Triglicerídeos alto – Causas, sintomas, dieta e dicas

Especialista da área:
atualizado em 07/04/2021

Os triglicerídeos, ou triglicérides, são um tipo de reserva de energia do corpo, mas quando está em um nível alto, pode causar uma série de problemas.

  Continua Depois da Publicidade  

Eles têm a função de fornecer o combustível para que os músculos trabalhem, e quando não utilizados, são armazenados no seu tecido adiposo em forma de gordura.

Abaixo você o que causa o aumento dos níveis de triglicerídeos, a relação entre eles e o seu colesterol, quais os seus sintomas.

O que são exatamente?

Os triglicerídeos são gorduras que podem ser produzidas pelo corpo ou ingeridas através da alimentação, e são fonte de energia para as células de todo o corpo.

De fato, a maior parte das gorduras da dieta são triglicerídeos, e desenvolvem importante função para a saúde, quando consumidas sem exageros.

Triglicerídeos alto

Especialistas acreditam que níveis altos de triglicerídeos no sangue pioram os problemas causados pelo nível de colesterol alto, e outras doenças crônicas.

Além disso, o nível de triglicerídeos alto está associado à síndrome metabólica, que aumenta o risco de desenvolver diabetes e problemas cardíacos.

  Continua Depois da Publicidade  

Outro ponto a se levar em consideração é que mulheres são mais afetadas por variações nos triglicerídeos.

Mas isso não quer dizer que só elas devem tomar cuidado com a ingestão de gorduras, uma vez que homens são os mais afetados pelas doenças cardiovasculares, como mostra um estudo publicado nos Arquivos Brasileiros de Cardiologia.

Como é o exame?

exame de sangue
O ideal é que o exame seja feito depois de um jejum de 12hs, e 3 dias sem consumir bebidas alcoólicas

De acordo com as recomendações do Grupo Fleury, o exame para medir o nível de triglicerídeos é feito a partir de uma amostra de sangue, coletada após um jejum de cerca de 12 horas.

Mas, caso o jejum não seja possível, o exame ainda pode ser feito, só que os valores de referência serão diferentes. Além disso, é necessário que a pessoa esteja há no mínimo 3 dias sem consumir bebidas alcoólicas, para evitar interferências no resultado.

E quanto aos valores de referência, eles variam de acordo com a idade:

JejumEntre 10 e 20 anosMaior que 20 anos
Com jejumMenor que 90 mg/dlMenor que 150 mg/dl
Sem jejumMenor que 100 mg/dlMenor que 710 mg/dl

Mas, apesar de existirem valores de referência para os níveis de triglicerídeos, outros fatores também devem ser levados em consideração, como:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Níveis de colesterol (total, LDL, HDL);
  • Histórico familiar;
  • Outros problemas de saúde que a pessoa possa ter.

Saiba mais informações sobre como é feito o exame de triglicerídeos.

Causas

O excesso de triglicerídeos pode ser causado por diversos fatores, como:

Além disso, alguns remédios como os corticoides e a isotretinoína (conhecida também como roacutan) também podem causar esse problema.

O que triglicerídeos e colesterol tem a ver?

Os níveis de triglicerídeos e colesterol estão intimamente ligados, e por isso normalmente os exames para medição dos níveis sanguíneos são pedidos juntos. Esses exames são feitos para avaliar o perfil lipídico.

Mas existem casos em que os níveis de triglicerídeos se elevam isoladamente, como por exemplo as hipertrigliceridemias genéticas e as que são causadas pelo uso de medicamentos.

  Continua Depois da Publicidade  

Sintomas

Um nível alto de triglicerídeos na corrente sanguínea normalmente não causa sintomas, e normalmente o problema é descoberto em exames de rotina.

Mas, quando os níveis estão muito alterados, alguns sintomas podem aparecer, como:

  • Dor no peito;
  • Dificuldade para respirar;
  • Náuseas e vômitos;
  • Bolhas de colesterol na pele, chamadas de xantomas;
  • Lipemia retinalis, que é uma manifestação ocular da hipertrigliceridemia.

Além disso, níveis muito altos de triglicerídeos podem aumentar o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e pancreatite.

Como reduzir o nível de triglicerídeos alto

exercícios físicos
Exercícios físicos são importantes para reduzir o nível de triglicerídeos

1. Diminua o consumo de gordura saturada e trans

Quando for fazer compras, confira nas informações nutricionais dos alimentos se eles não têm grandes quantidades dessas gorduras. Se sim, evite-as.

2. Consuma menos carboidratos e açucares

Diminua a quantidade de comidas açucaradas e preparadas com farinha branca na dieta. Elas engordam, oferecem pouquíssimos nutrientes e aumentam a quantidade de triglicerídeos no sangue.

  Continua Depois da Publicidade  

3. Beba com moderação

O consumo de álcool também pode aumentar o nível de triglicerídeos ao fazer o fígado produzir mais ácidos graxos.

4. Invista em gorduras saudáveis

Gordura é importante para manter o funcionamento do corpo. Então, procure fontes de gordura monoinsaturada e poli-insaturadas.

Esses tipos de gordura são encontrados no azeite de oliva, amendoim, girassol, milho, abacate, amêndoas, sementes (como de abóbora e gergelim), e também peixes ricos em ômega-3.

5. Coma mais fibras

As fibras alimentares ajudam a diminuir o nível de triglicerídeos e colesterol naturalmente, pois ajudam a reduzir a absorção de gorduras saturadas.

6. Cuidado com a frutose

O consumo de grandes quantidades de frutose pode aumentar os níveis de triglicerídeos. Mas não é preciso evitar frutas, e sim tentar substituir os sucos pelas frutas in natura.

7. Pare de fumar

Ao parar de fumar, os níveis de triglicerídeos podem diminuir, assim como o seu risco de ter problemas no coração.

8. Faça exercício e perca peso

A prática de exercícios ajuda a queimar a gordura corporal, e, associado às outras medidas já citadas, ajuda a reduzir os níveis de triglicerídeos.

Dica: Aproveite para conhecer uma dieta e um cardápio para baixar os triglicerídeos. E, para acompanhar a sua alimentação, faça uma dessas 5 receitas de suco para baixar os triglicerídeos.

Tratamento medicamentoso

Se mesmo com a mudança de estilo de vida os seus triglicerídeos continuarem altos, pode ser o caso de usar algum medicamento.

Mas é sempre importante lembrar que os remédios sempre devem ser prescritos por um médico, que também irá analisar o seu nível de colesterol.

Os medicamentos mais comuns são:

  • Estatinas: Usadas por quem sofre com baixo nível de bom colesterol (HDL), alto nível de colesterol ruim (LDL) e triglicerídeo alto;
  • Fibratos: Usados para diminuir os triglicerídeos. Eles funcionam melhor em pessoas que tem níveis mais altos.
  • Suplemento de ômega-3: Alguns médicos muitas vezes prescrevem esses suplementos para auxiliar na redução dos níveis de triglicerídeos e de colesterol.

Entretanto, em alguns casos, o uso de apenas um medicamento pode não ser o suficiente para reduzir as taxas de triglicerídeos. Nesses casos, o médico pode associar um ou mais medicamentos, para potencializar o efeito.

Vídeos

Veja nos vídeos abaixo 10 dicas para baixar os triglicerídeos naturalmente e 4 alimentos que aumentam os triglicerídeos para evitar.

Fontes e Referências Adicionais

Você já constatou o nível de triglicerídeos alto em seu exame? Seu médico passou alguma dieta, alimentos e exercícios específicos para o caso? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (113 votos, média 4,30)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco é Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral - CRM 597798 RJ/ CBCD. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr. Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico-cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. Além disso é diretor médico do Instituto de Transplantes. Suas áreas de atuação principais são: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia, e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

68 comentários em “Triglicerídeos alto – Causas, sintomas, dieta e dicas”

  1. Boa tarde! Preciso de ajuda! Meu filho com 9 anos de idade tinha 2020 de triglicérides, fez tri no incor qdo pequeno e falaram sobre uma maquina tipo hemodiálise, que tira a gordura do sangue e volta limpo ao corpo. Preciso de ajuda! Meu filho é magro, hoje está com 28 anos e 1700 de triglicérides. Por favor, divulguem e me ajudem a encontrar tdo.

    Responder
  2. Fui ao médico ele fez exame constatou que meu triglicérides estava 546 muito alto me passou um medicamento em uma dieta estou fazendo tudo corretamente só que tá me dando diarreia será que é normal? E é só com exame de sangue que agente sabe se o triglicerídeos estão baixando

    Responder
  3. Meu triglicerídeos está 323 no último exame q tirei, más o colesterol está abaixo de 200…gostei muito das dicas dadas pelo site….

    Responder
  4. O meu triglicerídeos está em 760 o médico me receitou os medicamentos cupidez e sinvastatina,mas não orientou-me a fazer dietas específicas,Eu gostaria de saber quais fibras melhores para ser adicionados à alimentação; Gostei muito do comentário da sra:MARIA FRAZÃO me ajudou e bem esclarecedor…

    Responder