6 alimentos para perder peso e desinchar em casa

Especialista da área:
atualizado em 22/06/2021

Durante este período da pandemia do novo coronavírus, em que é necessário ficar muito tempo em casa, algumas pessoas acabam caindo em hábitos não muito saudáveis.

  Continua Depois da Publicidade  

Por exemplo, abandonar os treinos em casa e exagerar nas guloseimas e fast food cheios de calorias, açúcares, sódio e gorduras ruins.

Além disso, render-se à preguiça e ao sedentarismo, dormir mal, passando madrugadas em claro assistindo séries ou jogando online, e/ou abusar das bebidas alcoólicas.

Tudo isso pode ser uma tentativa de se sentir melhor e relaxar da tensão causada pelo momento. Afinal, não é fácil permanecer tanto tempo dentro de casa, não é mesmo?

Esses costumes fazem mal à saúde e estimulam o aumento de peso e o inchaço. Entretanto, há uma boa notícia: é possível adotar comportamentos saudáveis mesmo em meio à pandemia.

Que tal começar pela alimentação? Na lista de hoje, vamos conhecer alguns alimentos que podem ajudar a perder peso e diminuir o inchaço. Tudo para você adicionar às refeições enquanto passa tanto tempo em casa.

O melhor é que eles são versáteis e dá para usá-los em diferentes receitas e de diversas maneiras,. Ao mesmo tempo, essas comidas não custam tão caro. O que é essencial quando passamos por um período de crise e precisamos comer bem sem sair do orçamento. Confere só:

  Continua Depois da Publicidade  

1. Ovo

Ovos

Fonte de proteínas de alto valor biológico, o ovo é um alimento que sacia. Estudos já apontaram que consumir o ovo pela manhã auxilia a controlar a fome e a comer menos na hora do almoço.

Ele cabe tanto na dieta low carb quanto na reeducação alimentar. Por exemplo, dá para usar o ovo em uma série de receitas saudáveis: ovo cozido, omelete e ovo mexido.

Conheça outras opções de receitas fit, light e saudáveis com ovo. Mas, cuidado: não vale fazer ovo frito porque as gorduras ruins da fritura do óleo vão neutralizar os benefícios do ovo.

2. Pipoca

Por um lado, a pipoca de micro-ondas cheia de sal e gorduras trans deve passar longe da dieta. Por outro lado, o consumo controlado da pipoca feita na panela preparada com pouco ou nada de óleo e temperada com pouco ou nenhum sal é uma alternativa saudável.

Entretanto, sabia que dá para trocar o sal por temperos naturais como orégano, alecrim ou canela? Além disso, é possível preparar uma pipoca sem óleo, light e saudável no aparelho de Airfryer.

Essa versão mais saudável da pipoca é bastante interessante para quem procura emagrecer. Isso porque o alimento contém uma grande quantidade de fibras, que promovem saciedade.

  Continua Depois da Publicidade  

Aliás, a pipoca com pouco sal ou sem sal é uma ótima alternativa para substituir salgadinhos e petiscos ricos em sódio. Em excesso, o nutriente provoca a retenção de líquido, que tem o inchaço como característica.

Adicionalmente, muito sódio tem relação com outros problemas de saúde, como acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência cardíaca, osteoporose, câncer no estômago, doença nos rins e cálculos renais (pedra nos rins), conforme advertiu a Associação Americana do Coração.

3. Aveia

Ela é rica em fibras e proteínas, que também contribuem com a saciedade. Além disso, os carboidratos do alimento são de menor índice glicêmico.

Aliás, o índice glicêmico é uma medida que informa como diferentes comidas com carboidratos afetam diretamente os níveis de açúcar no sangue.

Esse índice ranqueia os carboidratos em uma escala que vai de 0 a 100. Ele baseia-se em quão rápido e em quanto os carboidratos dos alimentos aumentam os níveis de açúcar (glicose) no sangue.

O corpo digere os carboidratos de alto índice glicêmico rapidamente. Eles promovem flutuações expressivas (picos seguidos de quedas) nas taxas sanguíneas de açúcar.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso faz a fome retornar antes. Ademais, os picos de glicose no sangue que esses carboidratos geram, resultam em um pico no hormônio insulina. Algo que tem relação com o armazenamento de gorduras.

Já a digestão dos carboidratos de baixo índice glicêmico é mais lenta. Isso provoca uma elevação mais gradual nos níveis de açúcar no sangue. Ou seja, com um melhor controle do apetite.

É mais interessante comprar os flocos de aveia porque eles permitem ter mais versatilidade na cozinha.

Dá para batê-los no liquidificador, no mix ou no processador e obter uma farinha para usar em receitas como bolo e torta salgada. Elas são mais saudáveis do que as preparações que usam a farinha de trigo branca comum. Aprenda a fazer receitas fit e saudáveis com farinha de aveia.

4. Feijão

Feijões

Pode ser qualquer tipo de feijão. Por exemplo, preto, carioca, fradinho, branco ou outro feijão da sua preferência.

O alimento é rico em proteínas e fibras solúveis, que ajudam bastante a aumentar a saciedade. Consequentemente, contribuem com o controle do apetite após a refeição.

  Continua Depois da Publicidade  

O feijão até possui carboidratos. Entretanto, são carboidratos de absorção mais lenta, que como acabamos de ver, são os melhores tipos de carboidratos quando o objetivo é emagrecer.

Mas atenção. É preciso fazer receitas saudáveis com o feijão para obter os seus benefícios. Não adianta misturar linguiça calabresa, bacon ou paio no alimento. Pois ingredientes não saudáveis como esses inviabilizam os benefícios do feijão.

A recomendação é fazer o feijão cozido simples e refogar no final com temperos saudáveis como alho, cebola e azeite de oliva, por exemplo.

5. Repolho

Uma vantagem do repolho nestes tempos de pandemia é o fato dele durar mais do que outros vegetais folhosos. Além disso, ele apresenta pouquíssima quantidade de carboidratos. Ao mesmo tempo, contém muitas fibras.

Versátil, o alimento pode aparecer em uma variedade de receitas. Por exemplo: as saladas de repolho, os famosos charutos de repolho, e até mesmo bolinhos assados de repolho.

6. Abobrinha

Pobre em carboidratos, a abobrinha fornece nutrientes importantes para o organismo. Por exemplo: fibras, manganês, potássio, magnésio, cobre, fósforo, vitamina A, vitamina B1, vitamina B6, vitamina B9, vitamina C e vitamina K.

Além disso, o alimento também é bem versátil na culinária. Dá para preparar abobrinha refogada, abobrinha recheada, a famosa receita vegetariana de lasanha de abobrinha e um sopa de abobrinha.

No vídeo abaixo, a nossa nutricionista também apresenta os alimentos que ajudam a emagrecer e desinchar em casa:

Fontes e Referências Adicionais

Você consome esses alimentos no seu dia a dia? Quais deles? Conte então para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média 3,67)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

Deixe um comentário