Como a rotina familiar durante a pandemia interfere na saúde e boa forma

Especialista:
atualizado em 31/08/2020

Quando somos crianças, inevitavelmente pegamos os hábitos de alimentação e saúde de nossos pais. Mas e quando crescemos, os familiares que moram na mesma casa também podem nos influenciar neste sentido?

Isso pode ser ainda mais evidente no momento em que ficamos muito mais tempo em casa, devido à pandemia do novo coronavírus.

Normalmente, uma pessoa que passa por uma reeducação alimentar ou segue uma dieta específica para emagrecer como a dieta low carb, tem uma alimentação diferenciada e toma cuidado com os alimentos que consome.

Entretanto, algumas pessoas podem ficar mais atarefadas durante a pandemia, devido à necessidade de trabalhar ou estudar de casa, e ainda por cima ter que manter a casa limpa contra o coronavírus.

Assim, sobra cansaço e falta tempo para se dedicar ao preparo adequado dos alimentos, de modo que eles se encaixem na dieta.

Problemas e soluções

Por exemplo, em vez de fazer um prato que funcione para o restante da família e outro que se encaixe na sua dieta, você poderia optar por preparar aquilo que serviria apenas para os outros membros da família.

E para preparar as suas próprias refeições saudáveis, você poderia separar um dia da semana mais tranquilo ou um dia no final de semana para cuidar delas, e em seguida congelá-las.

Assim, no dia a dia será preciso preparar apenas as refeições do restante da família, e para você, apenas descongelar e esquentar a sua marmita.

Outro truque que ajuda muito é pedir que um familiar ajude a preparar as refeições. Assim, você terá tempo para fazer os seus pratos, enquanto a pessoa prepara as comidas que agradam o restante da família.

Divisão de tarefas

Casal cozinhando

A dica acima é um ótimo exemplo de divisão de tarefas, algo que precisa ser a regra para que ninguém fique sobrecarregado e tenha a saúde afetada. Se todos se ajudarem, será mais fácil para todo mundo.

Dá para montar um cronograma das atividades que precisam ser feitas na casa, distribuindo as atividades em comum entre os adultos, além de cada um ficar responsável pela sua própria atividade particular.

Por exemplo, enquanto um cozinha, o outro pode lavar a roupa; enquanto um ajuda o filho na aula on-line, o outro trabalha; enquanto um lava a louça, o outro passa pano na sala, dentre outras atividades. Mas cada um é responsável por arrumar a sua própria cama, por exemplo.

Cuidado com as besteirinhas

Outra prática que pode sabotar a dieta é a de comprar muitos doces, salgadinhos, frituras e outras bobagens para agradar os outros membros da família, como algo para confortar e servir como uma distração nesse período complicado de pandemia.

O problema é que esse não é o papel da comida: embora precise ser saborosa, a função principal da comida é alimentar e nutrir. Recorrer a alimentos cheios de calorias, açúcares, gorduras ruins e/ou sódio não será saudável nem para você nem para a sua família.

O melhor é optar por versões saudáveis dessas comidas. Alguns exemplos são as sobremesas light, os chips de legumes, as pizzas fit, os hambúrgueres caseiros fit, as coxinhas fit e os bolos fit.

Inclusive, essa pode se tornar uma oportunidade para testar receitas que são saudáveis e saborosas, e incentivar toda a família a se alimentar de maneira mais saudável.

Muita coisa para fazer

Em tempos de pandemia, ficar em casa pode ser um grande estresse. Afinal, a rotina em casa passou a ser repetitiva e cansativa.

Com tanta coisa para fazer, é normal ficar cansado e com pouca ou nenhuma disposição para fazer um treino em casa.

Planejar o horário de cada atividade é algo que pode ajudar a organizar a sua rotina de exercícios em casa.

Por exemplo, dá para fazer um treino para iniciante em casa durante o surto de coronavírus, alguns treinos aeróbicos em casa para a pandemia, subir e descer escadas, aulas online de treino intervalado de alta intensidade, pular corda, entre outras atividades.

Cuidado com os lanchinhos

Mulher lanchando

Quem fica em casa por mais tempo pode cair na tentação de fazer lanchinhos calóricos mais frequentemente. E para piorar, se isso se tornar uma rotina, o resultado vai ser inevitavelmente o ganho de alguns quilinhos a mais.

Portanto procure, sempre que possível, escolher alimentos que, apesar de saudáveis, são saborosos e ajudam a matar aquela vontade de comer que aparece de vez em quando.

Que tal comer um lanchinho saudável como uma fruta, uma porção de chips de legumes ou uma pipoca saudável sem óleo?

Aproveite para conferir o vídeo da nossa nutricionista mostrando como emagrecer mesmo ficando mais tempo em casa com a família:

Gostou das dicas?

Você tem sentido muita dificuldade de manter uma dieta e emagrecer ficando mais tempo em casa durante a pandemia? Quais são as maiores dificuldades? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário