Ectomorfo: o que é, dieta e treino

Especialista da área:
atualizado em 12/08/2022

O ectomorfo é uma pessoa dotada de um metabolismo acelerado e, por isso, apresenta grande facilidade em manter seus níveis de gordura corporal baixos. No entanto, apresenta bastante dificuldade em ganhar massa muscular e mantê-la. 

A estrutura física dos corpos dos seres humanos podem ser classificadas de 3 modos diferentes que são Ectomorfo, Mesomorfo e por fim, Endomorfo, também conhecidos como somatotipos.

  Continua Depois da Publicidade  

É muito raro alguém apresentar um somatotipo puro, geralmente seu perfil corporal é resultado de uma combinação de somatotipos, no qual um é dominante. Um ecto-mesomorfo, por exemplo, apresenta dificuldade em ganhar massa muscular, mas consegue manter uma boa definição muscular. 

Uma pessoa com o somatotipo ectomorfo dominante tem o formato do corpo mais esguio, magro, com pouco volume muscular e baixa densidade óssea. As pernas são mais compridas e magras, os ombros são estreitos e o peitoral plano.

Para ganharem peso e massa muscular, precisam aumentar bastante a ingestão calórica e seguir um plano de treinamento apropriado, que considere a maior necessidade de descanso. 

Veja mais detalhes sobre o somatotipo ectomorfo e como devem ser a dieta e o treino dessas pessoas.

Ectomorfo: o que é?

diagrama de tipos de corpo masculino ectomorfo mesomorfo e endomorfo
O ectomorfo é conhecido por ter o metabolismo acelerado

O ectomorfo é o somatotipo que muitos reconhecem como sendo aquela pessoa “magra de ruim”, que come bastante, mas não engorda. Pensando no tipo físico de um atleta, o ectomorfo pode ser comparado a um maratonista. 

  Continua Depois da Publicidade  

A principal marca desse somatotipo é o metabolismo acelerado, que facilita a perda de gordura e dificulta o ganho de massa muscular. Por isso, pessoas com esse somatotipo precisam focar em treinos de musculação e reduzir os exercícios aeróbicos. Veja como reconhecer os sintomas de um metabolismo acelerado.

Em termos de resultado de treinamento, um ectomorfo obtém mais rapidamente a definição muscular abdominal, os famosos “six-packs/tanquinho”, mas enfrenta maior dificuldade para conseguir braços e peitoral volumosos. 

No caso das mulheres, o quadril chama atenção por ser mais estreito do que nos outros somatotipos. 

Quando um ectomorfo se alimenta de forma desregrada, ele pode engordar, porém sua gordura fica concentrada na região abdominal. Dessa forma, os braços e as pernas permanecem magros, mas a barriga ganha um volume. 

Esse tipo físico é típico de um “falso-magro”, que é pessoa que não parece gorda, mas concentra um alto percentual de gordura na região abdominal. 

Por isso, é fundamental ter cuidado com a alimentação e saber como investir o seu tempo, dinheiro e energia de forma eficiente nos treinos de musculação. 

  Continua Depois da Publicidade  

Dieta de um ectomorfo

A dieta de um ectomorfo para ganho de massa muscular deve contar com um superávit calórico de 500 a 600 calorias, ou seja, deve-se ingerir de 500 a 600 calorias a mais do que a sua necessidade calórica diária. Confira aqui como calcular quantas calorias você deve consumir por dia

O superávit calórico é importante para suprir o gasto energético do treino e evitar o processo catabólico, que é o contrário do anabólico, de construção de massa muscular. Entenda com mais detalhes as diferenças entre anabolismo e catabolismo

O catabolismo é a degradação da massa muscular para a produção de energia para o corpo, que acontece quando você queima muitas calorias e não aumenta o aporte energético, através da alimentação. Veja algumas dicas de como evitar o catabolismo muscular

Para evitar esse problema, o ectomorfo não pode passar muitas horas sem se alimentar. O ideal é que faça refeições a cada 3 horas, o que resulta em torno de 6 refeições por dia. Isso significa que além das 3 refeições principais, café da manhã, almoço e jantar, o ectomorfo deve fazer lanches calóricos e nutritivos entre elas. Confira algumas dicas do que você pode comer antes de dormir, para a hipertrofia.

A maior frequência alimentar diminui o processo catabólico e melhora a performance no treino, já que a pessoa se sente mais energizada. É importante treinar com intensidade, para gerar estímulos de hipertrofia, ou seja, para que fibras musculares mais fortes e volumosas sejam produzidas. 

Distribuição dos macronutrientes

O ectomorfo não deve restringir nenhum macronutriente, mas deve ingerir boas quantidades de carboidratos, proteínas e gorduras boas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Carboidratos

Os carboidratos são muito importantes na dieta de um ectomorfo, pois garantem que seu metabolismo acelerado usará a glicose como fonte de energia, sem precisar recorrer ao glicogênio estocado nos músculos. 

Sendo assim, 50% da necessidade calórica diária deve ser suprida com carboidratos simples e complexos. Isso é o equivalente a 4 gramas de carboidratos para cada quilograma de peso corporal.

Os carboidratos simples, como o arroz, macarrão, pão e até um docinho são bem vindos após um treino de musculação, pois são rapidamente convertidos em glicose no sangue, que será prontamente capturada pela insulina e usada no processo anabólico e de recuperação muscular. 

Da mesma forma, os carboidratos complexos, como a batata doce, mandioca, batata inglesa, inhames, alimentos integrais, aveia e vegetais, são essenciais para a manutenção de um nível de glicose constante no sangue, gerado pelo processamento mais lento desses alimentos. 

Entenda mais sobre as diferenças entre carboidratos simples e complexos.

Proteínas

Para construir massa muscular, é preciso fornecer a matéria prima dos músculos, que são as proteínas. 

É recomendada a ingestão de 2 gramas de proteína para cada quilo corporal, resultando em torno de 30% das calorias necessárias em um dia. 

Você pode incluir diversas fontes de proteína animal e vegetal em seu cardápio, como ovos, peixes, frango, carne bovina, grão-de-bico, lentilhas e carne de soja. 

Para te ajudar a bater a meta diária de proteína, você pode incluir suplementos alimentares, como o Whey Protein. Adicionar fontes líquidas de proteína é prático e ajuda no ganho de massa muscular, especialmente quando usadas no pós-treino. 

Os suplementos termogênicos não são recomendados para os ectomorfos, pois aceleram ainda mais o metabolismo. 

Gorduras

Os 20% das calorias restantes ficam para as gorduras, que são altamente energéticas e calóricas, características interessantes para um ectomorfo em busca de ganho de massa muscular. 

Para você ter uma ideia, enquanto 1 grama de gordura contém 9 kcal, 1 grama de proteína ou carboidrato contém 4 kcal. 

Entretanto, é importante ressaltar que não é porque o ectomorfo tem metabolismo acelerado, que se pode ingerir fontes de gorduras ruins de forma descontrolada. Deve-se priorizar as fontes de gorduras boas, que farão bem para o sistema cardiovascular e ajudarão na construção de massa muscular. 

As gorduras boas são aquelas ricas em ômega 3, 6 e 9, presentes no óleo de peixe, óleo de linhaça, abacate, nas nozes, na pasta de amendoim e nos ovos. 

Treino para um ectomorfo

Ectomorfo na academia
É importante que o ectomorfo tenha uma treino personalizado para as suas necessidades e objetivos

O treino de um ectomorfo deve priorizar a musculação, em detrimento dos aeróbicos, devido à sua tendência ao catabolismo muscular. 

O ectomorfo falso-magro que deseja se livrar da barriga deve fazer treinos aeróbicos, porém sem descuidar da ingestão de carboidratos e proteínas, reduzindo apenas as gorduras. A frequência recomendada é exercitar 3 vezes por semana, durante 30 minutos. 

Os treinos de um ectomorfo não podem ser muito longos, no máximo 1 hora, pois ele não tem tanta resistência, quanto um mesoformo, por exemplo. 

Sendo assim o número de séries executadas para cada grupo muscular não deve ser alto, 3 já são suficientes, com 10 a 12 repetições. O descanso entre as séries não deve ultrapassar 60 segundos, sendo que o ideal é ficar entre 30 e 60 segundos. 

Cada grupo muscular exercitado deve descansar por 72h, antes de receber um novo estímulo. Por exemplo, você pode treinar a parte superior do corpo às segundas e sextas e deixar a quarta-feira para treinar os membros inferiores. 

O ideal é que em cada sessão, você trabalhe exercícios multiarticulares, que recrutam vários grupos musculares ao mesmo tempo. 

Fontes e referências adicionais

O seu somatotipo é ectomorfo? Quais são as principais dificuldades que você enfrenta para alcançar os objetivos que tem para o seu corpo? Quantas refeições você faz por dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (22 votos, média 4,36)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é Personal Trainer - CREF 1859 G/SE. Formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário

6 comentários em “Ectomorfo: o que é, dieta e treino”

  1. minha dieta e meio que livra, como bastante massa , arros e nao pode faltar o frango kkk
    oq eu notei que deu resultado foi nos treinos: mais peso e menor numero de repetiçoes .
    mas isso e de pessoa para pessoa , meu amigo nao obteve o mesmo resultado que eu

    Responder
  2. Eu não sou alta. Mas me identifiquei bastante com a descrição do tipo ectomorfo. Sempre tive essa dificuldade de ganhar massa…Eu era um palito quando criança…quer dizer, pensando bem , ainda sou…O pior de tudo é que as pessoas acham que é de propósito e que você tem anorexia ou bulimia. Fico muito mal com isso. E ainda pior é o fato de que você não consegue ter energia suficiente pra atividades banais…ultimamente tenho me sentido muito fraca.

    Responder
  3. Muito bom o post, mas vai ser uma jornada bem difícil pra quem seguir essas dicas 100%, é só ter foco e objetivo que se consegue.

    Responder