5 passos para iniciar uma rotina muito mais saudável!

Especialista:
atualizado em 06/11/2020

Se tem uma coisa que todos escutam muitas vezes na vida é a importância de manter uma rotina saudável no dia a dia, com uma dieta balanceada aliada à prática de exercícios.

Não apenas para garantir a boa forma e uma aparência agradável. Mas principalmente para ter um organismo saudável e manter-se longe de uma série de problemas de saúde.

Entretanto, para quem sempre teve um estilo de vida de baixa qualidade, com dias sedentários, noites mal dormidas e uma dieta ruim, pode ser difícil transformar a rotina e torná-la super saudável.

Pode até ser que nos primeiros dias da mudança a pessoa consiga se exercitar mais e comer melhor.

No entanto, com o passar dos dias, o desânimo, a preguiça e o cansaço batem, tornando praticamente impossível persistir com os novos e bons hábitos. Assim, ela sente como se estivesse inerte e presa nos velhos e negativos hábitos de sempre.

Por isso, resolvemos trazer algumas dicas que podem ajudar bastante nessa tarefa desafiadora de não começar e manter-se em uma rotina saudável.

1. Obter inspirações, motivações e ações

Motivação

Acredita-se que para conseguir fazer algo é necessário ter uma motivação, uma razão que impulsione a fazer tal coisa.

Por exemplo, uma pessoa pode se inspirar em perder os quilos a mais ao conhecer a história de superação de outra que perdeu muito peso. Ao ver que alguém conseguiu emagrecer tanto, a pessoa pode ficar motivada a mudar suas atitudes para atingir o mesmo resultado.

Mas e quando a pessoa não se sente tocada com a história de ninguém? Então, a sugestão é começar com as ações – melhorar a qualidade da dieta, fazer exercícios, dormir melhor – que farão com que se chegue lá.

Isso porque o processo não é linear – ele é cíclico. Aqui, dá para começar aos pouquinhos, sem fazer as coisas de um dia para o outro ou ser radical.

Por exemplo, os primeiros passos podem ser: incluir mais alimentos naturais nas refeições, beber mais água, evitar as bebidas açucaradas, fazer sessões caminhadas ao longo da semana e implantar outros hábitos saudáveis na rotina.

Com o passar do tempo, a própria presença dos bons hábitos no dia a dia fará com que a pessoa fique orgulhosa de si mesmo. Ela se sentirá inspirada e motivada consigo mesmo e com o seu progresso a seguir em frente.

Em alguns casos é melhor começar com uma ação no lugar de esperar a inspiração e a motivação surgirem, pois elas podem não aparecer sozinhas. É preciso sair do lugar, dar o primeiro passo e obrigá-las a darem as caras.

2. Aumentar aos pouquinhos a quantidade de coisas novas na rotina

Ser muito extremo já no início do processo, como treinar cinco dias por semana ou aderir a uma dieta restritiva, não é a melhor ideia. Para uma pessoa que não tinha esses hábitos, mudanças tão bruscas podem ser difíceis de sustentar e até mesmo fazer mal.

Por exemplo, uma pessoa completamente sedentária corre o risco de se lesionar ao praticar treinos muito intensos e pesados logo no primeiro dia de academia.

Além disso, alguém pode se sufocar com tantas mudanças extremas ao mesmo tempo em sua rotina. O que vai tornar mais fácil desistir, retornar aos velhos hábitos e voltar à inércia de antes.

Assim, a recomendação é implantar as melhorias do estilo de vida aos poucos. Por exemplo, na primeira semana dá para incluir três caminhadas para se adaptar a uma vida mais ativa.

Já na segunda semana, a pessoa pode cortar os produtos industrializados da dieta e passar a comer mais alimentos saudáveis e naturais, como frutas, legumes e verduras.

Finalmente

Nas próximas semanas, ela pode escolher uma dieta específica para o seu objetivo, como o jejum intermitente, por exemplo. Mas atenção: a dieta só deve ser feita após a liberação médica. Há casos em que o jejum intermitente faz mal.

O jejum precisa ocorrer sob o acompanhamento do nutricionista e não se deve iniciar pelas versões mais extremas, que contemplam muitas horas sem comer nada. Ele também deve começar a ser feito aos poucos.

Ou seja, o segredo aqui é dar um passo de cada vez, para realmente construir cada novo hábito saudável na rotina, de modo que ele aprende bem o novo passo, o que vai fazer com que se mantenha.

