Óleo de abacate

Óleo de Abacate Emagrece? Para Que Serve, Benefícios, Como Fazer e Dicas

Conhecido como o “azeite das Américas”, o óleo de abacate está na moda e vem sendo utilizado para os mais diversos fins, desde dar uma forcinha na dieta até auxiliar com os cuidados da pele.

Extraído diretamente da polpa da fruta, uma única colher de óleo de abacate todos os dias pode trazer inúmeros benefícios à saúde. Você pode fazer seu próprio óleo de abacate em casa ou adquiri-lo na forma de cápsulas ou em embalagens de 250 ml para uso culinário. Mas será que o óleo de abacate emagrece?

Para que serve o óleo de abacate?

Rico em gorduras monoinsaturadas, o óleo de abacate emagrece por ajudar a controlar o apetite e reduzir os níveis de cortisol. Ele também potencializa a absorção de beta-caroteno, um pigmento antioxidante que é precursor da vitamina A.

Você pode utilizar o óleo de abacate para:

– Cozinhar

O óleo de abacate pode ser utilizado na cozinha no preparo dos mais diversos pratos ou no lugar do azeite nas saladas. Devido ao seu alto ponto de fumaça, pode ser aquecido e mesmo utilizado para frituras (o óleo de abacate possui seu ponto de fumaça a aproximadamente 271º C, sendo considerado o mais alto entre todos os óleos vegetais), sem os mesmos riscos à saúde que alguns óleos oferecem quando são aquecidos.

O ponto de fumaça, ou ponto de fumo, refere-se à temperatura a partir da qual o glicerol (ou glicerina) presente no óleo se quebra e forma a acroleína, substância irritante à garganta e aos olhos. Essa é também a temperatura a partir da qual os nutrientes começam a ser degradados, comprometendo os benefícios do óleo de abacate para a saúde. Além disso, a acroleína tem sido ligada por pesquisadores a alguns tipos de câncer, e seu consumo deve ser evitado.

Portanto, o óleo de abacate pode ser utilizado como alternativa (ou mesmo substituir) o óleo de canola, de girassol ou de milho, pois pode ser elevado a uma temperatura maior que os demais óleos. Apesar disso, vale lembrar que frituras devem ser evitadas sempre que possível.

O óleo de abacate também possui uma quantidade bem menor de Ômega-6 que a maioria dos óleos vegetais. Em excesso, o Ômega- 6 pode causar inflamações e problemas no coração.

– Cuidar da pele

Um dos principais usos do óleo de abacate é na manutenção da saúde da pele, uma vez que ele é rico em vitaminas e antioxidantes, que contribuem para melhorar sua textura e evitar as rugas.

– Controlar o apetite

Uma colher por dia já é suficiente para obter todos os benefícios do óleo de abacate para a saúde, além de ajudar a regular o apetite. A gordura atrasa a digestão, prolongando a sensação de saciedade e retardando o aparecimento da fome.

E o Óleo de Abacate Emagrece Mesmo?

Além de manter a saciedade, o óleo de abacate emagrece porque controla os níveis de cortisol no organismo. O cortisol é um hormônio que tem diversas funções no nosso corpo, sendo geralmente liberado em situações de estresse.

Em excesso, o cortisol dificulta o emagrecimento e promove o acúmulo de gordura, sobretudo na região abdominal. Isso ocorre porque altas concentrações de cortisol podem diminuir o metabolismo, elevar a retenção de líquidos e aumentar o apetite.

O óleo de abacate reduz os níveis de cortisol porque acentua o efeito da glutationa, uma substância naturalmente presente no nosso organismo e que ajuda a regular os níveis desse hormônio em circulação.

A glutationa possui também um efeito detox, uma vez que se liga às toxinas e facilita sua eliminação pelo organismo, colaborando assim para um bom funcionamento das células.

Outro benefício do óleo de abacate para a manutenção da boa forma é que ele ajuda a controlar a glicemia, impedindo variações bruscas nos níveis de açúcar no sangue, que trazem consigo muitas vezes a sensação de fome.

Benefícios do Óleo de Abacate

O óleo de abacate é rico em gorduras monoinsaturadas, que atuam para manter uma boa saúde cardiovascular. Além disso, o óleo dessa fruta de origem mexicana é rico em vitamina E, um dos nutrientes mais importantes para a saúde da pele.

– Ajuda o coração

As gorduras monoinsaturadas do abacate, sobretudo as do tipo Ômega- 3, ajudam a reduzir os níveis de LDL (o “mau colesterol”) e a aumentar os níveis de HDL (o “bom colesterol”). Níveis baixos de LDL e elevados de HDL estão associados a uma melhor saúde cardiovascular, uma vez que o HDL impede que o colesterol “ruim” se deposite na parede das artérias, evitando dessa maneira o surgimento da arteriosclerose (entupimento das artérias).

– Combate os radicais livres

As grandes quantidades de vitamina E do óleo de abacate lhe conferem uma grande capacidade antioxidante natural, não só prevenindo como também eliminando os radicais livres. Essas moléculas estão associadas não somente envelhecimento precoce como também ao surgimento de diversas doenças, como o câncer de pele e o de próstata.

O ácido alfa linoleico presente no óleo de abacate também auxilia na prevenção de outros tipos de câncer, como o de mama e o de cólon.

– Aumenta a absorção de alguns nutrientes

Os ácidos graxos insaturados presentes no óleo de abacate potencializam a absorção de carotenoides na alimentação. Os carotenoides são pigmentos antioxidantes presentes em alimentos de cor amarela, vermelha, verde e laranja (como é o caso da cenoura, por exemplo).

Precursores da vitamina A e importantes na prevenção de doenças como o câncer, os carotenoides são solúveis em gordura. Portanto, seu consumo deve estar associado a algum tipo de alimento que contenha ácidos graxos, como é o caso do óleo de abacate.

Em um estudo publicado no Journal of Nutrition, pesquisadores constataram que a absorção de alfa-caroteno, beta-caroteno e luteína (pigmentos carotenóides) em uma salada com óleo de abacate foi 15 vezes maior que em uma salada sem esse tipo de óleo.

– Regula a Pressão

De acordo com um estudo publicado em 2005 no Journal of Ethnopharmacology, o óleo de abacate ajuda a baixar a pressão sanguínea. Na pesquisa realizada com animais de laboratório, uma alimentação rica em óleo de abacate alterou os níveis de ácidos graxos nos rins, alterando assim o mecanismo de resposta dos rins aos hormônios reguladores da pressão.

O óleo de abacate também influencia a composição dos lipídios no coração, o que tem levado os cientistas a acreditar que uma dieta que inclua boas doses de óleo de abacate seja positiva para abaixar a pressão arterial.

– Reduz a absorção de LDL

O óleo de abacate contém boas doses de beta-sitosterol, uma substância semelhante ao colesterol, que possui ação anti-inflamatória e atua na manutenção do bom funcionamento das células.

Além disso, o beta-sitosterol também colabora para diminuir a absorção de colesterol pelas membranas celulares e pela parede do intestino, reduzindo assim a recaptação do colesterol.

– Colabora com a saúde bucal

A doença periodontal – um tipo de lesão progressiva que pode danificar os ossos da mandíbula e causar a perda dos dentes – pode ser prevenida com o consumo regular de óleo de abacate. Uma das razões seria que o óleo de abacate teria a capacidade de reduzir a inflamação nas gengivas, prevenindo assim o avanço da degeneração do tecido ósseo.

Pesquisas recentes ainda sugerem uma capacidade antibacteriana do óleo de abacate, o que permitiria também seu uso como enxaguante bucal.

– Melhora a artrite

Exatamente por suas características anti-inflamatórias, o óleo de abacate também ajuda a diminuir as dores causadas pelas inflamações nas articulações, características da artrite.

– Deixa a pele mais saudável

As vitaminas E, A e D encontradas no óleo de abacate participam da formação de colágeno, fundamental para manter a elasticidade e firmeza da pele. Elas são ainda dotadas de um alto poder antioxidante, o que permite evitar os radicais livres e o envelhecimento precoce da pele.

As vitaminas D e E atuam no combate às rugas, enquanto a vitamina A ajuda a manter a pele hidratada e com aspecto mais saudável. 

O óleo de abacate pode também ser utilizado para tratar algumas doenças de pele, como a psoríase e o eczema. E além de ser um poderoso hidratante, o óleo de abacate pode ajudar a diminuir coceiras e a promover o crescimento de novos fios de cabelo, quando aplicado diretamente no couro cabeludo.

– Fortalece os olhos e o sistema imunológico

As vitaminas, ácidos graxos e antioxidantes presentes no óleo de abacate aumentam a produção de células de defesa no organismo, fortalecendo o sistema imune.

Já a vitamina A, E, e a luteína (um carotenóide) e a glutationa fortalecem os olhos, colaborando para a prevenção de doenças oftalmológicas.

Como fazer óleo de abacate

Fazer óleo de abacate em casa é muito simples. Existem diversas maneiras de fazer seu próprio óleo, mas vamos descrever aqui a maneira mais prática de extrair o óleo do abacate a frio sem utilizar solventes.

Você precisará de:

  • 2 abacates;
  • Prato, garfo;
  • Formas de alumínio;
  • Pano de algodão;
  • Recipiente para colocar o óleo.

Modo de preparo:

Corte os abacates ao meio e retire os caroços. Coloque toda a polpa em um prato e amasse bem com um garfo – o suficiente para ficar uma massa bem homogênea. Espalhe então essa massa sobre as formas, em camadas muito finas (quanto mais fino, mais rápido secará). Deixe as formas secando ao sol da manhã até o fim da tarde.

Após recolher as formas, retire a massa seca (que deverá estar na cor marrom escura) e coloque no pano fino e limpo. Torça o pano com força e recolha embaixo o óleo que pingar- esse será seu óleo de abacate pronto para uso.

Se você não tiver como secar ao sol, pode também utilizar o forno, mas não deixe a temperatura do mesmo passar de 50oC. O tempo de permanência deverá ser de aproximadamente cinco horas, respeitando sempre o limite de temperatura acima. Dois abacates médios podem render até 25 ml de óleo, então ajuste a quantidade da fruta de acordo com as suas necessidades.

Dicas

Para aproveitar o fato de que o óleo de abacate emagrece e manter sua saúde em dia, siga essas dicas:

  • Acrescente uma colher de sopa de óleo de abacate na salada de tomate e cenoura, para potencializar a absorção de carotenoides;
  • Para a pele, experimente fazer uma máscara misturando uma colher de óleo de abacate com meio abacate amassado. Deixe na pele por 20 minutos e enxague massageando a pele;
  • Como todo óleo vegetal, o óleo de abacate é bastante calórico: 100 ml possuem mais de 900 calorias. O segredo para a saúde e para a cintura é o consumo regular e com moderação. Se for exagerado, o consumo de óleo de abacate engorda;
  • Antes de utilizar o óleo de abacate diretamente na pele, pingue uma gotinha e espere alguns minutos para ver se você não é alérgico. Se nada acontecer, utilize o óleo diariamente, para manter a pele hidratada e macia, evitando o aparecimento de rugas e marcas de expressão;
  • Se você não conseguir descobrir onde comprar óleo de abacate na sua cidade ou se estiver difícil de fazê-lo em casa, consumir meio abacate fresco três vezes por semana traz os mesmos benefícios à saúde do óleo de abacate;
  • Para não enjoar, alterne o óleo de abacate com o azeite extra-virgem nas saladas e pratos quentes.

Onde comprar

Você pode comprar o óleo de abacate em casas de produtos naturais, em vidros semelhantes aos de azeite. O preço do óleo de abacate é de aproximadamente R$42,00 para um vidro de 250 ml.

Já as cápsulas de óleo de abacate podem ser encontradas em farmácias, em quantidades que variam de 60 a 90 cápsulas de 1000 mg. O preço do óleo de abacate em cápsulas é bastante variável entre as marcas, sendo de R$22,00 a R$38,00 por um vidro com 60 cápsulas.

Vídeo:

E ai, gostou das dicas?

Você conhece alguém que o utilize e afirme que o óleo de abacate emagrece mesmo? Que tipo de óleo vegetal você consome frequentemente em casa? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (29 votos, média: 4,52 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*