Pimenta Faz Mal Para os Rins?

Especialista:
atualizado em 29/12/2019

A pimenta é um alimento muito conhecido pelas suas cores exuberantes, sabor acentuado e, principalmente, por sua picância. Sabe-se que ela tem poder de acelerar o metabolismo, estimular a libido e até aliviar a dor. Você verá a seguir muitos outros benefícios da pimenta, mas também verá os cuidados que se deve ter ao ingeri-la, além de saber se pimenta faz mal para os rins.

As pimentas costumam ser utilizadas em preparações culinárias para temperar ou dar um gostinho a mais picantes aos alimentos. Mas elas também são compostas por nutrientes como vitaminas, minerais e antioxidantes e estão associadas a uma série de benefícios para a saúde.

A principal função dos rins é filtrar o sangue para eliminar substâncias nocivas ao organismo como amônia, uréia e ácido úrico. Alguns hábitos podem prejudicar o seu funcionamento e, com isso, causar uma série de problemas ao seu organismo. Beber pouca água, consumo excessivo de sal e de álcool são apenas alguns exemplos de hábitos que fazem mal aos rins.

Além desses hábitos, a ingestão de alguns alimentos podem prejudicar muito o seu funcionamento. Cafeína e refrigerante, por exemplo, encabeçam uma lista de 9 alimentos ruins para os rins que você precisa conhecer. A boa notícia é que na contramão disso, muitos outros são ótimos para o seu funcionamento. Além de saber o que não comer, descubra 28 alimentos bons para os rins.

A lista com essas vantagens inclui ação anti-inflamatória, antiexpectorante, anti-irritante, antibacteriana, antiartrítica, melhoria da circulação, da absorção de vitaminas, do metabolismo e do humor, estímulo ao sistema imunológico e combate aos radicais livres causadores de doenças e do envelhecimento precoce.

Mas não é só isso – as pimentas também podem ajudar em relação ao alívio da enxaqueca, auxílio à saúde dos olhos e da pele, regulação da temperatura corporal e melhoria da digestão, ainda que os benefícios possam variar de acordo com o tipo de pimenta escolhido.

Entretanto, será que além de oferecer sabor e beneficiar a saúde do organismo, esse grupo de alimentos não esconde algum tipo de prejuízo?

Se a sua preocupação não é apenas os rins, também deve ter escutado que a pimenta pode fazer mal ao coração. Se você tem algum tipo de doença cardiovascular, então precisa descobrir, antes de consumir, se a pimenta aumenta ou abaixa a pressão arterial.

Pimenta faz mal para os rins? 

Antes de mais nada, é importante que você conheça os tipos de pimenta e seus benefícios para que você possa avaliar melhor cada caso em específico.

Mas será que comer pimenta faz mal para os rins? Para quem não sabe, esse conjunto de órgãos é responsável por funções como a absorção de minerais, a produção de hormônios, a filtragem do sangue e a produção de urina. Devido a isso, é realmente importante que você tome sempre cuidado quando o assunto forem os seus rins. Para isso, não deixe de conferir sempre os alimentos que são ruins para os seus rins.

Os rins também trabalham na excreção de resíduos como as toxinas, o controle do nível de água no organismo e a regulação da pressão arterial, dos glóbulos vermelhos e de ácido no corpo.

O Centro Médico da Universidade de Maryland nos Estados Unidos explicou que a capsaicina, que é um componente encontrado em diversas pimentas como a caiena, a tabasco, a espora, a dedo-de-moça, a malagueta, a cumari, a pimenta-de-cheiro e outras pimentas vermelhas, é um aspecto fundamental para entendermos se a pimenta faz mal para os rins.

Isso porque, segundo a instituição, um dos efeitos colaterais atribuídos ao consumo da capsaicina em excesso – que pode acontecer por meio da ingestão de pimentas – é o dano aos rins, ao lado de outros problemas como a perturbação estomacal, o dano ao fígado, a dor abdominal, o aumento da acidez estomacal, a diminuição do efeito de medicamentos redutores do ácido no estômago e a potencialização dos efeitos de remédios diluidores do sangue. O consumo normal, sem exageros, não seria preocupante.

Pimentas já foram apontadas como benéficas para quem sofre com doença renal crônica

Por outro lado, já foi afirmado que pimentas picantes podem beneficiar a saúde de pessoas que sofrem com doença renal crônica.

Um dos pontos levantados é que as pimentas podem ser utilizadas como substitutas do sal na hora de temperar os alimentos e, dessa maneira, diminuir o consumo de sódio, que costuma ser uma das recomendações passadas para as pessoas que sofrem com a doença.

Isso porque a National Kidney Fundation (Fundação Nacional dos Rins) dos Estados Unidos recomenda que as pessoas que sofrem com a doença renal crônica substituam o sal de mesa convencional por ervas e pimentas.

As pimentas picantes também possuem a habilidade de diminuir as inflamações, que podem ser as responsáveis pelo desenvolvimento de coágulos sanguíneos e pela elevação das chances de ocorrer um problema cardiovascular em pessoas diagnosticadas com doença renal crônica.

Graças às propriedades antimicrobianas que algumas pimentas apresentam, elas podem auxiliar a coibir as doenças cardiovasculares. Além disso, existem outros inúmeros benefícios da pimenta para a saúde e boa forma que valem a pena conferir se você tem o hábito de comer pimentas com frequência. 

As pimentas que são ricas em vitamina A e vitamina C, como é o caso da jalapeño, da malagueta, da biquinho, da cumari, da cambuci e da pimenta rosa, ainda podem ajudar o organismo dos pacientes com doença renal crônica a combater doenças e ter o seu sistema imunológico fortalecido.

Já que falamos da pimenta malagueta, vale a pena destacar que, ela trabalha da diminuição da quantidade de insulina que o corpo necessita para diminuir os níveis de açúcar no sangue, o que é benéfico para pessoas que sofrem com a doença renal crônica e também foram diagnosticadas com diabetes.

A capsaicina encontrada em diversas pimentas também foi associada ao auxílio à diminuição da pressão arterial. A pressão alta é um fator proeminente para a doença renal e que pode inclusive piorar a condição dos rins.

De qualquer forma, ao ser diagnosticado com um problema nos rins, a coisa mais segura a ser feito é conversar com o médico a respeito de como a alimentação deve ser a partir de então e questioná-lo se o consumo de pimenta faz mal para os rins no seu caso ou não, e se deve utilizar pimentas como substitutas do sal de cozinha.

A pimenta do reino faz mal para os rins? 

Graças ao fato de se tratar de um ingrediente popularmente utilizado em temperos que são adicionados a pratos em nosso país, é importante que tratemos especificamente da questão se a pimenta do reino faz mal para os rins.

A recomendação para prevenir o desenvolvimento de cálculo renal (pedra nos rins) é consumir uma colher de chá de pimenta do reino diariamente. A limitação existe porque o ingrediente é fonte de oxalato.

O oxalato é uma molécula simples que se liga ao cálcio na urina em uma combinação que pode dar origem justamente às pedras nos rins. Por conta disso, o Centro Médico Batista da Universidade Wake Forest, nos Estados Unidos, orienta limitar o consumo de alimentos com níveis elevados de oxalato.

Outros alimentos que trazem a molécula em doses elevadas são o espinafre, o aipo, o chocolate, a salsa, o ruibarbo, a uva-do-monte (cranberry), o amendoim, a soja e o farelo.

Outros cuidados com as pimentas 

A forma mais saudável de ingerir o alimento é em sua forma fresca, o que garante que seus nutrientes sejam preservados. Molhos, conservas, geleias e pimentas desidratadas, por exemplo, podem sofrer perda de nutrientes, principalmente de vitaminas.

Ainda que não exista uma quantidade específica recomendada de consumo diário do alimento, a orientação é ingerir a pimenta até quatro vezes ao dia. O ideal é conhecer algumas receitas, como as receitas de geléia de pimenta, que você poderá consumir com vários tipos de alimentos diferentes.

Além disso, algumas pimentas podem interagir com medicamentos. Assim, ao receber a prescrição de um remédio, questione seu médico para saber se há a contraindicação do uso de pimentas enquanto utilizar o medicamento em questão.

Antes de usar qualquer um dos tipos de pimenta para auxiliar o tratamento de algum problema de saúde, não deixe de consultar o médico. E não confie somente no ingrediente para resolver a condição, mas obedeça todas as recomendações deixadas pelo médico em relação ao tratamento.

Você já tinha ouvido falar que pimenta faz mal para os rins? Tem o costume de consumir pimenta em suas refeições diariamente? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (17 votos, média: 4,18 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

11 comentários em “Pimenta Faz Mal Para os Rins?”

  1. Quero saber se a pimenta comari é bom para os rins? Ou faz mau?

    Tenho o hábito de consumir a pimenta comari uma vez por dia.

    Um pouco do molho dela é pelos menos 3 Ou 4 pimentas.

  2. Minha mãe tem cálculo rena,l e tem um Rin paralisado e o outro funciona 40% e fala que não pode colocar pimenta do reino nos alimentos.Mas eu acho que se for bem moderado pode usar,estamos na dúvida.

  3. Meus rins está um pedregulho 😋gosto muito de pimenta! Tenho um litro de pimenta em conserva no azeite, sera que faz mal? Pimenta de cheiro muito picante como duas vezes ao dia😍

  4. Eu como pimenta de cheiro e pimentão!! Amo consumir cru… faco suco detox misturado com uma fruta ou legume, coloco na comida como salada…Não sinto NADA de mal, pelo contrário me sinto mais FELIZ!!!

  5. Faço uso diário de pimenta malagueta. Como 3 unidades frescas amassadas no prato junto com a comida.
    Pergunto: há algum mal em comer a pimenta com a semente e tudo?

  6. Nao tenho problema de rins,mad estou perdendo proteina na uriina entao estou fazendo uma dieta pobre em vitaminas e proteina mas nao deixo decomer minha pimenta, porque e o que dar gosto na salada que como ja que feijao, arroz e macarrao e proibido. E como um pouco de farinha mesmo sabendo que nao posso.

  7. Fiz nefrectomia radical do rim esquerdo, e após 6 meses o rim direito ainda está aquém de sua capacidade. Posso tomar suco de salsa, ou isso pode fazer mal?

    • Por favor o meu rim esquerdo está atrofiado e com um cisto ..
      E o meu rim direito está crônico, o chá de salsinha é bom ?? E o chá de quebra pedras ?? Que beneficio vai trazer p / o meus rins ??? Há ? Faço usos de medicamentos . Controle de pressão , colesterol , coração, tirióides , diuréticos e vitamina D 3 .