Cada pequeno passo vai levar aos passos maiores. Por outro lado, pular etapas pequenas e dar vários grandes passos ao mesmo tempo, maiores do que consegue lidar, pode levar a um tombo.

3. Recompensar a si mesmo pelas ações positivas

Emagrecimento feliz

Por exemplo, após eliminar cinco quilos, há quem se recompensa com uma mudança no visual, cortando o cabelo ou comprando roupas novas e diferentes.

A recompensa por uma meta alcançada também pode ser comprar um livro, uma pequena viagem, assistir um filme ou visitar alguém que não vê há tempos.

Enfim, qualquer coisa que deixe a pessoa feliz, dê prazer e recompense. Só não vale elencar como recompensa se entupir de guloseimas, refrigerante, fast food e outras coisas que passam longe de ser saudáveis. Nem muito menos se encher de bebidas alcoólicas.

Essas ações vão justamente contra o propósito da transformação da rotina e tornarão a mudança de hábitos em longo prazo ainda mais difícil.

Entretanto, o foco não deve voltar à quantidade de peso que se perdeu, mas às ações saudáveis pré-determinadas para certo período de tempo. São elas que resultam na perda de peso e na melhoria da saúde em longo prazo.

Então, a ideia é recompensar atitudes saudáveis como cortar o açúcar, abandonar produtos industrializados, consumir mais água, deitar mais cedo para dormir, praticar atividades físicas, entre outras.

No começo, o que importa é conseguir cumprir essas metas com constância. É preciso lembrar que de início, os resultados mais expressivos podem demorar a aparecer. Ao mesmo tempo, o processo inicial de mudar uma rotina de anos pode ser sofrido.

Logo, esse é um bom momento para dar a si mesmo as recompensas e agrados que tornarão os dias mais leves.

4. Abrir a mente, procurar e testar coisas novas

Conforme os anos passam, é normal que as pessoas se acomodem, parem de buscar coisas, situações e propostas diferentes.

Mas o que isso tem a ver com tornar a rotina mais saudável? É que ao chegar em certa idade torna-se mais difícil aderir a novos hábitos saudáveis e deixar de lado aqueles que já tinha há anos.

Por exemplo, tem gente que botou na cabeça que odeia atividade física e não gosta nem de ouvir falar em fazer exercícios na academia.

Mas é preciso abrir a mente e lembrar que existem outras maneiras de se exercitar. Como fazer aulas de dança ou de natação, caminhar no parque ou andar de bicicleta, por exemplo.

Há ainda aqueles que viram a cara para uma dieta que aparenta ser mais restritiva como a low carb ou o jejum intermitente.

Porém, existem alternativas para perder peso como focar-se mais nos carboidratos saudáveis no lugar de abolir todos os carboidratos. Ou diminuir o tamanho das porções no lugar de fazer algum tipo de jejum.

Isso sem contar que a ideia de alimentação saudável para muitos pode parecer em algo monótono e sem graça. Como comer frango grelhado e salada todo santo dia.

Quem disse que saudável não pode ser prazeroso?

No entanto, na realidade, existem diversas opções de combinações de pratos saudáveis e saborosos para deixar as refeições mais agradáveis.

Aproveite que está por aqui e conheça:

Em suma, aqui a ideia é procurar deixar de lado as concepções antigas e procurar novas e saudáveis abordagens para o estilo de vida.

Quando busca coisas diferentes e encontra novas possibilidades e novidades, a pessoa atiça a própria curiosidade. Ela ganha ânimo, força de vontade e cria boas expectativas para seguir em frente. E ainda descobre que o que é saudável também pode ser prazeroso!

5. Ter companhia

É ter ao lado alguém com o mesmo objetivo que o seu, de tornar a rotina mais saudável. Pode ser o parceiro, um amigo, um primo, um irmão ou um filho, por exemplo. Enfim, alguém que goste de você, queira te ver bem e também deseje ter uma vida mais saudável.

A ideia é que vocês façam as coisas juntos. Assim, quando o desânimo bater, haverá alguém para levantar o seu ânimo, te colocar para cima e motivar a não abandonar o processo.

Do mesmo modo, você também poderá fazer isso quando a pessoa não estiver em um dia tão legal.

No vídeo abaixo, a nossa nutricionista ensina a entrar em um modo super saudável:

Gostou das dicas?

Já seguia alguma dessas dicas ou vai adotar alguns desses passos? Quais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário