5 Remédios para Diarreia Mais Usados – Caseiros e Medicamentos

Especialista:
atualizado em 02/12/2019

A diarreia não tem hora nem dia para acontecer e, quando ela surge, é preciso muito jogo de cintura para lidar com ela. Por isso, é sempre bom conhecer os remédios para diarreia – sejam eles medicamentos de venda livre ou remédios caseiros. Não deixe de conferir.

Se você está enfrentando uma diarreia, ou quer estar prevenido se ela ocorrer, veja aqui algumas opções caseiras de remédios para diarreia e saiba quais são os medicamentos mais usados para tratar o problema rapidamente.

Também daremos dicas úteis de dieta e de hidratação, pois é muito importante escolher bem os alimentos para comer em uma crise de diarreia e também se manter bem hidratado não só com água, mas também bebendo sucos que podem ajudar a aliviar a diarreia e fornecer nutrientes.

Sabendo o que fazer, você poderá iniciar o tratamento imediatamente e retomar as suas atividades de rotina normalmente sem aquela apreensão e desconforto causados pela diarreia.

Diarreia

A diarreia é um problema digestivo que desencadeia movimentos intestinais inadequados e evacuações frequentes e, algumas vezes, fora de controle.

Ela causa um desconforto imenso que pode durar horas ou dias, dependendo da causa e da intensidade dos sintomas.

Uma diarreia pode ser causada por:

  • Intoxicação alimentar;
  • Infecção bacteriana;
  • Uso recente de antibióticos;
  • Água contaminada;
  • Infecção viral.

A ingestão de água e alimentos contaminados estão entre as principais causas de diarreia, mas é preciso ficar atento ao que você come, pois a diarreia também pode ser um sintoma de alergia alimentar.

A menos que seu sistema imunológico esteja extremamente enfraquecido ou que a diarreia seja causada por um problema grave, ela geralmente desaparece sozinha. Felizmente, existem algumas coisas que você pode fazer para acelerar a recuperação e acabar logo com esse desconforto.

Remédios para diarreia mais usados – medicamentos e caseiros

1. Antibióticos

Os antibióticos podem ser usados em casos de diarreia causada por bactéria.

O antibiótico só pode ser prescrito por um médico depois de fazer testes – como um exame de fezes, por exemplo – que comprovem uma infecção bacteriana.

Se a diarreia não for causada por uma bactéria, o antibiótico não surtirá nenhum efeito.

2. Antidiarreicos

Antidiarreicos são medicamentos que atuam bloqueando a diarreia por meio da redução dos movimentos intestinais. Eles reduzem os sintomas e aceleram a recuperação. Exemplos incluem a loperamida (Imodium) e o subsalicilato de bismuto (Pepto-Bismol).

Porém, dentre os remédios para diarreia, esse tipo não é indicado para todos os casos. Quando há febre alta ou sangramento intestinal, por exemplo, é importante consultar um médico antes de usar um antidiarreico pois o uso dele pode agravar o quadro.

Além disso, esses remédios aliviam os sintomas, mas não tratam a causa do problema.

3. Hidratação

Esse remédio caseiro para diarreia é ótimo e todo mundo tem em casa. A água é indispensável para se recuperar de uma diarreia.

Como a diarreia causa evacuações líquidas, o corpo perde muitos líquidos. Junto se vão também eletrólitos importantes como o sódio, o potássio e o cloreto. Para repor esses eletrólitos e evitar a desidratação, é essencial beber muita água.

Para acelerar ainda mais a reposição de fluidos e eletrólitos, você pode preparar uma solução de sal e açúcar para ajudar o intestino a absorver os líquidos de forma mais rápida e eficiente.

A receita caseira para diarreia consiste em misturar ½ colher de chá de sal e 6 colheres de chá de açúcar para cada 1 litro de água filtrada.

Você também pode optar por bebidas eletrolíticas que hidratam e restauram os níveis de eletrólitos. Um estudo de 2006 publicado no periódico Journal of Parenteral and Enteral Nutrition mostrou que tanto a bebida esportiva quanto a solução de reidratação com sal e açúcar são eficazes para adultos com diarreia leve.

Beber suco de frutas também é uma ótima maneira de se hidratar e repor nutrientes ao mesmo tempo.

Bebidas alcoólicas, leite, bebidas gaseificadas ou bebidas com cafeína devem ser evitadas nos primeiros dias, pois elas podem piorar a diarreia.

4. Dieta adequada

Assim que você começar a se sentir melhor, é hora de focar na dieta. Nesse momento, o seu intestino ainda está fragilizado e é importante ingerir alimentos que forneçam alguns nutrientes, mas que sejam leves para não sobrecarregar o seu intestino.

