O que pode causar perda de peso rápida e não intencional

Especialista da área:
atualizado em 02/06/2022

A perda de peso rápida e não intencional, ou seja, quando a pessoa não faz nenhuma mudança em sua rotina para perder peso, como dieta e exercícios físicos, pode ser um sinal de alerta para que se investigue o estado de saúde. 

É normal que uma pessoa apresente flutuações em seu peso. Por exemplo, no caso das mulheres, isso pode estar ligado ao período do seu ciclo menstrual. 

  Continua Depois da Publicidade  

Essas flutuações temporárias também podem ser observadas em períodos mais estressantes da vida, devido a algum acontecimento traumático, como o falecimento de alguém querido, ruptura de relacionamento ou qualquer outra situação que tenha um grande impacto emocional. 

Porém, se não houve mudanças no padrão alimentar, de atividades físicas ou não ocorreu nenhuma situação muito estressante, a perda de peso rápida e não intencional pode indicar doenças no sistema digestivo, problemas metabólicos e distúrbios psíquicos. 

Veja então quais são as possíveis causas de perda de peso rápida e não intencional.

Distúrbios gastrointestinais

Problema intestinal
Problemas gastrointestinais como a doença de Crohn e úlceras podem causar a perda de peso não intencional

A perda de peso rápida e não intencional pode ser um dos primeiros sintomas de alguns distúrbios gastrointestinais:

Doença de Crohn

A doença de Crohn é marcada por inflamações crônicas no revestimento do trato digestivo, especialmente na parte inferior do intestino delgado e o cólon, causando fortes dores abdominais, diarreia com ou sem muco e sangue, desnutrição e perda de peso rápida e não intencional.

  Continua Depois da Publicidade  

A perda de peso, desnutrição e até anemia ocorrem como consequência da má absorção de nutrientes, que deixam a pessoa bastante fatigada.

Além dos prejuízos à absorção de nutrientes, a doença de Crohn provoca a formação de úlceras na boca e no estômago, impactando diretamente a alimentação, que se torna dolorosa e difícil. Este é mais um fator que contribui para a perda de peso rápida e não intencional. 

O tratamento consiste em reduzir a inflamação, aliviar os sintomas, prevenir a sua recorrência e corrigir as deficiências nutricionais. 

Doença celíaca

A doença celíaca é uma doença autoimune, na qual as células de defesa atacam o próprio organismo e gera uma inflamação. Essa inflamação provoca a má digestão dos alimentos que contêm glúten, uma proteína existente na cevada, no centeio e no trigo. 

A doença celíaca pode causar sintomas como diarreia, anemia, prisão de ventre, sensação de estufamento, cólica, desconforto abdominal e perda de peso. 

Quando o processo inflamatório da doença está muito exacerbado, atingindo seu pico, pode haver a destruição da parede intestinal, prejudicando a absorção de nutrientes e, consequentemente, de calorias. Isso pode deixar a pessoa desnutrida e promover a sua perda de peso rápida e não intencional. 

  Continua Depois da Publicidade  

A doença celíaca não tem cura, mas tem tratamento, que consiste na retirada de alimentos que contenham glúten da dieta, pois são os responsáveis por desencadear a inflamação. Veja quais são os alimentos permitidos e proibidos para quem tem doença celíaca.

Doenças infecciosas e parasitárias

Parasitas e vermes que infectam o nosso organismo e causam doenças como ascaridíase (lombriga), amebíase e teníase (solitária), podem provocar sintomas gastrointestinais graves, gerando cólicas intestinais, dores abdominais, diarreias frequentes e abundantes. 

Com a progressão da infecção, também há ocorrência de vômitos que, somados à diarreia, fazem a pessoa perder muito líquido e nutrientes. Nesse estado, a pessoa não consegue se alimentar direito e, o pouco que consegue, é mal absorvido pelo intestino inflamado. 

Por conta desses fatores, doenças infecciosas e parasitárias podem levar à perda de peso rápida e não intencional. 

O tratamento consiste no uso de medicamentos especificamente contra os parasitas ou vermes que estão infectando o organismo da pessoa. Confira 10 remédios caseiros para vermes intestinais

Úlceras

A úlcera é uma ferida que pode atingir várias partes do corpo e as que afetam a mucosa do estômago são chamadas de úlceras pépticas ou úlceras gástricas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Em um estômago saudável, os ácidos estomacais agem apenas sobre a digestão dos alimentos, mas há condições de saúde, como infecção pela bactéria H. pylori e abuso de anti-inflamatórios, que podem fazer com que esses ácidos danifiquem a mucosa do estômago, causando feridas (úlceras). 

A dor que a úlcera péptica causa no estômago gera perda de apetite ou medo de se alimentar, pois ela se intensifica após uma refeição.  

Somado a isso, a presença de úlceras no estômago provoca inchaço da mucosa estomacal, dificultando a passagem de alimentos, resultando em sensação de saciedade precoce, náuseas e vômitos. 

Esses fatores contribuem para a perda de peso rápida e não intencional. 

Para o tratamento da úlcera péptica, são indicados medicamentos para diminuir a produção de ácido estomacal e mudança no estilo de vida, com refeições mais leves, fracionadas e mais frequentes, para evitar que o estômago fique vazio. Também deve-se evitar alimentos que estimulam a produção de ácidos, como café, refrigerante e bebidas alcoólicas. 

Distúrbios endócrinos

Tireoide
O hipertireoidismo é uma das causas mais comuns da perda de peso rápida e não intencional

Alterações no sistema endócrino, responsável pela produção de hormônios, têm consequências em todo o organismo, pois os hormônios são como mensageiros químicos que regulam a função de diversos órgãos do corpo.  

Hipertireoidismo

O hipertireoidismo é um problema na glândula tireoide, que passa a produzir quantidades excessivas do hormônio tiroxina (T4). 

O hipertireoidismo causa uma série de sintomas relacionados ao metabolismo acelerado, como olhos secos, saltados e irritados, aumento da frequência cardíaca, tremor nas mãos, irritabilidade, queda de cabelo, perda de peso não intencional, incluindo de massa muscular, e perda do apetite. 

O tratamento do hipertireoidismo é feito com iodo radioativo, medicamentos para bloquear os efeitos ou a produção dos hormônios e, em alguns casos, cirurgia. 

Diabetes

A perda de peso não intencional acompanhada de outros sintomas, como sede excessiva, fome aumentada e vontade constante de urinar pode indicar diabetes, que é causada pelo aumento dos níveis de glicose no sangue. 

A perda de peso é um sintoma de diabetes descompensada, que é quando os níveis de glicose no sangue ficam constantemente elevados, o que pode acontecer com pessoas que não aderem ao tratamento. 

Na diabetes, a perda de peso ocorre por uma disfunção metabólica, na qual as células não recebem a glicose que está circulante no sangue, porque os níveis de insulina estão baixos, e é esse hormônio que consegue tirar a glicose da circulação sanguínea e levar para dentro das células.

Na falta de energia da glicose, o organismo passa a recorrer às reservas de gordura e músculos, levando ao emagrecimento, ainda que a pessoa se alimente até mais do que o normal. 

Para evitar esse problema, é fundamental que as orientações médicas quanto ao tratamento da diabetes sejam seguidas à risca. 

Artrite reumatóide

Artrite reumatóide é uma doença inflamatória crônica e autoimune, caracterizada por inflamações nas articulações. Normalmente, os dedos das mãos, pés, pulsos, cotovelos e joelhos são as articulações mais afetadas nessa doença. 

O principal sintoma de artrite reumatóide é a dor nas articulações, que tende a piorar com o passar do tempo. Outros sintomas são sensação de ardência, vermelhidão e dificuldade para movimentar a articulação, e perda de peso. 

A perda de peso ocorre porque a inflamação acelera o metabolismo, aumentando a taxa metabólica basal. Esse aumento faz a pessoa queimar mais calorias, resultando na perda de peso não intencional. 

Pelo fato de ser autoimune e crônica, não há cura para a artrite reumatoide, mas ela pode ser controlada com medicações que modulam ou suprimem o sistema imunológico. A fisioterapia também contribui para o retardo da progressão da doença e melhora da qualidade de vida.  

Depressão

Depressão
A depressão pode tirar o apetite da pessoa e provocar a perda de peso rápida

A depressão é uma doença psicológica que tem impacto em muitas áreas da vida de uma pessoa, que passa a conviver com uma sensação constante de tristeza, percepção pessimista da vida, autoestima baixa e alterações de peso e apetite. 

Uma pessoa com depressão perde o interesse em atividades que antes eram prazerosas, fica mais irritada, com dificuldade de concentração e pode deixar de fazer a sua higiene pessoal. 

A perda de peso rápida e não intencional é um prejuízo orgânico da depressão, que sinaliza a necessidade de acompanhamento psicológico e, possivelmente, medicação. 

Câncer

A perda de peso durante um tratamento de câncer é natural, mas requer atenção, pois pode interferir nos resultados da terapia e deixar a pessoa enfraquecida e em estado de desnutrição. 

A presença de massas tumorais, em si, pode causar a perda de peso não intencional, pois o aumento de células no corpo por causa do tumor aumenta a demanda energética, ou seja, a quantidade diária de calorias necessárias. 

Quando esse processo não é acompanhado por um aumento na ingesta calórica, a pessoa perde peso. Na maioria dos casos, pessoas com câncer têm dificuldade para comer mais, pois perdem o apetite. 

Uma alternativa é dar preferência para aqueles alimentos com alta densidade calórica, que contêm grandes quantidades de calorias em uma pequena porção do alimento, como a pasta de amendoim, as amêndoas e o coco ralado. 

Outra solução é ingerir menor quantidade de alimentos e fazer mais refeições ao longo do dia, inserindo lanches entre as principais refeições. 

Fontes e referências adicionais

Você já perdeu peso rapidamente e sem intenção? Qual foi a causa dessa perda de peso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

Deixe um comentário