo diário de sódio para um adulto é de no máximo 5 g, o que equivale a menos de 2 g de sódio, segundo recomendação da OMS.

Pessoas com mais de 51 anos ou que tenham histórico de complicações cardiovasculares devem ingerir menos da metade dessa quantidade por dia.

E lembre-se: não é porque o sal marinho faz bem à saúde que significa que seu consumo está liberado. Na verdade, deve-se consumir todos os tipos de sal com moderação a fim de evitar problemas de saúde.

Onde encontrar

Você pode encontrar o sal marinho nas lojas de produtos naturais ou mesmo na seção de alimentos funcionais dos supermercados.

Mas fique atento aos rótulos: caso existam conservantes, aglutinantes ou agentes branqueadores na lista de ingredientes, não é o sal marinho verdadeiro.

Algumas lojas podem comercializar o produto como “sal integral” ou mesmo “flor de sal”, mas ambos se referem ao sal marinho, que não passou por processo de refinamento.

O seu preço pode variar bastante, mas é possível encontrar o produto por preços que começam a partir de R$12,00 o quilo.

Dicas e cuidados

  • Caso opte por um sal marinho não-iodado, certifique-se de que sua dieta contenha alimentos ricos em iodo, como algas marinhas, iogurte, ovos e bacalhau;
  • O excesso de sal na dieta pode enfraquecer os ossos, aumentando assim a chance de fraturas.

Você já conhecia todos os tipos de sal, e em especial os benefícios do sal marinho? Já experimentou utilizá-lo na cozinha? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (36 votos, média: 4,11 de 5)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

15 comentários em “Sal marinho – O que é, benefícios e diferenças para o refinado”

    • Depende da marca. Alguns fabricantes vendem o sal para churrasco do tipo grosso, sem iodo adicionado, integral. Veja na embalagem se contem iodo e AU – antiumectante, ou faca o teste com amido, ou com a conserva, mencionados em comentario anterior. Em Brasilia eh possivel encontrar o sal natural, sem aditivos, em algumas lojas de produtos naturais, mediante solicitacao, pois sua comercializacao ainda eh restrita por forca da lei anteriormente mencionada.

  1. Bom dia. Minha pergunta é simples. Vi muito o Dr. Lair Ribeiro se referir tanto ao sal rosa do himalaia como o sal marinho, como se estes estivessem preservado quase todos os minerais, mas ai comprei este sal marinho e, na própria embalagem ele diz que tem apenas Sódio e Iodo. Então onde estão os outros minerais??

  2. Consumi sal refinado minha vida inteira. Quando comecei a notar maiores ofertas em Supermercados com tipos de sal diferentes, resolvi experimentar. Meio incrédula comprei sal marinho iodado e a primeira coisa que notei foi que usando a mesma quantidade de sal marinho para temperar como usava o sal refinado é que o sabor da comida fica parecendo que faltava sal. Ou seja o sal marinho é mais suave realmente, parece mais saudável. Por isso procurei mais informações na internet e achei essa matéria e é muito interessante!
    Não sei mais parece que o sal marinho tem menos sódio ou o sal refinado realmente tem muita química, o que aumenta o sabor do sódio.
    A unica coisa que me preocupa no sal marinho é a poluição nos oceanos, como dito aqui. Hoje, isso é uma realidade muito grave. Tem muito plastico e metais pesados que jogamos no mar!!
    Agora vou experimentar o sal do Himalaia, FIQUEI SUPER CURIOSA. Sendo que esse não tem contaminação por agentes poluidores, já que são de mares que nem existem mais.
    Obrigada pelas dicas!!

  3. Eu compro o sal grosso da marca Cisne e passo pelo processador…Fica fininho como o sal refinado e o gosto é indescritível!
    Recomendo!

  4. Puxa vida que blz e ese sal marinho e um espetáculo muito bom eu comprei hoje paguei 14.00 RS. no kilo vamos fazer um teste estou trocando o sal Laight magro por esse espetaculo de sal marinho!!!!

  5. Olá, eu cortei por completo o sal refinado da minha vida. Estou usando o sal rosa do himalaia e o sal marinho triturado com ervas, o qual chamamos aqui de “sal de ervas”, encontrado em lojas de produtos naturais. Estou comentando porque desde então, minha saúde é outra, melhorei muito. Façam o uso. Recomendo em nome da saúde.

  6. Boa tarde. Achei que a informação de que o sal da rocha serve para impedir que o sorvete derreta rapidamente e para descongelar estradas e calçadas em países mais frios, entrou em contradição. Alguém poderia me explicar? Obrigado.

  7. O sal dito natural, verdadeiro, nao pode ser encontrado no comercio convencional, pois ha uma lei federal que proibe a venda do sal nao iodatado. Sendo entao iodatado, deixa de ser natural. Esse iodo eh de origem metalica, e pode ser muito prejudicial a saude, especialmente para pessoas quenao tem deficiencias nutricionais. A lei que obriga a iodatacao do sal foi promulgafa para supostamente combater o bocio, doenca da tireiode causada pela carencia desse elemento quimico. Mas esse tipo de iodo eh toxico e dificilmente assimilado, quando comparado ao iodo fixado pelas algas marinhas presentes no sal nao lavado. Alguns medicos jah estao prescrevendo o uso do sal nao iodatado, tendo em vista a grande quatidade de mulheres com hipotireoidismo no Brasil (maior indice mundial). Assim, eh possivel encontrar o sal nstural em alguns locais, com venda restrita a recomendacoes medicas. Outra questao eh que o sal industrializado, ou nao, geralmente contem substancias antihumectantes, geralmente cianetos, que tambem sao toxicos, para que nao enpedrem. Se vc quer um sal que seja realmente natural, procure um que nao tenha antihumecteante, o que tambem nao eh facil. Podem ser feitos testes caseiros com o sal para saber se contem produtos quimicos adicionados. Ao se fazer conserva de nabo tipo taquan, se contiver iodo ou antihumectante, resultara em coloracao azul esverdeada. Pode-se tambem fazer um teste com amido, como fazem com as cervejas, mas de modo invertido. Se contiver iodo, vai haver escurecimento do amido.

  8. Estou usando um sal que vem na descrição que é marinho e integral a marca é Jasmine Atlantis e custa 8,50 o quilo,só que é fino e clarinho,então estou comprando gato por lebre né?Pois o sal integral é grosso e acincentado né? Onde consigo um sal marinho confiável? Obrigada