Uma dieta bem famosa para pessoas com diarreia é a dieta BRAT – que em inglês é um acrônimo para Banana, Rice, Applesauce and Toast – que significa se alimentar nas primeiras 24 horas apenas de banana, arroz, maçã amassada e torrada.

Essa dieta ajuda muito na recuperação da diarreia porque ela combina alimentos leves, poucas fibras e alto teor de amido. Tudo isso ajuda a produzir fezes mais consistentes, além de oferecer nutrientes como o potássio e a pectina.

Saiba também o que as suas fezes revelam sobre a sua saúde.

Trata-se de uma dieta de recuperação que não fornece uma nutrição equilibrada a longo prazo. Portanto, essa alimentação restritiva é indicada até você se sentir melhor ou por no máximo 2 dias após o início da diarreia.

Outros alimentos que são bons durante a diarreia são:

  • Frutas ricas em pectina;
  • Alimentos ricos em potássio como as batatas;
  • Legumes cozidos e macios;
  • Canja de galinha;
  • Aveia;
  • Boas fontes de proteína como um frango assado sem pele;
  • Bebidas ou alimentos que contém eletrólitos.

Já os alimentos que podem irritar ou pressionar o trato gastrointestinal devem ser evitados. Exemplos de alimentos a evitar incluem:

  • Alimentos gordurosos;
  • Alimentos com altos níveis de frutose;
  • Alimentos picantes;
  • Produtos lácteos;
  • Vegetais como repolho, brócolis e couve-flor;
  • Feijão, ervilha e grão de bico;
  • Alimentos com cafeína;
  • Alimentos que contém adoçantes artificiais que são difíceis de digerir.

5. Probióticos

Os probióticos são microrganismos vivos que beneficiam o sistema digestivos e que são encontrados em alimentos fermentados como o iogurte e o kefir. Veja dicas de alimentos probióticos para a sua dieta.

Eles são capazes de restaurar o equilíbrio de bactérias no intestino e combater a infecção que causou a diarreia.

Um estudo de revisão científica publicado em 2010, no Cochrane Database of Systematic Reviews, atestou que os probióticos reduzem de forma significativa o tempo de recuperação da diarreia. Também foi comprovado que o uso de probióticos é seguro e que o risco de efeitos colaterais é muito baixo.

Tratamento de condições subjacentes

A diarreia pode ser causada por uma condição de saúde como a síndrome do intestino irritável, por exemplo. Em casos como esse, é preciso tratar a doença para que a diarreia seja controlada.

Alguns remédios que podem ser prescritos para casos de síndrome do intestino irritável com diarreia são: a alosetrona, a eluxadolina e a rifaximina.

Outras condições que podem causar diarreia e que precisam ser tratadas são a doença de Crohn e a colite ulcerativa.

Hora de buscar ajuda

Uma diarreia leve pode ser tratada em casa sem grandes contratempos, mas se nenhum remédio te ajudar ou se a diarreia for persistente e grave, é indispensável buscar ajuda médica.

A diarreia pode causar um quadro grave de desidratação. Assim, é bom ficar atento aos seguintes sintomas que indicam desidratação severa:

  • Dor abdominal intensa;
  • Febre acima de 39ºC;
  • Diarreia que persiste por 3 dias ou mais;
  • Fezes com sangue ou pretas;
  • Pouca ou nenhuma urina;
  • Pele e boca seca;
  • Sede excessiva;
  • Fraqueza extrema;
  • Urina escura.

Em crianças, é importante prestar atenção nos seguintes sinais:

  • Diarreia que dura mais de um dia;
  • Febre acima de 39ºC;
  • Rosto ou olhos fundos;
  • Sangue nas fezes ou fezes pretas;
  • Choro sem lágrimas;
  • Boca ou língua seca;
  • Ausência de fraldas molhadas por 3 horas ou mais;
  • Sonolência incomum.

A desidratação em crianças – especialmente em bebês – pode avançar rapidamente. No caso de bebês com menos de 3 meses, é indicado levar a criança ao médico assim que a diarreia for detectada. Não é recomendado tentar tratar o sintoma em casa ou esperar para ver se melhora, pois o risco de complicações é grande.

E se você é um adulto, não hesite em ir ao médico quando estiver com uma diarreia persistente ou que vai e volta com frequência. Isso não é normal e precisa ser investigado para que você receba o tratamento adequado.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já conhecia os 5 remédios para diarreia mais usados? Já usou algum? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário