Diosmina e hesperidina – Para que serve, como usar e efeitos colaterais

Especialista da área:
atualizado em 14/12/2021

A associação de diosmina e hesperidina, dois compostos flavonoides, é bastante usada no tratamento de algumas condições de saúde, e por isso é importante entender para que ele serve e quais os seus efeitos.

  Continua Depois da Publicidade  

Essas substâncias agem diretamente nos vasos sanguíneos, e são prescritas para pessoas com problemas circulatórios, como varizes e hemorroidas, além de outros problemas que veremos mais adiante.

Então, neste artigo vamos entender melhor como os medicamentos contendo diosmina e hesperidina funcionam, quais as indicações, os efeitos colaterais e como eles são usados, além de conhecer algumas dicas de como melhorar a circulação naturalmente.  

Importante: As informações contidas nesse artigo tem um caráter meramente informativo, e não substituem o diagnóstico e as orientações de um profissional de saúde.

Como o medicamento funciona?

caixa embalagem remédio diosmina hesperidina

A associação de diosmina e hesperidina é um medicamento venotônico e vasculoprotetor, que age diretamente na circulação venosa, ou seja, nas veias que levam o sangue de volta para o coração. 

Podemos dividir a ação em três pontos principais:

  • Melhora do tônus venoso, ou seja, aumenta a força do vaso sanguíneo e diminui a sua dilatação;
  • Melhora da microcirculação, pois diminui a inflamação nos vasos sanguíneos menores e evita que a parte líquida do sangue saia da circulação e se acumule em outros tecidos;
  • Melhora da circulação linfática, pois ajuda na drenagem linfática natural do organismo.

Assim, podemos afirmar que a diosmina e a hesperidina ajudam tanto a melhorar a circulação quanto a diminuir o inchaço. 

  Continua Depois da Publicidade  

Para que serve?

Os medicamentos compostos por diosmina e hesperidina foram desenvolvidos para serem usados no tratamento de algumas condições causadas pela má circulação sanguínea, como: 

Insuficiência venosa crônica

A circulação sanguínea é composta por duas fases:

  • A primeira é quando o sangue oxigenado sai do coração e se dirige nosso aos órgãos e tecidos, levando oxigênio e nutrientes. Nessa fase o sangue tem mais pressão, e consegue circular de forma mais eficiente.
  • Já na segunda fase, que é o retorno do sangue não-oxigenado para o coração, o sangue já não tem tanta pressão, e encontra mais dificuldade para fazer o caminho de volta.

Para ajudar no retorno do sangue, nossas veias apresentam válvulas de uma via que evitam que o sangue flua no sentido contrário. Tais válvulas são muito importantes, principalmente nas nossas pernas, onde a força da gravidade tende a estimular o fluxo sanguíneo apenas para baixo.

Porém, quando uma pessoa tem insuficiência venosa crônica, as válvulas dos vasos sanguíneos param de funcionar de forma adequada, o que acaba dificultando ainda mais o retorno do sangue, causando tanto as varizes quanto o inchaço nas pernas.

Úlceras nas pernas

As úlceras nas pernas, quando são causadas pela insuficiência venosa, podem ser tratadas com medicamentos à base de diosmina e hesperidina. 

Isso se deve ao fato de essa associação diminuir a inflamação e melhorar a circulação do sangue, aumentando a capacidade do corpo de cicatrizar essas feridas e evitando o aparecimento de novas lesões.

  Continua Depois da Publicidade  

Hemorroidas inflamadas

As hemorroidas são pequenas dilatações das veias do plexo hemorroidário, na parte inferior do reto e ânus. Porém, quando essas veias inflamam, pode ocorrer dor, inchaço, sangramento e coceira na região além da projeção do tecido para fora do ânus.

Outros usos

Existem pesquisas científicas e estudos clínicos em andamento que sugerem que a diosmina e hesperidina possam auxiliar no tratamento de diabetes, pressão arterial elevada, linfedema e artrite reumatoide. Porém, ainda não há evidências suficientes que comprovem seus benefícios no tratamento dessas doenças.

saúde cardiovascular

Efeitos colaterais e contraindicações

A diosmina e a hesperidina são substâncias seguras para a maioria das pessoas. Porém, alguns efeitos colaterais relatados incluem:

  • Dor abdominal, estomacal e muscular
  • Diarreia
  • Dor de cabeça
  • Tontura
  • Vermelhidão na pele e urticária
  • Cãibras
  • Inchaço
  • Alteração na frequência cardíaca.

Outro ponto a ser destacado é que o uso de diosmina e hesperidina não foi estudado em mulheres que estavam amamentando, e não há dados sobre o medicamento ser ou não excretado no leite. Por este motivo, o uso é contraindicado para mulheres em fase de amamentação.

Já para grávidas, o uso deve ser sempre com recomendação médica, que irá avaliar os riscos e benefícios do tratamento para este grupo.

Além disso, a hesperidina pode ser capaz de aumentar o risco de sangramento e de diminuir a pressão arterial. Dessa forma, seu uso não é indicado para pessoas com problemas de pressão baixa ou que estejam tomando anticoagulantes ou que pretendem passar por alguma cirurgia.

  Continua Depois da Publicidade  

Como usar?

De forma geral, o medicamento deve ser usado por um período de 1 a 3 meses, para tratamento dos sintomas. O uso por mais de 3 meses só deve ser feito se indicado por um profissional da área médica.

Além disso, a quantidade de comprimidos deve ser prescrita pelo médico dependendo da condição a ser tratada:

  • Para o tratamento de insuficiência venosa crônica: É indicado tomar de 2 a 3 comprimidos diários, sem exceder a dose diária de 1350 mg de diosmina + 150 mg de hesperidina. O tratamento dessa condição normalmente dura cerca de 2 a 6 meses sob supervisão de um profissional da saúde.
  • Para o tratamento de hemorroidas: Geralmente, o tratamento de hemorroidas é iniciado com uma dose de 1350 mg de diosmina + 150 mg de hesperidina por dia, divididos em 2 ou 3 doses diárias durante 4 dias. Em seguida, a dose é diminuída para 900 mg de diosmina + 100 mg de hesperidina diárias em 2 doses diárias por 3 dias. E por fim, é administrado apenas um comprimido de diosmina 450 mg + hesperidina 50 mg durante 3 meses para evitar a reincidência de hemorroidas inflamadas.
  • Para o tratamento de úlceras nas pernas causadas por má circulação: Neste caso, o tratamento usual consiste em uma dose diária de 900 mg de diosmina e 100 mg de hesperidina durante 2 meses.

Além disso, informe seu médico sobre quaisquer medicamentos ou suplementos que esteja tomando, já que podem ocorrer interações medicamentosas com remédios para pressão alta, anticoagulantes e antidepressivos, por exemplo.

Como melhorar a circulação naturalmente?

Os tratamentos de doenças que atingem a circulação devem ser orientados por um profissional da área médica, e normalmente envolvem o uso de medicamentos. Mas existem algumas dicas que podem ajudar a melhorar a circulação e assim contribuir para a prevenção desses problemas. São elas:

  • Evite o excesso de gorduras saturadas e de colesterol, diminuindo assim a chance de desenvolvimento de placas gordurosas na parede dos vasos sanguíneos
  • Mantenha uma boa hidratação
  • Realize atividades físicas regularmente, pois o fortalecimento da musculatura ajuda a manter a circulação funcionando adequadamente
  • Evite o tabagismo, uma vez que o hábito de fumar pode causar ou agravar problemas circulatórios

Faça check up médico anualmente, se possível, para detectar o aparecimento de problemas circulatórios ainda no início. Isso é importante porque quando são diagnosticados precocemente, esses problemas podem ser tratados com maior facilidade.

Fontes e referências adicionais

Você já precisou tomar diosmina e hesperidina para tratar alguma das condições que listamos acima? Como foram seus resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (119 votos, média 3,83)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário

2 comentários em “Diosmina e hesperidina – Para que serve, como usar e efeitos colaterais”

  1. Tomando esse.medicamento,indicado pelo.vascular,estou sentindo dor de cabeça,tontura muita ,palpitação e desconforto gástrico.

    Responder
  2. Reduzi p 1 comprimido, por causa de alteração no coração,deu sangramento na hemorroida, apesar q preciso tomar 2 p a circulação nas pernas

    Responder